Orquestra holandesa se apresenta no Brasil pela primeira vez | The Music Journal Brazil | MTV

CLASSICA

Ricciotti Ensemble se apresenta pela primeira vez no Brasil

By  | 

Conhecida por popularizar a música instrumental pelo mundo, a Ricciotti Ensemble vem ao Brasil para três apresentações nos dias 25, 26 e 27 de outubro, com entrada gratuita. Os shows terão a participação especial da cantora e compositora mineira Ceumar e trará composições de Pixinguinha, Milton Nascimento, Ary Barroso, entre outros. É uma forma de homenagear a passagem da orquestra pelo país.

Ceumar mora em Amsterdã desde 2009. Ela teve seu primeiro disco autoral produzido por Zeca Baleiro e, ainda hoje, norteia sua carreira musical.

Fundada em 1971 por Jur Naessem, a orquestra de 42 músicos evita concertos em locais tradicionais, reservados especificamente para apresentações musicais. Conhecida como orquestra de rua, se apresenta com frequência ao ar livre, em parques, pontos e estações de ônibus, trens, aeroportos e balsas, mas também vai a hospitais, escolas e outros.

Seus integrantes vêm de várias partes da Holanda, além de oito diferentes nacionalidades – incluindo dois estudantes brasileiros de intercâmbio: o carioca Matheus Batista da Silva, estudante da OPES/ Academia Juvenil da Petrobras, que toca viola, e o paulista André Felipe Lima, que toca violino e estuda bacharelado em música no Conservatório de Amsterdam.

Ambos os estudantes acompanharam a orquestra em suas viagens pela Holanda e continuarão a viagem pelo Brasil. Para os integrantes, a música sinfônica deve ser acessível a todos. Por esse motivo, o maestro e diretor artístico Leonard Evers sempre busca incluir músicas criadas por grandes compositores e arranjadores das cidades onde o grupo se apresenta.

Este será o repertório:

Lucas Wiegerink – Dutch Carnaval
Renan Zelada – Põe cara no sol, amiga
Kaori Neus – Choro pela alegria de viver
Hugo Bouma – Batucada
Pixinguinha/Lacerda – Um a zero (arr. Lionel Ziblat)
Hermeto Pascoal – Bebè (arr. Gerrit Jan Binkhorst)
Milton Nascimento – Vera Cruz (arr. Damiano Pascarelli)
Sergio Mendes – Magalenha (arr. Andreas Kühne)
Diversos Compositores – Orfeo Suite (arr. Konrad Koselleck)
Hermeto Pascoal – Peneirando Agua (arr. Bram Faber)
Grupo Revelação – Tá Escrito (arr. Leonard Evers)
Ary Barroso – Aquarela do Brasil (arr. Geert Rubingh)
Diversos Compositores – Brazilian Greatest Hits (arr. Peter Keijsers)
Jurriaan Andriessen – Gepikte Vogel
Alberto Nepomuceno – Sinfonia em Sol menor, deel 1
Chiel Meijering – Caixa de Dolcos
Leopoldo Amerigo Miguez – Noturno op.10 (ork. Marijn van Prooijen)
José Maurício Nunes Garcia – Abertura em Ré maior
Gilberto Mendes – Ponteio
Antônio Carlos Gomes – Quem sabe (ork. Hinse Mutter)

A Ricciotti Ensemble já se apresentou na Bósnia, Alemanha, Marrocos, Polônia, Rússia, Suriname, Suécia e Turquia

Confira a agenda da orquestra sinfônica Ricciotti Ensemble no em São Paulo:

25 de outubro, terça, às 20h, no SESI Diadema
26 de outubro, quarta, às 20h, no SESI São Caetano do Sul
27 de outubro, quinta, às 18h, no SESI Santana de Parnaíba

É jornalista e pesquisador musical. Cobre shows nacionais e internacionais e já entrevistou bastante gente interessante do Brasil e do mundo. Foi vencedor do Prêmio TopBlog Brasil em 2010 na categoria "Música"e é membro do Grammy Latino.