Sting relembra o The Police com grande show em São Paulo | The Music Journal Brazil | MTV

ROCK

Sting relembra o The Police com grande show em São Paulo

By  | 

Foto: Flavio Moraes

O cantor britânico Sting mostrou que o tempo para ele não passa: em um show marcante com canções clássicas do The Police e outras pérolas de sua carreira solo, o cantor de 65 anos mostrou que sua excelente performance na noite deste sábado (6) no Allianz Parque em São Paulo foi digna da grande recepção que teve a cada aplauso recebido pelos seus fãs durante o seu show.

As 14 mil pessoas que estiveram presentes na arena, que recebeu a configuração de um anfiteatro com cadeiras na pista premium e a acomodação por parte da arquibancada coberta, presenciaram um show que não precisou de telões ao fundo do palco ou qualquer outra alegoria para satisfazer visualmente uma platéia: Sting era o dono da cena, empregando sua voz intacta e inigualável desde o inicio, quando começou o repertório com duas canções de sucesso da fase final de sua antiga banda: Synchronicity II e Spirits In The Material World, para alcançar o sofisticado jazz de Englishman in New York e apresentar o seu novo trabalho com I Can’t Stop Thinking About You, faixa de seu novo disco 57th & 9th lançado em 2016.

Neste momento, Sting fez a primeira saudação aos fãs brasileiros: “Boa noite, São Paulo! Estou muito feliz de estar aqui com vocês!”, verbalizando perfeitamente o português.

Daí em diante, o músico britânico reviveu grandes momentos de sua carreira solo, especialmente do excelente álbum Ten Summoner’s Tales de 1993: a poética Shape Of My Heart e a romântica Fields Of Gold, onde Sting foi ovacionado pelo público presente em um dos pontos altos do show.

A parte final da apresentação de Sting em São Paulo não poderia ter sido diferente: mais sucessos do The Police no repertório com hits da banda nos anos 70: Message in a Bottle, Walking on the Moon, So Lonely, Roxanne (esta ganhou um medley com o clássico Ain’t no Sunshine de Bil Withers, gravado originalmente em 1971) e Next to You. Além disso, Sting homenageou David Bowie com a canção Ashes To Ashes, dividindo o palco com o seu filho Joe Sumner.

O músico britânico encerrou a noite com a romântica e inesgotável Every Breath You Take e rendeu uma homenagem ao Cacique Raoni com a canção Fragile.

Confira o repertório completo:

Synchronicity II
Spirits in the Material World
Englishman in New York
I Can’t Stop Thinking About You
One Fine Day
She’s Too Good for Me
I Hung My Head
Fields of Gold
Petrol Head
Down, Down, Down
Shape of My Heart
Message in a Bottle
Ashes to Ashes (cover de David Bowie) (Participação de Joe Sumner)
50,000
Walking on the Moon
So Lonely
Desert Rose
Roxanne / Ain’t no Sunshine

BIS:
Next to You
Every Breath You Take

Final:
Fragile

É jornalista e pesquisador musical. Cobre shows nacionais e internacionais e já entrevistou bastante gente interessante do Brasil e do mundo. Foi vencedor do Prêmio TopBlog Brasil em 2010 na categoria "Música"e é membro do Grammy Latino.