Connect with us

Adriana Calcanhotto lançou nesta terça-feira (30), o clipe da música Tua, que faz parte do seu recém-lançado álbum Margem. A música eternizada na voz de Maria Bethânia, que conquistou o Grammy Latino por sua versão, ganha nas mãos da autora nova vida, incluindo clipe dirigido por Murilo Alvesso. A faixa já está disponível em todas as plataformas digitais pela Sony Music Entertainment.

O vídeo traz mais uma vez a simplicidade poética característica neste trabalho de Adriana: despida, a cantora segue em primeiro plano em um fundo escuro e projeções são feitas em seu corpo.

Sobre a composição e gravação de Tua, Adriana conta: “Compus em Roma, em um verão tão quente que não dava pra sair do quarto do hotel antes das 19h. Durante uma semana foi assim e durante essa semana fiz uma canção que começasse com uma palavra compreensível em português e em italiano. Tua, pensei. Foi uma doce prisão aquela. Com o ar condicionado no talo escrevendo sobre a ilusão de pertencimento que o amor pode causar. Maria Bethânia gravou essa canção lindamente, o que torna a minha versão automaticamente inferior, mas sendo eu a autora achei que não faria mal em registrar”.

Lançado em junho, Margem é o terceiro disco, que completa a trilogia do mar, iniciado com Maritmo (de 1998) e seguido de Maré (de 2008). Todas as nove faixas ganharão clipe, já tendo sido lançados os vídeos de: Margem, Lá Lá Lá, Dessa Vez e Era Pra Ser.

Confira:

MPB & SAMBA

Cantora Illy revisita clássico de Elis Regina em “Alô, Alô Marciano”

Published

on

Cantora Illy revisita clássico de Elis Regina em "Alô, Alô Marciano"
Divulgação

A cantora Illy faz vigília por nossa cultura, debocha da cafonice da alta sociedade numa mesa medieval e se inspira em ensaio de Fernanda Montenegro para o clipe do seu mais novo single Alô, Alô Marciano. Dirigido e roteirizado por Pedro Henrique França, o filme é um manifesto de devoção à cultura brasileira, um grito de liberdade e uma chama acesa de esperança para uma nova geração.

“Isso fica bem representado com meu barrigão em algumas cenas. Aliás, esse momento mamãe coragem foi o que mais me deu forças para encarar um projeto cantando minha ídola Elis”, diz Illy grávida do seu primeiro filho. “A música é uma canção assustadoramente atual e o clipe é uma resposta aos sucessivos ataques que a nossa cultura vem sofrendo”, enfatiza a cantora baiana radicada no Rio de Janeiro.

Cantora Illy revisita clássico de Elis Regina em "Alô, Alô Marciano"

O diretor Pedro Henrique França afirma que se inspirou no Brasil distópico relatado por Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles em Bacurau e no recente ensaio da atriz Fernanda Montenegro para a Revista Quatro Cinco Um: “Na verdade, esse nosso clipe é uma soma de referências para chamar atenção para a necessidade urgente de reagirmos às políticas que tentam destruir nossa cultura por supostos valores morais”, afirma Pedro.

Ele conta que a direção de arte de Luiz Wachelke e Fábio de Souza trouxe três cenários para a construção da narrativa do filme: “Um, com a obra de Marcela Cantuária, simboliza um luto por uma democracia moribunda, e, ao mesmo tempo, também uma vigília para que renasça livre. Em outro, trazemos a decadência da high society, com ares medieval, que é onde parece que estamos vivendo e do que estamos nos alimentando. Por fim, fazemos homenagem a um grande símbolo e defensora da cultura brasileira, a atriz Fernanda Montenegro”, explica.

A faixa que traz um som moderno, meio espacial e uma interpretação cheia de personalidade é a primeira música disponibilizada do mais novo projeto de Illy cantando o repertório de Elis Regina. Produzido por ela, Gabriel Loddo e Guilherme Lirio, o álbum está previsto para ser lançado final de novembro através do selo Alá em parceria com a Altafonte.

“Tudo está sendo feito no capricho que ela merece. Cantar Elis é a coisa mais difícil e prazerosa que eu podia fazer na minha carreira agora. Não topei para ser mais do mesmo”, promete a cantora.

Confira:

 

Continue Reading

MPB & SAMBA

Diogo Nogueira e Jorge Aragão dividem o palco do Credicard Hall em São Paulo

Published

on

Diogo Nogueira e Jorge Aragão dividem o palco do Credicard Hall em São Paulo
Divulgação

Os paulistanos serão presenteados com um encontro especial de dois grandes sambistas, Diogo Nogueira e Jorge Aragão, no projeto Dois no Samba, juntando duas gerações da música brasileira, no dia 8 de novembro, sexta-feira, no Credicard Hall. O público vai assistir a um espetáculo onde os artistas vão apresentar o melhor dos seus repertórios, com dois shows completos na mesma noite, e surpresas com os dois artistas cantando juntos.

Diogo Nogueira e Jorge Aragão dividem o palco do Credicard Hall em São Paulo

De acordo com a Time For Fun, a venda dos ingressos para público geral já está disponível. Os ingressos poderão ser adquiridos no site da Tickets For Fun,  nos pontos de venda e na bilheteria oficial do local.

Com 12 anos de carreira, o carioca Diogo Nogueira é, sem dúvida, um dos principais nomes do atual cenário do samba brasileiro. Artista multimídia, é cantor, compositor, instrumentista, apresentador, estreou como ator em 2015 no musical SamBRA, além de apresentador do programa Samba na Gamboa da TV Brasil e também exibido pela TV Cultura.

Com mais de quarenta anos dedicados exclusivamente à música, o cantor e compositor Jorge Aragão é um dos maiores sambistas brasileiros, reconhecido internacionalmente. Canções como Eu e você sempre, Lucidez, Moleque Atrevido, Deus Manda, Alvará, Malandro, Vou Festejar, Enredo do Meu Samba, Coisa de Pele, Terceira Pessoa, Do Fundo do Nosso Quintal, entre outros, estão na nossa memória afetiva.

E, em 2019, Aragão comemora também seus 70 e bem vividos anos. “Estou me sentindo ótimo, como se estivesse começando a vida; começando a minha carreira. Só que agora com um olhar mais profissional, com ideias mais claras do que eu represento e de qual é o meu papel na música, especialmente no samba”, diz.

Continue Reading

MPB & SAMBA

Zeca Baleiro apresenta inéditas no volume 2 de “O Amor no Caos”

Published

on

Zeca Baleiro apresenta inéditas no volume 2 de "O Amor no Caos"
Divulgação

Na última sexta-feira (11) chegou nas plataformas digitais o álbum O Amor no Caos, Vol. 2, o 12º de estúdio do cantor Zeca Baleiro.

“O Volume 2 é mais acústico, menos pop e mais emocionado”, revela Zeca Baleiro, fazendo uma comparação com o Volume 1, lançado em maio deste ano.

Zeca Baleiro apresenta inéditas no volume 2 de "O Amor no Caos"

Produzido por Baleiro e sua banda, O Amor no Caos rendeu dois volumes de inéditas que, para alegria ainda maior dos fãs e colecionadores, também estão sendo editados em CD e vinil.

O novo álbum reúne nove composições do artista, sendo somente duas delas em parcerias: Eu Chamo de Coragem, com o maranhense Marcos Magah, e Rondel, música de Baleiro sobre poema de Tristan Corbière, que tem a participação da cantora portuguesa Susana Travassos.

Neste novo volume, Zeca também divide os vocais com as cantoras Diana Pequeno (Canção na Chuva), Jade Baraldo (Quando Cheiro Flores) e Tatiana Parra (Riverside Road).

Ouça:

Continue Reading

As Mais Lidas