Connect with us
Aerosmith leva 45 mil ao delírio em São Paulo Aerosmith leva 45 mil ao delírio em São Paulo

Coberturas

Aerosmith leva 45 mil ao delírio em São Paulo

Divulgação

Published

on

Em um verdadeiro espetáculo de rock & roll, o Aerosmith se apresentou neste sábado (15) no Allianz Parque para mais de 45 mil fãs em São Paulo. A banda, que segue em turnê de despedida, trouxe em seu repertório seus grandes sucessos acumulados em mais de 45 anos de sua consagrada carreira.

Com elaborado recurso gráfico e excelente trabalho de iluminação, o palco do Aerosmith também foi norteado pela grande performance de seus integrantes, abrindo com Draw The Line de 1977 para a imediata reação da plateia intensamente conectada ao show.

Na sequência, os hits Love In A Elevator e Cryin’ não deixaram dúvidas de como Steven Tyler está em grande forma no esplendor de seus 68 anos de vida, interagindo a todo instante com o seu público, se deslocando de um lado a outro do palco. E Joe Perry que, apesar do mal súbito que ele sofreu em julho durante uma apresentação do Hollywood Vampires nos EUA, extraiu de sua guitarra excelentes riffs, desafiando-a ao posicioná-la nas costas e obtendo cada nota com maestria. Uma aula de rock!

Fonte: Aerosmith | Pagina oficial do Facebook

Fonte: Aerosmith | Pagina oficial do Facebook

 

Outros pontos importantes do show ocorreram nas canções que fizeram sucesso nos anos 80 e 90 como Crazy, I Don´t To Want To Miss A Thing, Walk This Way e nos covers de Stop Messin’Around do Fleetwood Mac e Come Together dos Beatles aos côros e gritos, os fãs saudavam interminavelmente a banda em todas as partes da arena.

Se este foi realmente um show de despedida do Aerosmith em São Paulo, com a calorosa recepção com a qual eles foram abraçados, não seria absurdo imaginar uma ponte aérea em 2017 quando eles irão se apresentar no Rock In Rio.

Com introdução das canções Mia e You See Me Crying, Tyler sentou-se ao piano para cantar Dream On, um dos maiores clássicos da banda, para o gran finale com Sweet Emotion e serem ovacionados pelo público que testemunhou uma das grandes apresentações do Aerosmith no Brasil.

Confira o setlist:

1. Draw the Line
2. Love in an Elevator
3. Cryin’
4. Eat the Rich
5. Crazy
6. Kings and Queens
7. Livin’ on the Edge
8. Rats in the Cellar
9. Dude (Looks Like a Lady)
10. Monkey on My Back
11. Pink
12. Rag Doll
13. Stop Messin’ Around
14. Chip Away the Stone
15. I Don’t Want to Miss a Thing
16. Come Together
17. Walk This Way

Encore

18. Dream On (Intro: Home Tonight / You See me Crying)
19. Sweet Emotion

É jornalista e pesquisador musical. Cobre shows nacionais e internacionais e já entrevistou bastante gente interessante do Brasil e do mundo. Foi vencedor do Prêmio TopBlog Brasil em 2010 na categoria "Música"e foi membro do Grammy Latino.

Coberturas

Ludmilla realiza seu primeiro show nos EUA

Published

on

Ludmilla realiza seu primeiro show nos EUA
Renata Meirelles

Em sua segunda turnê pelos Estados Unidos, a cantora Ludmilla fez seu primeiro show nesta quinta-feira (10) no The Palace, na cidade de Orlando. No palco, a artista interpretou sucessos da carreira e os seus novos hits.

Ludmilla realiza seu primeiro show nos EUA

As próximas apresentações acontecem no 11, no Fort Lauderdale (Xtreme Action Park), no dia 12 em Newark (Estacionamento da Lit21) e no dia 13 na cidade de Boston (Ocean Side).

Recentemente, Ludmilla cantou, pela primeira vez, para uma multidão no Rock In Rio, um dos principais festival de música no mundo, ao lado da Orquestra Funk. O show terminou com a cantora sendo aclamada pelo público.

Confira as fotos da apresentação de Ludmilla nos EUA:

Ludmilla se apresenta nos EUA - Renata Meirelles
Ludmilla realiza seu primeiro show nos EUA - Renata Meirelles
Ludmilla realiza seu primeiro show nos EUA - Renata Meirelles
Ludmilla realiza seu primeiro show nos EUA - Renata Meirelles
previous arrownext arrow
Slider

Continue Reading

Coberturas

Erikka transforma palco em bar e dá show em gravação de DVD

Published

on

Erikka transforma palco em bar e dá show em gravação de DVD
Divulgação

Nessa terça-feira (1) a cantora e compositora Erikka gravou o primeiro DVD da carreira, Show Bar. Com uma grandiosa estrutura montada no Hangar Studios em São Paulo, a ruiva deu início a uma importante fase da carreira e marca sua retomada ao mercado musical após a explosão nacional do hit Cara de Rica.

Sob direção de Tiago Silva, da TS Music, a cantora apresentou um show dançante e com coreografias especiais. No cenário, os telões de LED reproduziram um bar todo iluminado e o centro do palco vazado permitia que a ruiva e seu balé transitassem de uma passarela a outra e dançassem no balcão, em que dois barmans preparavam drinques.

“Por eu ter feito musicais já, eu trouxe um pouco dessa experiência para o palco nesta gravação de DVD”, conta Erikka.

Erikka transforma palco em bar e dá show em gravação de DVD

Com cinco trocas de roupa, sob styling de Jessica Arnhold, a cantora esbanjou estilo em figurinos mais conceituais deixando em evidência o belo corpo em bodies e shorts curtos. Em um deles surgiu belíssima com um body branco com pedrarias, vestindo também uma capa e chapéu para cantar Engenheira, uma das músicas românticas que leva sua assinatura.

Sob os cuidados da Kay Entretenimento, dos empresários Violeta Kay e Alexandre Muniz, a cantora e compositora inaugura com uma fase bem mais sertaneja que vem já desde Cara de Rica, mas que, com a produção musical de Neto Schaefer, fica mais evidente.

No repertório, oito músicas com temáticas de relacionamento, seja românticos, casuais ou de término. São elas: Sentimento Cadê Você, Alma Gêmea de Cachaça, Referência, Engenheira, Não Presta, Não Presto, Zero Defeitos, Te Beijo Sem Dó e Iludida Diferente.

O lançamento de Show Bar está previsto ainda para este mês de outubro.

Continue Reading

Coberturas

Rumours encarna e personifica Fleetwood Mac em São Paulo

Published

on

Rumours encarna e personifica Fleetwood Mac em São Paulo
Divulgação

O grupo britânico Rumours entregou ao público paulistano um fidedigno espetáculo com o repertório do Fleetwood Mac no Espaço das Américas na noite desta quinta-feira (15), encarnando e personificando o lendário grupo anglo-americano.

Rumours encarna e personifica Fleetwood Mac em São Paulo

A prova de que a banda não deixou absolutamente nada a desejar em termos de performance, era observada na reação da plateia que reagia de certa forma tímida no início do show, mas sempre se mostrando satisfeita com a reprodução de sucessos como Dreams, You Make Loving Fun, Sara e Songbird.

As encantadoras vozes de Jess Harwood e Emily Gervers impressionavam pela fidelização às vozes de Stevie Nicks e Christine McVie, respectivamente. Clássicos como The Chain, Gold Dust Woman, Gypsy e Landslide, que parecem ter nascido somente para as vozes originais, se encaixam com naturalidade às vocalistas do Rumours. Tudo o que acontece no palco é sutilmente soerguido por um aspecto interessante: é um show do Fleetwood Mac com uma justa assinatura do Rumours – a premissa de um trabalho original – ou seja, o estigma de uma banda cover não cabe a eles.

Rumours encarna e personifica Fleetwood Mac em São Paulo

Enquanto isso, várias imagens do Fleetwood eram impressas no telão central, mostrando as várias fases de Stevie Nicks, Lindsey Buckingham, Christine McVie e John McVie.

Quando o repertório apontava para canções como Everywhere, Go Your Own Way e Rhiannon, o público, extasiado com a apresentação da banda, que foi configurada no local para mesas e cadeiras, deliberadamente começou a se levantar, mudando a sua configuração. Alguns seguranças, para manter as normas da casa, pediam aos presentes para se sentarem. Debalde. Pulos, aplausos e gritos: era impossível naquele momento, interromper a euforia. Você consegue imaginar a atmosfera que o Rumours promoveu ali?

Allan Cosgrove deu um show a parte na bateria e coube a James Harrison revisitar, por excelência, sucessos como Big Love que consagrou Lindsey Buckingham no Fleetwood Mac.

Aplaudidos de pé até a derradeira nota da última canção, os integrantes do Rumours se abraçaram para se despedirem de seu primeiro show no Brasil, deixando a impressão que eles voltarão. Verdade, não era o Fleetwood Mac, mas quem esteve lá, viveu tudo aquilo como se fosse.

Continue Reading

As Mais Lidas