Connect with us
Amanda Coronha: de feats com Gabriel O Pensador e Atitude 67 até o palco do The Voice Amanda Coronha: de feats com Gabriel O Pensador e Atitude 67 até o palco do The Voice

POP

Amanda Coronha: de feats com Gabriel O Pensador e Atitude 67 até o palco do The Voice

Reprodução | Mangolab

Published

on

O The Voice Brasil revela, a cada temporada, novos talentos musicais. Alguns deles que acabaram de surgir e outros que já possuem uma carreira, como é o caso da Amanda Coronha. Por trás da cantora que vem conquistando o público do programa, caminha uma artista com sonoridade definida e trajetória musical consolidada. A carioca de 26 anos descobriu a música como profissão em 2015, e de lá pra cá vem fazendo bonito como cantora e compositora.

Amanda Coronha: de feats com Gabriel O Pensador e Atitude 67 até o palco do The Voice

Foto: Divulgação | Instagram

Além de feats com artistas consagrados como Gabriel O Pensador e Atitude 67, Amanda também assinou diversas letras de músicas conhecidas, como a faixa Éramos Chuva de As Baías. Inicialmente conhecida por cantar covers na internet, ela já ultrapassa os 27 milhões de plays no seu canal do YouTube.

Decidida a entrar no The Voice e mostrar pro Brasil sua potencia artística, ela conta um pouco sobre essa experiência: “A sensação de estar no palco do The Voice e ver todas as cadeiras viradas é toda aquela imagem que a gente cria na cabeça do cenário ideal acontecendo, aquela sensação de dever cumprido, que o que eu vim fazer aqui realmente aconteceu. Foi muito engraçado porque quando a Iza virou eu estava de olho fechado, eu abri e dei mó sorrisão! O Teló e o lulu viraram praticamente na mesma hora, eu também estava de olho fechado.. quando eu abri o Teló tava virando e o Lulu já tinha virado, foi tudo me alimentando, sabe? é muito surpreendente. Quando o Carlinhos, eu fiquei em êxtase.”, explica Amanda.

Amanda Coronha: de feats com Gabriel O Pensador e Atitude 67 até o palco do The Voice

Foto: Reprodução | Mangolab

Ela também já tinha definido quem queria de técnico e experimentou diversas surpresas já na sua primeira apresentação: “A minha primeira opção era o Brown, por conta do que ele representa, pelo talento, personalidade dele, porque eu me identifico muito e cara.. ele é uma entidade. E quando a Iza me reconheceu por causa dos covers da internet foi muito especial, dá pra ver na minha reação no vídeo, eu fiquei completamente honrada. Ela é uma das minhas grandes referências no cenário da música agora, e totalmente maravilhosa. Elegante, voz impecável, as músicas. O disco dela Dona de Mim é demais, tem muito do R&B, que é o que eu curto e quando ela falou que já tinha visto os meus vídeos, que assistiu como eu comecei, realmente foi muito surpreendente, só gratidão.”, conta.

E pra quem pensou que a cantora já tinha mostrado todo o seu talento no programa, está enganado. Amanda se destaca também como compositora e escreve letras de músicas para artistas de grande relevância no mercado musical. A mais recente, lançada pela As Baías e que concorreu ao Grammy Latino, foi a faixa Éramos Chuva.

Com o fim do programa em dezembro, a cantora já tem planos para continuar mostrando seu trabalho e enxerga com clareza os aprendizados que essa oportunidade pode proporcionar aos cantores que pretendem seguir a carreira profissional.

“Depois do programa podem esperar uma Amanda muito mais madura, muito mais sábia, muito mais profissional. Tudo que a gente passa em todas as fases é completamente diferente, uma sensação completamente nova, mas você vai deitar com a cabeça muito feita de que é isso, eu estou exatamente onde eu devo estar, repito para mim mesma antes de entrar no palco que eu nasci pra isso, olha o tanto de coisa que eu estou aprendendo, olha o que eu fiz nessa apresentação que não quero fazer na outra e etc. É uma escola”, completa.

Continue Reading
Advertisement

As Mais Lidas