Ana Carolina: saiba tudo sobre o seu novo álbum "Fogueira em Alto Mar" | The Music Journal Brazil | MTV
Connect with us

Parece que foi ontem, mas já faz 20 anos que Ana Carolina deu o pontapé inicial na carreira que inscreveu seu nome, irrevogavelmente, na história da MPB. Sua voz é hoje uma marca registrada, reconhecida em todos os cantos do país, presente nas playlists mais sofisticadas e sempre em boa companhia.

Dá para dizer que Fogueira em Alto Mar, título do álbum que agora está completo e liberado pela Sony Music Entertainment via Armazem, com suas 11 músicas liberadas – 9 delas foram lançadas anteriormente, em formato de dois EPs -, é uma boa metáfora para a posição ocupada por Ana Carolina no panteão da nossa música. Uma chama que pode ser vista ao longe.

As canções que completam o álbum Fogueira em Alto Mar perpassam alguns dos temas mais sensíveis para a cantora, famosa por imprimir doses maciças de sensibilidade e poesia em seu trabalho. E esta nova jornada de Ana Carolina conta com alguns destaques, como a faixa Não Tem no Mapa, cujo videoclipe ganhou o perfume sensual e romântico, na calibragem precisa dos termômetros da compositora e intérprete, que divide a autoria da canção com Bruno Caliman.

E é “sustentando o decote” que a cantora convida a diva máxima Elza Soares para dividir com ela os vocais de Da Vila Vintém ao Fim do Mundo, numa verdadeira celebração à vida, nos lembrando da urgência de brindá-la a cada dia.

Ana Carolina trafega com conforto por vários estilos musicais, e o samba tem seu lugar garantido. 1296 Mulheres é a faixa que representa o gênero, escrita pelas penas luxuosas de Moreira da Silva e Zé Trindade e, pode-se dizer, totalmente ressignificada na voz de Ana Carolina.

Antonio Villeroy adiciona a faixa Canção Antiga à longa lista de parcerias com Ana Carolina, construindo humores à medida que os instrumentos vão surgindo na cama musical a culminar com a voz do próprio artista declamando frases de seu poema em francês intitulado La Solitude. O compositor também marca presença ao lado de Ana Carolina em Dias Roubados, igualmente coassinada por Jonas Myrin.

A garganta de Ana Carolina também ecoa sentimentos rasgados, expostos, e neste álbum a atitude encontra ressonância em Tudo e Mais um Pouco, cuja letra é uma declaração de amor que exige tudo e mais um pouco do objeto de desejo, sintetizado em frases como “me beije embaixo de um milhão de estrelas / você é tanto para mim”.

Com Dudu Falcão, Ana Carolina compõe Outra Vez Você, uma canção suave em que o tom é a “saudade que te traz para mim” já que é “tarde demais para esquecer”. A levada animada também ganha força em Com Vista para Amar e o ouvinte deverá apreciar com especial carinho a versão de Ana Carolina para O que é que há?, hit de Fábio Jr. (composto em parceria com Sergio Sá), que chega de roupa nova para completar o álbum.

E quem há de saber o que os próximos 20 anos na carreira de Ana Carolina? Só o tempo dirá. Por enquanto, é hora de ver a fogueira queimar.

Confira:

As Mais Lidas