Anitta

Anitta lança “Solo”, o primeiro EP de sua carreira com música produzida por Pharrell Williams

By  | 

A estrela pop Anitta lançou nesta sexta-feira (9) o EP Solo, o primeiro trabalho da artista neste formato e que chega ao mercado pela Warner Music com três música e clipes, cada um em um idioma (português, espanhol e inglês).




Os registros audiovisuais contaram com a direção de João Papa. Anitta demonstrou muita empolgação com os resultados deste trabalho: “Eu estou muito feliz com os resultados. A ideia é que esse EP pudesse me aproximar de certa forma de todos os meus fãs, no Brasil e fora dele”, conta ela. Para este trabalho, a cantora optou por não ter colaborações vocais. Daí o nome: Solo.

Porque Yo Soy Tu Veneno

Veneno, canção em espanhol, é a primeira música do EP. Logo nas primeiras cenas do clipe, Anitta aparece envolvida por dezenas de cobras. Nele, a cantora domina e encanta as serpentes da mesma forma que o veneno faz com o corpo de uma pessoa. O jogo de palavras faz referência a um jogo amoroso. “É como brincar com fogo: é perigoso, mas atraente”, explica a Anitta.

Para o vídeo, a artista precisou vencer um dos seus maiores medos. Foram usadas diversas espécies de cobras, 29 animais no total. “No fim, elas e Anitta já eram melhores amigas (risos). Foi bem bonito ver a conexão dela com as serpentes. Isso acabou gerando algumas imagens que são impossíveis de planejar ou de fazer mais de uma vez”, revela Papa, o diretor. Segundo ele, uma das referências usadas foi Luz Del Fuego, a dançarina brasileira famosa por suas apresentações com cobras.

A pele de Anitta também recebeu uma preparação especial para o clipe. Siva Rama Terra foi a responsável por testar e criar uma técnica que deixasse a pele com aparência e textura de escamas. “Fiz três experiências até chegar no resultado que desejávamos. No dia, levamos três horas para pintar o corpo dela. E só fomos rápidos assim porque testamos várias vezes em outras pessoas antes”, explica Terra.

Além das cobras, em outras cenas, a cantora aparece envolta em lama, com diversas pessoas também lameadas ao seu redor, formando uma unidade. “Por incrível que pareça, essa foi a parte mais difícil para mim. Eu não sabia que não gostava de lama. Mas o resultado desse take ficou incrível, valeu a pena”, conta Anitta.

Não Perco Meu Tempo Mais

Não Perco Meu Tempo, canção em português, é a segunda música de Solo. A letra fala sobre relacionamentos, autoestima e sobre pessoas que não valem a pena. No clipe, vemos mais de uma Anitta. A cantora interage com ela mesma em diversos momentos e discute sobre as suas indecisões e sobre quais seriam as atitudes certas e erradas a tomar. Ela não segue seus próprios conselhos e, nos vídeos, beija 24 pessoas de diferentes gêneros, sexualidades, alturas, pesos, cores e estilos, sempre terminando sozinha. No fim, até mesmo a sua “consciência” a abandona.

Para a artista, as cenas foram encaradas com naturalidade. “Foi uma experiência diferente de tudo que já fiz. Fiquei hesitante no início, mas depois ficou mais tranquilo. Todos que participaram cooperaram muito. É claro que foi algo inédito para mim, mas aquela ali não é a Larissa, é como se fosse uma personagem”, conta a cantora.

“A ideia foi dela mesma. O briefing que recebi da Anitta dizia que ela queria um clipe moderno, com movimento circular e muitos beijos. Pensamos em uma sala de concreto, sem portas ou janelas e que passasse uma frieza emocional”, explica o diretor. Ele ainda conta que, nas filmagens, utilizou um equipamento chamado motion control, um robô que reproduz os mesmos movimentos de câmera com perfeição, quantas vezes forem necessárias.
Segundo João, a tecnologia foi a responsável pelas imagens que aparentam ser em plano sequência mesmo com as Anittas duplicadas.

Para os figurinos utilizados, a regra era seguir o padrão minimalista e impessoal. “Tivemos cuidado com cores e texturas. Escolhemos um look marrom porque é uma cor que fica chique nela e, ao mesmo tempo, combinava perfeitamente com a estética e luz do vídeo. A roupa preta foi pensada para passar a ideia de neutralidade causar essa confusão entre as personalidades da Anitta”, revela André Philipe, stylist da cantora.

Shine, the rest of the stars are watching

Terceira e última música de Solo, Goals fecha o EP com chave de ouro. A música foi produzida por Pharrel Williams e fala sobre autoestima, brilho e amor próprio. “É uma letra linda, me apaixonei no momento que ouvi e me inspirei nela para ter a ideia do clipe. Quis fazer algo que tivesse um grande efeito visual, com muitas luzes e estrelas. É um vídeo extremamente lindo e, ao mesmo tempo, simples. É um dos trabalhos mais bonitos que já fiz”, se orgulha a artista.

Nas imagens, vemos Anitta cercada de estrelas e de um espelho d’água enquanto dança, interage com a câmera e faz um jogo de luzes e sombras com o seu corpo. O fundo estrelado segue a cartela de azul, rosa e lilás. A escolha dessas cores, segundo João Papa, é a beleza e a semelhança deles com o anoitecer. “Esse é o trabalho mais complexo que eu já fiz. A nossa vontade era filmar o clipe com céu real refletido em um piso de espelho d’água, mas isso era impossível. Não existe uma câmera com essa tecnologia. Fizemos em estúdio e com um fundo de chroma key gigante, de 49 metros. Foi um desafio técnico imenso que só foi possível porque trabalhamos com os melhores profissionais do Brasil”, conta o diretor.

O briefing para o look, segundo André, era focado no brilho. “Precisávamos de peças que reluzissem e que, ao mesmo tempo, não refletissem as cores do chroma. Também não podia ser nada que prendesse os movimentos da Anitta, ela precisava ficar livre para dançar no chão, na água e pelo estúdio”, conta ele. A beleza da cantora também chama a atenção. O responsável pelo cabelo e maquiagem da cantora em todos os clipes é Henrique Martins. “Esse é um trabalho feito em muitas mãos: eu, a Anitta, o André e a direção. Tudo precisa ornar e realçar a beleza natural dela”, explica o profissional.

É jornalista e pesquisador musical. Cobre shows nacionais e internacionais e já entrevistou bastante gente interessante do Brasil e do mundo. Foi vencedor do Prêmio TopBlog Brasil em 2010 na categoria "Música"e foi membro do Grammy Latino.