Connect with us
Beatles: 30% das músicas ouvidas no Spotify são do público jovem Beatles: 30% das músicas ouvidas no Spotify são do público jovem

MERCADO

Beatles: 30% das músicas ouvidas no Spotify são do público jovem

Divulgação

Published

on

O Spotify revelou recentemente que as músicas dos Beatles foram transmitidas cerca de 1,7 bilhão de vezes até o momento em 2019. Mas o que realmente impressiona nos números, é que essas transmissões vieram do público jovem, que estão na faixa dos 18 aos 24 anos.

Ou seja, o apelo musical, histórico e artístico dos Beatles continua incólume. É só observarmos outros artistas contemporâneos aos Fab Four e até mesmo outros lendários nomes da música, que, mesmo cravando seu nome na história, não alcançam a mesma performance com a sua obra disponível por meios digitais.

Beatles: 30% das músicas ouvidas no Spotify são do público jovem

Para se ter um panorama do que isso significa, 20,6 milhões de usuários mensais, ou quase 10% dos 220 milhões de usuários nesse status, ouvem faixas dos Beatles. Pode colocar nessa conta, também, os usuários que utilizam o Spotify de forma gratuita.

Contudo, como sempre falo, quando acompanhamos um resultado como este, dos Beatles, em pleno século XXI, tenhamos certeza que um trabalho bem estudado de marketing foi executado, até porque, o que realmente interessa é apresentar esses trabalhos paras novas gerações para que se tenha o efeito de perpetuação da obra e de seu apelo musical. Ainda mais: para que elas tenham referência cultural.

É claro que, parte desse impacto, se devem aos relançamentos que chegaram ao mercado nos últimos meses, a exemplo dos 50 anos de Abbey Road no dia 27 de setembro.

Sempre será, de valor imensurável, que as grandes gravadoras revisitem seus arquivos e distribuam seus generosos catálogos de grandes nomes da música nacional ou internacional para as novas gerações. Do ponto de vista comercial, indubitavelmente, com um trabalho de divulgação voltado para o público jovem onde o consumo maior de música é nas plataformas digitais, pode ser uma grande vantagem. Do ponto de vista cultural, é um grande serviço em prol da cultura.

É jornalista e pesquisador musical. Cobre shows nacionais e internacionais e já entrevistou bastante gente interessante do Brasil e do mundo. Foi vencedor do Prêmio TopBlog Brasil em 2010 na categoria "Música"e foi membro do Grammy Latino.

MERCADO

Guns N´Roses: clipe de “Sweet Child O ‘Mine” bate 1 bilhão de views

Published

on

Guns N´Roses: clipe de "Sweet Child O 'Mine" bate 1 bilhão de views
Reprodução | YouTube | VEVO

Sweet Child O ‘Mine do Guns N´Roses é o primeiro videoclipe dos anos 1980 a entrar para o Billion Views Club do YouTube. A faixa é parte integrante do álbum Appetite for Destruction e foi lançada em agosto de 1988 pela Geffen Records.

Não é a primeira vez que a banda liderada por Axl Rose emplaca essa marca: eles já haviam alcançado a mesma quantidade de views para um clipe com November Rain, que se tornou o primeiro videoclipe dos anos 1990 a alcançar o mesmo resultado.

Guns N´Roses: clipe de "Sweet Child O 'Mine" bate 1 bilhão de views

Appetite For Destruction é o álbum de estreia do Guns N´Roses, sendo lançado no dia 21 de julho de 1987 e que revelou clássicos como Welcome To The Jungle, Paradise City, além de Sweet Child O ‘Mine. Vendeu mais de 30 milhões de cópias em todo o mundo e é considerado um dos álbuns mais vendidos de todos os tempos. Gravado nos estúdios Rumbo, Take One e Record Plant, todos na Califórnia (EUA), o álbum teve a produção assinada por Mike Clink.

No Brasil, o álbum conquistou um Disco de Platina aferido pela Pró-Música Brasil pelas vendas superiores a 250 mil discos. Nos EUA foram vendidas 18 milhões de unidades, correspondentes a 18 Discos de Platina.

A gravadora Universal Music divulgou algumas marcas importantes do Guns N´Roses em sua trajetória:

• O vídeo de November Rain é o único videoclipe dos anos 1990 no Billion Views Club.
• O vídeo de Sweet Child O ‘Mine é o primeiro videoclipe da década de 1980 a entrar no Billion Views Club.
• O Guns N ‘Roses acumula mais de 6,7 milhões de inscritos em seu canal oficial.
• As visualizações diárias do canal oficial da banda atingiram uma média de 3,1 milhões de views em 2019.
• O Guns N ‘Roses está entre os 200 artistas mais vistos de 2019 em todo o mundo e nos EUA.
• O Guns N ‘Roses já conquistou mais de 895 milhões de visualizações em 2019, alcançando números expressivos em países como Estados Unidos (163M), Brasil (117M), México (112M), Argentina (48M) e Colômbia (37M).
• O videoclipe oficial de Sweet Child O ‘Mine teve uma média de 590 mil visualizações diárias em 2019

Continue Reading

MERCADO

Vevo: “Despacito” de Luis Fonsi e Daddy Yankee é o video mais assistido da década

Published

on

Vevo: "Despacito" de Luis Fonsi e Daddy Yankee é o video mais assistido da década
Reprodução | YouTube | VEVO

Em comemoração aos 10 anos de sua fundação, a plataforma Vevo, uma joint-venture da Universal Music Group, Sony Music Entertaiment, Abu Dhabi Media e Alphabet, anunciou nesta quarta-feira (16), os 10 videoclipes mais assistidos da década.

Vevo: "Despacito" de Luis Fonsi e Daddy Yankee é o video mais assistido da década

Quem está no topo da referida lista é Despacito, de Luis Fonsi com colaboração de Daddy Yankee com 6,4 bilhões de views desde o seu lançamento em 2017. Ele é seguido por Uptown Funk de Mark Ronson e Bruno Mars com 3,6 bilhões de views e Sorry de Justin Bieber, completando os três primeiros com 3,1 bilhões de views.

“Ser capaz de compartilhar minha música é algo absolutamente valioso para mim e, graças a Vevo, sou capaz de fazer exatamente isso”, disse Luis Fonsi. “Feliz aniversário de 10 anos da Vevo, continue com obom trabalho e obrigado novamente por abrir a porta de nós artistas para o mundo através de sua plataforma”.

Desde sua criação em 2009, a Vevo abriga mais de 400 mil videoclipes oficiais, originais e exclusivos.

Confira a lista completa dos 10 videoclipes mais assistidos da década pela Vevo:

1. Despacito por Luis Fonsi e Daddy Yankee – 6,46 bilhões de views
2. Uptown Funk por Mark Ronson e Bruno Mars – 3,67 bilhões de views
3. Sorry por Justin Bieber – 3,19 bilhões de views
4. Sugar por Maroon 5 – 3,04 bilhões de views
5. Roar por Katy Perry – 2,92 bilhões de views
6. Counting Stars por OneRepublic – 2,84 bilhões de views
7. Shake It Off por Taylor Swift – 2,83 bilhões de views
8. Bailando por Enrique Iglesias, Descemer bueno e Gente De Zona – 2,77 bilhões de views
9. Dark Horse por Katy Perry e Juicy J – 2,65 bilhões de views
10. Hello por Adele – 2,57 bilhões de views

Continue Reading

MERCADO

Reino Unido inicia missão para expandir música britânica no Brasil

Published

on

Reino Unido inicia missão para expandir música britânica no Brasil
Divulgação

O Departamento de Comércio Internacional do Reino Unido (DIT), em parceria com a BPI (British Phonographic Industry) e a AIM (Associação de Música Independente) está organizando uma missão musical no Brasil que ocorrerá em São Paulo pela primeira vez. Esta missão coincidirá com o evento SIM São Paulo.

Reino Unido inicia missão para expandir música britânica no Brasil

De acordo com a BPI, a indústria musical está crescendo rapidamente no Brasil e é reconhecido como um país cada vez mais engajado na música internacional e desenvolvendo sua associação com os negócios globais da música.

O órgão britânico afirma que a missão comercial atuará como um catalisador para a colaboração, exploração e expansão da indústria musical britânica no Brasil. Incluirá um programa de educação, networking, reuniões, B2B, conferências, vitrines, visitas à sites e  outras atividades relacionadas à música.

“Estamos muito satisfeitos por fazer parceria neste projeto, que ajudará a criar oportunidades compartilhadas com os principais players do mercado brasileiro”, disse Paul Pacífico, CEO da AIM. “Em 2018, o Brasil registrou um aumento maciço de 46% na receita de streaming, o que impulsionou sua ascensão para se tornar o maior mercado de música gravada do mundo. Este é um momento perfeito para estabelecer valiosas conexões culturais e comerciais que essa missão comercial impulsionará”, concluiu.

Para Chris Tams, diretor da BPI, o papel da missão é também reforçar o intercâmbio musical entre o Reino Unido e o Brasil: “Como principal exportador munsical de música depois dos EUA, a indústria musical do Reino Unido está bem posicionada para ajudar a construir novas parcerias comerciais em todo o mundo e o Brasil é um dos mais empolgantes mercados para artistas e gravadoras britânicas”.

Continue Reading

As Mais Lidas