MERCADO

Cartucho de 8 pistas, utilizado nos anos 1970, está de volta através de Mark Ronson

By  | 

Quem diria! Depois do mercado fonográfico reviver a febre dos discos de vinil e, recentemente, das fitas cassete, parece que chegou a vez dos antigos cartuchos de 8 pistas ganharem seu revival.

A ideia é do DJ e produtor Mark Ronson, que acredita que o cartucho de 8 pistas chegou ao momento de ser reavaliado como formato para o século XXI. Para isso, de acordo com o site iNews, o hitmaker de The Uptown Funk e vencedor do Oscar pela canção Shallow, a qual compôs em conjunto com a cantora Lady Gaga, testará o produto no lançamento de seu novo álbum Late Night Feelings, que chega ao mercado no dia 21 de junho através da Sony Music. Com isso, este será o primeiro grande lançamento neste formato desde Greatest Hits do Fleetwood Mac, lançado em 1988.

Esses cartuchos foram comercializados nos anos 1970 e ameaçaram o reinado do vinil naquela época. Contudo, com a chegada dos cassetes, o formato perdeu força comercial e foi ultrapassado.

Ainda de acordo com a publicação, admiradores do formato de cartucho costumam comercializar esta relíquia por até £ 100 (cerca de R$ 500) no eBay.

“Tape, cassete ou cartucho de 8 pistas, soa super quente e redondo”, analisa Mark Ronson. “Nós gravamos nossa música (especificamente o baixo ou a bateria) na fita analógica devido à maneira como ela naturalmente comprime e gelifica o som. Então, faz sentido que ouvir um álbum gravado em fita analógica seria ótimo em um cartucho, se isso faz sentido”, disse.

Além disso, Ronson afirma que reviver este formato tem um sentido único para ele: “E é claro que parece lindo. Também tem um elemento nostálgico, mas vai além disso para mim”.

O cartucho de 8 de pistas foi idealizado por William P. Lear, fundador da Lear Jet Corporation, sendo incorporado na primeira maquina de karaokê, produzida em 1971.