CLASSICA

Claudio Goldman une o erudito ao popular em “Versão Brasileira”

By  | 

O cantor, pianista, compositor e produtor Claudio Goldman lançou neste mês o seu novo álbum Versão Brasileira pelo selo Pôr do Som. O disco conta com 15 faixas que dialogam entre a música clássica e a música brasileira.




“Consegui juntar duas paixões: a música brasileira e a música erudita, num clima de total prazer e liberdade!”, observa Goldman. “Tive ainda o privilégio de ter ao meu redor novos e velhos amigos, colegas de viagem que comigo compartilharam essas paixões e foram fundamentais na criação e divulgação deste trabalho”.

O repertório de Versão Brasileira reflete a versatilidade de Claudio Goldman quando imprime clássicos de lendários compositores brasileiros como Tom Jobim e Villa-Lobos, além de célebres da música erudita como Mozart, Bach e Chopin. Canções como Xote do Mozart, Elas São Rápidas, Mozart do Tom e Clair de Lune/Gymnopedie se destacam no álbum, mas também existe espaço para o Medley Villa Lobos e a bem humorada e alusiva Pô Elise!, uma redescoberta sorridente do clássico de Beethoven.

Claudio Goldman, que assume a voz e piano, contou com um timaço de músicos que deram a ambientação sonora precisa a cada uma das canções. São eles: Camilo Carrara (violão, cavaquinho), Décio Gioielli (percussão), Douglas Gomes (violino), Euclides Marques (violão de 7 cordas), Gabriel Goldman (clarinete), Gabriel Levy (acordeon), Gabriela Alves Toulier (voz), Gabriella Machado (flauta), John Berman (clarinete), Jonecir Fiori (acordeon), Marta Karassawa (piano), Ramiro Marques (saxofone), Renato Correa (flauta), o grupo vocal Canto Ma Non Presto e Frank Herzberg (baixo).

Goldman, proeminente cantor litúrgico na comunidade judaica brasileira, que nasceu em uma família artística – seu avô era violinista, seu pai pianista e sua mãe cantora – estreou profissionalmente em 1990. Desde então, gravou três álbuns, realizou inúmeros shows pelo Brasil e exterior e foi indicado ao Prêmio Sharp. Também foi finalista do Prêmio Visa.

A potencialidade de sua voz, que se desenvolve com ampla tessitura do barítono, passando pelo tenor lírico e um belo falsete pode ser observada em um de seus grandes sucessos de sua carreira: a canção When (Woman in Love).

O CD Versão Brasileira, gravado e mixado no FHStudio, ganhará um show de lançamento em São Paulo no dia 29 de março na casa Tupi Or Not Tupi no bairro da Vila Madalena, zona oeste de São Paulo.

É jornalista e pesquisador musical. Cobre shows nacionais e internacionais e já entrevistou bastante gente interessante do Brasil e do mundo. Foi vencedor do Prêmio TopBlog Brasil em 2010 na categoria "Música"e foi membro do Grammy Latino.