Connect with us

Ed Sheeran deve ser a escolha de Daniel Craig para gravar o tema do novo filme da franquia de James Bond.

Conhecido apenas como Bond 25, o filme que ainda não tem um título oficial será a apresentação final de Craig como 007 e, como ele é um dos produtores do filme que terá a direção de Cary Fukunaga, o ator também tem uma grande participação em quem contribuirá com a música oficial do longa-metragem.

De acordo com o britânico Sunday Mirror, o cantor Ed Sheeran deverá ser escolhido para o tema musical. Artistas como Madonna, Tina Turner, Adele e Sam Smith já tiveram suas canções como principais em filmes do 007.

“Daniel foi apresentado à música de Ed (Sheeran) por sua filha Ella. Ela ama Ed e Daniel agora tem gostado muito de suas músicas e quer Ed para a música tema“, disse uma fonte ligada ao jornal.

Em 2017, Ed Sheeran já havia declarado que havia escrito uma faixa para o novo filme de James Bond na esperança de que ele pudesse ser escolhido para o projeto.

O filme está previsto para estrear em abril de 2020.

TRILHAS & MUSICAIS

Coletânea “A Vida dos Santos” conta com narração de Francisco Cuoco

Published

on

Coletânea "A Vida dos Santos" conta com narração de Francisco Cuoco
Divulgação

A Warner Music Brasil, em parceria com a Edições Loyola, lança em outubro, três novos volumes da primeira coleção dedicada à vida dos santos e santas da Igreja Católica.

Coletânea "A Vida dos Santos" conta com narração de Francisco Cuoco

A coletânea intitulada A Vida dos Santos, traz os CD´s 4, 5 e 6 desta série, bem como um livro com introdução do Pe. Fábio de Melo.

Narrados por Francisco Cuoco, os textos dos teólogos Edward Guimarães, Paulo Sergio Soares e Tânia Jordão, viajam pela história dos homens e mulheres que seguiram com fervor as palavras de Jesus Cristo.

Por ele e por meio dele, realizaram milagres, foram adorados pelos humildes, perseguidos e executados pelos poderosos. Tornaram-se mártires e protetores dos desfavorecidos, padroeiros de diversas profissões.

“A Vida Dos Santos é um trabalho especial, realizado com alma e sentimentos nobres, buscando o encontro no simples a luz de cada um de nós”, diz Francisco Cuoco. “Coloquei amor e busquei sentimentos existentes na alma de cada um de nós. O sublime, o nobre, a bondade descrevendo as riqueza e as emoções que habitam cada ser humano”, completa o ator.

Com a produção de Bruno Gouveia, cantor do Biquíni Cavadão, A Vida dos Santos incluiu a trilha sonora de diversos músicos. Dentre eles, Eduardo Trentin, que trabalhou na vinda do Papa Francisco ao Brasil em 2013. As trilhas criaram a atmosfera ideal para a imersão nos belos textos dos teólogos da PUC de Belo Horizonte. A voz doce e amiga de Cuoco, promove uma desaceleração do nosso cotidiano, acalma as aflições do dia a dia e nos faz envolver mais com a história de cada personagem.

São 30 santos divididos em três registros, cada um trazendo nomes conhecidos como São Paulo e São Benedito, bem como outros, encantadores em suas histórias, como Santa Elizabete ou São Longuinho. Para cada santo, um atributo: Brás é o protetor da garganta; Edwiges, dos endividados; Santa Clara, da televisão; Santa Luzia, dos olhos e da visão, Gonçalo, protetor dos violeiros. Ao final de cada biografia, uma oração para reflexão e conforto.

Confira a Vida dos Santos no Spotify:

Continue Reading

TRILHAS & MUSICAIS

INXS: trilha sonora de “Live Baby Live” será lançada em novembro

Published

on

INXS: trilha sonora de "Live Baby Live" será lançada em novembro
Divulgação

A trilha sonora do longa-metragem Live Baby Live, que apresenta o show histórico do INXS no Wembley Stadium em 1991, será lançada para o mercado internacional no dia 15 de novembro em novos formatos: 3LP´s deluxe edition, 2CD´s, além dos formatos digitais. O álbum contará com os registros de grandes sucessos da banda como Need You Tonight, New Sensation, Devil Inside, além de uma faixa perdida intitulada Lately do álbum X. Todas as músicas foram remasterizadas por Giles Martin e Sam Okell nos lendários estúdios Abbey Road.

INXS: trilha sonora de "Live Baby Live" será lançada em novembro

Live Baby Live apresentará no formato CD, algumas imagens inéditas do show, com ensaios da banda e notas de capa, como a de Jamie East, fã do INXS que estava na multidão de 74 mil pessoas daquele 13 de julho de 1991.

Live Baby Live será exibido nos cinemas do mundo inteiro a partir do dia 27 de novembro.

Confira o conteúdo completo da trilha sonora:

CD1

Guns in the Sky
New Sensation
I Send a Message
The Stairs
Know the Difference
Disappear
By My Side
Hear That Sound
Lately
The Loved One
Wild Life

CD2

Mystify
Bitter Tears
Suicide Blonde
What You Need
Kick
Need You Tonight
Mediate
Never Tear Us Apart
Who Pays the Price
Devil Inside

Continue Reading

TRILHAS & MUSICAIS

Fela Kuti, criador do afrobeat, é tema de documentário que estreia nos cinemas

Published

on

Fela Kuti, criador do afrobeat, é tema de documentário que estreia nos cinemas
Divulgação

O documentário musical Meu Amigo Fela sobre o músico Fela Kuti estreia dia 7 de novembro nos cinemas. Dirigido pelo brasileiro Joel Zito Araújo (A Negação do Brasil e As Filhas do Vento), o filme já percorreu festivais no Brasil e no exterior.

Nascido na Nigéria em outubro de 1938, Fela estudou música em Londres e se tornou uma lenda em seu país. O documentário traz uma nova perspectiva sobre ele, considerado um dos maiores nomes da música africana e o criador do afrobeat.

Fela Kuti, criador do afrobeat, é tema de documentário que estreia nos cinemas

Na história acompanhamos a complexidade de sua vida, desvendada através dos olhos e conversas de seu amigo íntimo e biógrafo oficial, o africano-cubano Carlos Moore. Segundo o diretor, a intenção do filme não é ser celebrativo, mas mostrar lados do cantor que poucos conhecem: “A minha tentativa de contar a história de um gênio musical, chamado Fela Kuti, foi a de que, apesar do seu grande sucesso internacional, ele passou despercebido no Brasil, e encarando de frente seu lado de sombra e as tragédias que abateram o seu espírito guerreiro”, afirma.

Meu Amigo Fela é uma produção da Casa de Criação Cinema e faz parte do programa O2 Play Docs, da distribuidora O2 Play, ocupando salas de cinema em cidades brasileiras de todas as regiões com sessões em horário nobre.

Entre a concepção e a finalização do documentário o diretor levou dez anos. O período entre filmagens, montagem, a longa negociação por seus direitos de imagem e de música até o lançamento foram quatro anos. “Esse filme me tomou muito tempo, desde o momento que resolvi contar esta história e busquei patrocínio no Brasil. Além de ser a história de um rebelde e iconoclasta negro, era a história de um africano pouco conhecido por aqui”, avalia.

Foi o próprio biógrafo de Fela, Carlos Moore, que tomou a iniciativa de procurar Joel para sugerir o filme: “Me encantei com a idéia e passei a pensar como seria a forma mais viável de contar esta história, diminuindo a pressão dos direitos. Mas confesso que o momento chave em que me encantei, foi ao ler a biografia escrita por Carlos Moore e perceber que tinha muita coisa para ser contada além dos documentários existentes. Especialmente, o pan-africanismo e o lado trágico da última parte da vida de Fela, evitada pelos outros filmes”, comenta Araújo.

Prêmios internacionais

Fela Kuti, criador do afrobeat, é tema de documentário que estreia nos cinemas

Meu Amigo Fela ganhou o Prêmio Paul Robeson, como o Melhor Filme realizado na diáspora africana (o que significa fora da África) no Fespaco (Festival Panafricano de Cinema e Televisão de Ouagadougou) de Burkina Faso, que é o maior festival de cinema africano, realizada a cada dois anos. Por lá, o documentário já é considerado um dos 15 melhores filmes do ano, apesar de ter sido concebido e dirigido por um diretor afro-brasileiro. E está indicado para disputar o Oscar Africano.

O documentário também foi contemplado com o Prêmio Especial de Júri – Competição Internacional de Longas e Médias-Metragens no Festival É Tudo Verdade e ainda o prêmio de Melhor Documentário do Festival Ecrans Noirs do Camarões. E ainda participou de festivais importantes como o International Film Festival Rotterdam e o The Durban International Film Festival.

Antes mesmo de chegar aos cinemas brasileiros o filme já está com todas sessões esgotadas no BIF London Film Festival.

A arte do pôster foi criada por Babatunde Banjoko, artista que trabalhou com Kuti e que fez capas de discos clássicos do músico, como Coffin for Head of State.

Kuti faleceu em agosto de 1997 em decorrência de uma complicação devido ao vírus HIV.

Confira o trailer:

Continue Reading

As Mais Lidas