Connect with us
Eliane Elias homenageia o amor e suas formas no novo álbum "Love Stories" Eliane Elias homenageia o amor e suas formas no novo álbum "Love Stories"

JAZZ SOUL R&B

Eliane Elias homenageia o amor e suas formas no novo álbum “Love Stories”

Published

on

Eliane Elias atinge um novo patamar de expressão artística com o recente lançamento, em 30 de agosto de 2019 de Love Stories, pela Universal Music via Concord Jazz. Uma polivalente musicista, cujos lançamentos recentes, Made in Brazil (2015), Dance of Time (2017) e Man of La Mancha (2018), conquistaram múltiplos prêmios Grammy e estrearam em 1º lugar nos charts da Billboard.

O novo projeto de Elias serve como uma homenagem clássica ao amor em seus muitos aspectos e formas.

Love Stories é um álbum de orquestra, que revela o domínio e a proeminência de Elias como artista multifacetada – vocalista, pianista, arranjadora, compositora, letrista e produtora. Cantado quase inteiramente em inglês, o álbum apresenta três composições originais, além de sete excelentes arranjos de músicas da era de ouro da bossa nova, incluindo as que ficaram famosas através de Frank Sinatra e Antonio Carlos Jobim.

Eliane Elias homenageia o amor e suas formas no novo álbum "Love Stories"

Como intérprete e compositora, Elias vive a rica tradição da bossa ao trazer a música para o presente. Ela infunde músicas familiares com reviravoltas inesperadas que intensificam o poder evocativo da música – seja criando modulações harmônicas que aprimoram uma letra ou alterando a sensação rítmica de uma seção para aumentar sua emoção – permitindo que as complexidades sutis de sua voz sejam o centro das atenções, o tempo todo.

Observando que o amor romântico é apenas uma das várias maneiras pelas quais a emoção se manifesta, Elias diz: “A ideia para este álbum foi trazer à vida várias estórias de amor por meio dessa coleção de canções.”

Enquanto conta essas estórias, Elias traz um sentimento profundo ao álbum, que é uma cortesia de sua abordagem sugestiva como pianista e cantora, bem como da precisão com a qual ela é capaz de executar sua visão musical.

“Desde o momento da concepção, nada podia ficar mais integrado. A partir da primeira nota escolhida, todas as cores que eu crio nos arranjos, as modulações, a escolha de teclas, a organização de pequenos grupos, as possibilidades de uma orquestra – são tão profundas no meu gosto pessoal quanto possível… porque eu estou prevendo o arranjo; decidindo como transmitir a música e tocá-la com a banda, e ao mesmo tempo, atenta às futuras orquestrações”, explica a cantora.

Para o álbum, Eliane Elias convidou alguns de seus músicos brasileiros favoritos para se juntar a ela – Marcus Teixeira na guitarra e Edu Ribeiro, Rafael Barata e Celso Almeida na bateria – além de seus principais colaboradores, o coprodutor e baixista Marc Johnson e o co-produtor Steve Rodby. O orquestrador Rob Mathes também retorna para sua quarta gravação com Elias, trazendo seus arranjos de cordas exuberantes em uma perfeita e impecável sincronia com as ricas harmonias e as variadas abordagens rítmicas de Elias, como fez em seu álbum vencedor do Grammy Awards em 2015, Made in Brazil.

Uma célebre intérprete de Jobim, Elias vê as correntes de sua longa história colaborativa com o orquestrador Claus Ogerman na relação de trabalho que ela desenvolveu com Mathes.

Marc Johnson diz: “As orquestrações de Rob são tão profundas e tão lindamente entrelaçadas com os arranjos dos pequenos grupos de Eliane. Ele também compreende a distribuição de voz muito bem. Ele disse que, ao escrever os arranjos, mergulhou nas faixas básicas gravadas e mais detalhadamente nas vozes para piano de Eliane. Rob se encontra absolutamente no mesmo nível de onda emocional que Eliane.”

Essa conexão emocional é essencial, dadas às circunstâncias em que o álbum nasceu. Elias começou a trabalhar na música de Love Stories durante um ano difícil, no qual ela perdeu seu pai. Quatro meses antes de sua morte, Eliane fraturou o ombro em um acidente em sua cidade natal, São Paulo, Brasil. Ela ficou praticamente imóvel por meses enquanto se recuperava em seu apartamento. Enquanto se recuperava, a vista de sua janela da brisa nas palmeiras e das varandas contra o céu azul de São Paulo se tornaram o pano de fundo para um novo conjunto de inspiração musical.

“Durante esse período, eu não tinha permissão para me mover. Meu braço esquerdo estava na tipóia e, assim, para evitar uma cirurgia, eu tive que ficar imobilizada e realmente quieta. Enquanto isso, eu criei e escrevi todos esses arranjos, mesmo nesse estado”, recorda Eliane Elias.

Confira o álbum:

JAZZ SOUL R&B

Norah Jones se apresenta na edição de 50 anos de “Vila Sésamo”

A premiada artista de jazz cantou “Welcome To The Party”

Published

on

Norah Jones se apresenta na edição de 50 anos de "Vila Sésamo"
Divulgação

A cantora norte-americana Norah Jones foi uma das convidadas especiais da edição de 50 anos do lendário programa de TV infantil Vila Sésamo (Sesame Street). A performance ocorreu nesta segunda-feira (11) pela HBO.

Norah Jones se apresenta na edição de 50 anos de "Vila Sésamo"

Jones cantou Welcome To The Party ao lado dos membros da atração de TV infantil.

Esta não é a primeira vez que Norah Jones aparece neste programa. Na 35ª temporada, ela apresentou uma nova versão de seu sucesso Don´t Know Why renomeada para Don´t Know Y.

Confira a performance:

Continue Reading

JAZZ SOUL R&B

Simply Red lança “Blue Eyed Soul” o 12º disco da carreira

Após quatro anos, a banda inglesa está de volta com uma aula em dez faixas de soul, funk e ousadas baladas com carga emocional

Published

on

Simply Red lança "Blue Eyed Soul" o 12º disco da carreira
Divulgação | Warner Music Brasil | BMG

A banda Simply Red acaba de lançar o mais novo álbum: Blue Eyed Soul, já está disponível em todas as plataformas digitais pela BMG. Após quatro anos, a banda inglesa está de volta com uma aula em 10 faixas de soul, funk e ousadas baladas com carga emocional.

Simply Red lança "Blue Eyed Soul" o 12º disco da carreira

O novo trabalho é o 12º disco na carreira dos músicos: “De muitas maneiras, a música é um esporte de jovem. Tudo o que posso fazer são músicas que signifiquem algo para mim. Estou feliz com este álbum e estou ansioso para tocá-lo ao vivo”, comenta Mick Hucknall.

Confira:

Continue Reading

JAZZ SOUL R&B

Festival de dança africana Lindy Hop acontece em São Paulo

Hepcats’ Fever homenageia Norma Miller na sua quinta edição, que acontece entre os dias 15 e 17 de novembro em São Paulo

Published

on

Festival de dança africana Lindy Hop acontece em São Paulo
Divulgação

Neste feriado de Proclamação da República acontece o Hepcats’ Fever, maior evento de Lindy Hop do Brasil. A dança afro americana criada nos anos 1920 embalou o primeiro bar a permitir a entrada de brancos e negros nos Estados Unidos – o Savoy Ballroom. Agora, existem apreciadores do estilo, dançado ao som de swing jazz, por todo o mundo.

Festival de dança africana Lindy Hop acontece em São Paulo

“O foco principal do festival não é ter aulas que transformem os participantes em competidores vencedores. Acreditamos muito mais no papel de trazer inspiração para os participantes continuarem seu aprimoramento na dança, bem como no espírito de unir e aproximar os dançarinos. Como frutos disso temos alguns ex-alunos que já participaram da mais importante competição do mundo, que é sediada nos EUA, e pelo menos um deles está dando aulas em outros festivais internacionais”, conta Bruno Coimbra, CEO e co-fundador do evento.

Essa edição será ainda mais especial, com uma homenagem à Norma Miller, a Rainha do Swing, que faleceu no começo de 2019, aos 99 anos. Entre os tributos, haverá uma palestra sobre a sua importância para o Lindy Hop, na sexta-feira. Quem ministrará a conversa é um dos discípulos da dançarina, Adam Brozowski, que, não por acaso, também é um dos professores internacionais presentes no festival. Além disso, no mesmo dia acontecerá uma festa também condecorando a Norma, All The Cats Join In, onde alguns dos melhores dançarinos do Brasil apresentarão uma das rotinas mais famosas da coreógrafa.

Para participar, basta saber apenas os passos básicos do Lindy Hop e se inscrever pelo site: https://www.hepcats.com.br/registrations/new. Já quem quer apenas curtir as festas, que terão banda ao vivo e apresentações, também é possível adquirir por um valor à parte.

Hepcat’s Fever – Maior festival de Lindy Hop do Brasil
Data: 15, 16 e 17 de novembro

Local (aulas): Centro de referência de dança da Cidade de SP

Endereço (aulas): Galeria Formosa Baixos do Viaduto do Chá s/n – Centro Histórico de São Paulo, São Paulo – SP

Locais (festas):
Sexta – Z Carniceria
Sábado e dominfo – Green Light

Endereços (festas):
Z Carniceria – Av. Brg. Faria Lima, 724 – Pinheiros, São Paulo – SP
Green Light – R. Teodoro Sampaio, 1087 – Pinheiros, São Paulo – SP

Horários:
SEXTA
pique-nique – 14h às 18h
Festa + homenagem à Norma Miller – 21h às 04h
SÁBADO
Aulas – 12h20 às 18h
Talk com Decavitas – 18h às 18h45
Festa – 22h às 04h
DOMINGO
Aulas – 11h às 16h50
Talk com Adam & Máté – 17h às 17h45
Festa de encerramento – 21h às 04h

Continue Reading

As Mais Lidas