Connect with us
Enfim, Paul McCartney revela quem foi "Eleanor Rigby" Enfim, Paul McCartney revela quem foi "Eleanor Rigby"

ROCK

Enfim, Paul McCartney revela quem foi “Eleanor Rigby”

Nome não se referia a uma mulher que não existia

Site Oficial | Paul McCartney

Published

on

Depois de 45 anos, o ex-beatle Paul McCartney revelou que Eleanor Rigby, a mulher que dá nome a um dos maiores clássicos dos Beatles, foi uma inspiração real para que o músico escrevesse a canção.

Enfim, Paul McCartney revela quem foi "Eleanor Rigby"

Foto: Site Oficial | Paul McCartney

Eleanor Rigby, em seu contexto, se referia a uma mulher com outro nome, que se dava muito bem com Paul McCartney. A revelação aconteceu em um trecho do livro The Lyrics: 1956 to the Present, que divulgado no The New Yorker.

“Eu descobri que ela morava sozinha, então eu ia até a casa dela e só conversava, o que é meio doido se você pensar que eu era um jovem de Liverpool”, descreve McCartney. “Mais tarde, eu oferecia para fazer suas compras. Ela me dava uma lista e eu trazia suas coisas de volta, então nós sentávamos em sua cozinha”.

E continuou: “Eu ainda me lembro vividamente da cozinha, porque ela tinha um pequeno rádio de cristal (…) Então eu ia visitá-la e apenas ouvir suas histórias enriquecia minha alma e influenciava as músicas que eu escreveria mais tarde”.

Paul McCartney também revelou que o primeiro nome da música era Daisy Hawkins e que Eleanor Bron foi uma atriz onde o cantor e compositor britânico se inspirou. Já Rigby veio do nome de uma loja chamada Rigby & Events Ltd, Wine & Spirit Shippers, uma transportadora de vinhos.

Eleanor Rigby é parte integrante do álbum Revolver dos Beatles, lançado em 5 de agosto de 1966 pela Parlophone Records, que na época pertencia à EMI.

Advertisement