Connect with us

The Pink Floyd Exhibition: Their Mortal Remains será a maior retrospectiva de uma das bandas de rock mais importantes e criativas da história da música

O Victoria and Albert Museum de Londres anunciou nesta semana a primeira grande retrospectiva internacional do Pink Floyd – The Pink Floyd Exhibition: Their Mortal Remains marca os 50 anos desde que a banda lançou seu primeiro single Arnold Layne, composição de Syd Barrett em 1967. Aquele foi o início de um estrondoso sucesso comercial que chegou a 200 milhões de discos vendidos em todo o mundo.

The Pink Floyd Exhibition será uma inesquecível jornada aos fãs, multi-sensorial e cênica onde o som e o design serão determinantes ao apresentarem os visuais icônicos da banda, a partir da cena psicodélica londrina nos anos 60 até os dias de hoje. A exposição, que marca da primeira colaboração em décadas dos membros remanescentes do Pink Floyd ilustrará a inovação do grupo em produzir efeitos especiais e experimentações sonoras.

Exhibition será promovida por Michael Cohl e pela empresa Iconic Entertainment Studios. Os ingressos já foram disponibilizados ontem (31) no local da exposição.

Se destacam as célebres imagens dos porcos voando sobre o Battersea Power Station, o prisma de Dark Side Of The Moon entre outras diagramações icônicas, além de lendárias performances no palco e capas de álbuns como The Wall e Division Bell e exibição de instrumentos musicais, desenhos, letras manuscritas, cartazes, estampas.

O diretor do Victoria and Albert Museum, Martin Roth se mostrou entusiasmado com
a exposição: “O V & A está perfeitamente posicionado para expor o trabalho de uma banda que é tão reconhecível por sua imagem visual original quanto pela sua música. O Pink Floyd é a história impressionante de sucesso criativo do design britânico”, afirmou.

Já Cohl acredita no sucesso da exposição: “Estamos orgulhosos por termos sido escolhidos como promotores desta que será uma incrível exposição no Victoria. Eu sempre amei tudo o que envolve o Pink Floyd e será um espetacular trabalho visual. Este é o culminar de uma longa história juntos e eu estou feliz de trabalhar mais uma vez com uma das maiores bandas de todos os tempos”, finalizou.

O The Pink Floyd Exhibition: Their Mortal Remains começará no dia 13 de maio de 2017 e ficará aberta durante 20 semanas em Londres.

É jornalista e pesquisador musical. Cobre shows nacionais e internacionais e já entrevistou bastante gente interessante do Brasil e do mundo. Foi vencedor do Prêmio TopBlog Brasil em 2010 na categoria "Música"e foi membro do Grammy Latino.

ROCK

U2 homenageia amigo durante show da “The Joshua Tree Tour” na Nova Zelândia

A lendária banda irlandesa relembrou Greg Carroll com a canção “One Tree Hill”, feita em sua homenagem para o álbum de 1987

Published

on

U2 homenageia amigo durante show da "The Joshua Tree Tour" na Nova Zelândia
Divulgação

Com o seu primeiro show da The Joshua Tree Tour de 2019 no Mount Smart Stadium em Auckland na Nova Zelândia na última sexta-feira (8), o U2 fez uma grande homenagem ao amigo Greg Carroll durante a execução do single One Tree Hill. Esta foi a primeira apresentação de Bono, The Edge, Adam Clayton e Larry Mullen Jr. desde a sequência de shows em comemoração aos 30 anos do clássico álbum de 1987 que finalizaram em outubro de 2017.

U2 homenageia amigo durante show da "The Joshua Tree Tour" na Nova Zelândia

Bono conheceu o jovem Greg Carroll durante um show do U2 em 1984 e ele acabou por ser integrado á equipe da banda. No Live Aid, Carroll estava supervisionando os cabos do microfone de Bono para que eles não enrolassem enquanto o líder da banda irlandesa se envolvia com os fãs na plateia.

“Nós meio que o adotamos, ou talvez fosse o contrário”, disse Bono durante a apresentação em Auckland na última sexta-feira (8). “Mas ficamos muito gratos por sua companhia nesses momentos preciosos juntos. Ele foi tirado de nós muito cedo, mas de certa forma, ele ainda está muito presente. Então, isso é para Greg Carroll”.

O show, que contou com clássicos como Sunday Bloody Sunday, New Year´s Day, Bad e Pride, apresentou a homenagem da banda à Carroll em One Tree Hill.

Greg Carroll faleceu em 3 de junho de 1986 em decorrência de um acidente de moto.

Confira:

Continue Reading

ROCK

Paul McCartney homenageia o fotógrafo Robert Freeman em texto

Freeman morreu aos 82 anos e assinou algumas das capas de álbuns mais famosas dos Beatles

Published

on

Paul McCartney homenageia o fotógrafo Robert Freeman em texto
Divulgação

Sir Paul McCartney homenageou o icônico fotógrafo Robert Freeman em um texto de seu blog. Freeman faleceu aos 82 anos e foi responsável por algumas das capas mais famosas dos Beatles.

Paul McCartney homenageia o fotógrafo Robert Freeman em texto

“O querido Robert Freeman faleceu. Ele foi um dos nossos fotógrafos favoritos durante os anos dos Beatles com quem criou algumas de nossas capas de álbuns mais icônicas. Além de ser um ótimo profissional, ele era imaginativo e um verdadeiro pensador original”, escreveu McCartney.

Robert Freeman foi responsável pelas fotos das capas de Meet The Beatles e Rubber Soul.

Sobre Meet The Beatles, Paul McCartney revelou o processo criativo do saudoso fotógrafo: “As pessoas costumam pensar que a foto da capa de Meet The Beatles em meia-sombra foi uma foto de estúdio cuidadosamente desenvolvida. De fato, foi feita rapidamente por Robert no corredor de um hotel em que estávamos, de onde vinha a luz natural com janelas no final do corredor. Acho que não demorou mais que meia hora para realizar”, relatou.

E finalizou: “Sentirei falta desse homem maravilhoso, mas sempre vou apreciar as boas lembranças que tenho dele. Obrigado Bob!”.

Continue Reading

ROCK

Elton John fala sobre amizade com Bernie Taupin: “O relacionamento mais incrível”

O maior pianista pop de todos os tempos relembrou em entrevista à BBC Radio 2 os primeiros anos de uma das mais bem sucedidas parcerias da história do rock

Published

on

Elton John fala sobre amizade com Bernie Taupin: "O relacionamento mais incrível"
Divulgação

O cantor e pianista britânico Sir Elton John disse em uma entrevista à BBC Radio 2 que sua amizade com o letrista Bernie Taupin tem sido um de seus grandes relacionamentos em sua vida e relembrou os primeiros momentos da parceria.

“Recebi as letras quando fui para a audição da Liberty (Records, gravadora que estava se desvinculando na época da EMI). Dei uma lida nelas no trem, gostei imediatamente e comecei a fazer demos delas. Eu não conheci Bernie por um bom tempo depois disso, e então ele veio para Londres”, explicou.

Elton John fala sobre amizade com Bernie Taupin: "O relacionamento mais incrível"

O músico de 72 anos e que está em sua turnê de despedida Farewell Yellow Brick Road, também disse que a cena reproduzida em Rocketman como ele e Taupin se conheceram é fidedigna à vida real: “Como em Rocketman, nos conhecemos em um café e começamos como uma casa pegando fogo, porque ele era o melhor amigo que eu nunca tive, era como um irmão. Eu nunca estive na mesma sala com Bernie quando ele escrevia uma música, embora deva ter havido momentos em que ele não gostou do que eu fiz, mas ele nunca me contou. Foi o relacionamento mais incrível, já faz 53 anos”, disse.

Bernie Taupin é de Lincolnshire, cidade situada ao oriente da Inglaterra. De suas letras com as melodias de Elton John nasceram clássicos como Tiny Dancer, I´m Still Standing e Candle In The Wind.

Continue Reading

As Mais Lidas