in

Giulia Be é um dos 10 artistas mais vistos no YouTube Portugal em 2021  

Cantora segue batendo recordes no país europeu e encantando os portugueses

Giulia Be é um dos 10 artistas mais vistos no YouTube Portugal em 2021  
Foto: João Viegas

A cantora Giulia Be conquistou uma importante marca na Europa: ela está em uma seleta lista dos 10 artistas mais vistos no YouTube Portugal em 2021. Ela obteve mais de 33,8 milhões de views em seus clipes, ficando à frente de grandes nomes como The Weeknd, Justin Bieber, Billie Eilish e Olivia Rodrigo.

A relação da cantora com Portugal já é de longa data. Giulia Be também foi a artista brasileira que mais emplacou músicas no TOP 50 dos charts de Portugal em 2021. A cantora teve quatro de suas músicas na lista: pessoa certa hora errada, Inesquecível, Vamos Com Tudo e menina solta.

Giulia Be é um dos 10 artistas mais vistos no YouTube Portugal em 2021  
Foto: João Viegas

A faixa menina solta atingiu o topo em todos os charts de Portugal, chegando a receber um Certificado de Diamante Duplo.

O primeiro feat da carreira, com o cantor Luan Santana, inesquecível conquistou o primeiro lugar no iTunes, Apple Music e o 2º no Spotify de Portugal.

Além disso, a cantora também fez participação na música Vamos Com Tudo, tema oficial da seleção portuguesa para o Euro 2020, na qual também foi uma das compositoras.

Matéria produzida por Marcelo de Assis

É jornalista e pesquisador musical. Cobre shows nacionais e internacionais e já entrevistou bastante gente interessante do Brasil e do mundo. Já realizou reportagens musicais na Record TV para o Domingo Espetacular e Jornal da Record. Foi vencedor do Prêmio TopBlog em 2010 e membro do Grammy Latino.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Guga Nandes lança EP “5 Fases” com músicas e clipes inéditos  

Guga Nandes lança EP “5 Fases” com músicas e clipes inéditos  

Tears for Fears fala sobre desistência de se apresentar no Live Aid em 1985  

Tears for Fears fala sobre desistência de se apresentar no Live Aid em 1985