Hyldon relança "Sabor de Amor" de 1981 em formato digital   | The Music Journal Brazil | MTV
Connect with us
Hyldon relança "Sabor de Amor" de 1981 em formato digital   Hyldon relança "Sabor de Amor" de 1981 em formato digital  

MPB & SAMBA

Hyldon relança “Sabor de Amor” de 1981 em formato digital

Ernani D'Almeida

Published

on

O soulman Hyldon lançou o álbum Sabor de Amor em 1981 com a participação de um time de músicos de primeira linha, realizando uma breve temporada no Teatro Opinião para depois entrar no estúdio, um processo reverso se comparado com o fluxo normal do nascimento de um disco.

Hyldon relança "Sabor de Amor" de 1981 em formato digital  

Foto: Ernani D’Almeida

Assim foi gravado Sabor de Amor que, nesta sexta-feira (16), entrou para as plataformas digitais Apple Music, Deezer e TIDAL pela Warner Music. O disco ficou com uma espontaneidade incrível e deixa a impressão quem ouve que é um disco gravado ao vivo.

Hyldon relança "Sabor de Amor" de 1981 em formato digital  

Foto: Warner Music

Num dos shows, a presença inusitada de Tim Maia para uma canja de voz e percussão. O único registro que ficou foi uma gravação de áudio feita pelo técnico de som e que está no Canal Hyldon Oficial no YouTube.

Os convidados para o projeto foram Mamão e Alex Malheiros (Azymuth), Sergio Carvalho (Teclados) e Jhusara eJurema Silva, duas irmãs que faziam parte do Trio Ternura, amigas do Hyldon do tempo que trabalharam juntos com o Tony Tornado.

No estúdio, Hyldon sentiu que poderia completar o cast de músicos e convidou Antônio Adolfo, José Roberto Bertrami (Azymuth), Marcio Montarroyos e Bidinho (metais), Picolé (Bateria) Renato Piau (Guitarra), Chacal e Neném da Cuíca (percussão), Alma Brasileira (Grupo de percussão de Padre Miguel) além de Ronaldo Correa, Rosana Casanova, Viviane Godoy, Solange Rosa e Jackson Goes em alguns vocais.

Sabor de Amor foi uma das músicas mais executadas nas rádios e TVs naquele ano e as faixas Última Balada e Amor, Riso e Lágrimas entraram na trilha do filme O Paraíso Proibido, do grande diretor Carlos Reichenback.

Ouça o álbum:

As Mais Lidas