Jean Rondeau revisita Rossi, Frescobaldi e Dowland em "Melancholy Grace" | The Music Journal Brazil
Connect with us
Jean Rondeau revisita Rossi, Frescobaldi e Dowland em "Melancholy Grace" Jean Rondeau revisita Rossi, Frescobaldi e Dowland em "Melancholy Grace"

CLASSICA

Jean Rondeau revisita Rossi, Frescobaldi e Dowland em “Melancholy Grace”

Multi-instrumentista francês com foco no cravo, artista é o mais promissor da União Europeia na música clássica

Michal Sebeña

Published

on

O multi-instrumentista francês, com grande habilidade no cravo, Jean Rondeau é um dos grandes destaques na música clássica contemporânea. Considerado um verdadeiro prodígio, é amplamente reconhecido pelo incrível talento, tendo sido um dos intérpretes mais jovens a ser premiado no Concurso Internacional de Cravo em Bruges (MA festival 2012), aos 21 anos de idade, junto com o prêmio EUBO Development Trust, uma honraria concedida ao jovem músico mais promissor da União Europeia.

Jean Rondeau revisita Rossi, Frescobaldi e Dowland em "Melancholy Grace"

Foto: Michal Sebeña

Em Melancholy Grace, já disponível nas plataformas digitais pela Warner Classics, via Erato e Parlophone Records, melancolia é o fio central do álbum e Rondeau busca enaltecer algumas obras de grandes compositores europeus dos séculos XVI e XVII, incluindo Rossi, Frescobaldi e Dowland. Gravado em dois cravos, um deles foi um histórico virginal (antecessor do cravo) de 1527, um dos primeiros cravos já feitos, produzido em Nápoles (ITA) e parte de uma coleção particular.

Jean Rondeau revisita Rossi, Frescobaldi e Dowland em "Melancholy Grace"

Foto: Warner Classics | Parlophone Records

Rondeau é celebrado em toda a Europa e Estados Unidos pelos trabalhos solo, de música de câmara e com orquestras. Frequentemente se apresenta com o quarteto barroco Nevermind e, além das atividades como cravista, fundou o grupo Note Forget, apresentando ao piano as próprias composições e improvisações orientadas para o jazz.

Ouça Melancholy Grace:

As Mais Lidas