in

Jovelina Pérola Negra ganha homenagem de Mauro Diniz em festa no Rio

Jovelina Pérola Negra ganha homenagem de Mauro Diniz em festa no Rio
Fotos: Divulgação

Por J. Santos

Após o sucesso da primeira edição em Madureira, O Samba Pede Passagem mais uma vez. Agora, o cantor, compositor e arranjador Mauro Diniz vai comandar uma bela festa na Arena Carioca Jovelina Pérola Negra, que fica na Pavuna, zona norte do Rio de Janeiro.

Aliás, não teria como Mauro realizar um evento neste local e não aproveitar para fazer um tributo a diva do samba que dá nome ao espaço. Por isso, vão participar desta segunda edição artistas que fizeram parte da história de Jovelina. São eles: Cassiana Pérola Negra, filha da homenageada, Sombrinha, Pedrinho da Flor, Elaine Machado, Família Diniz (Mauro Diniz, Marquinhos Diniz e João Diniz), e Anderson do Molejo, que não só teve contato com a Jovelina, como é conhecido por imitá-la muito bem.

Este encontro também vai recordar o álbum Raça Brasileira (1985), que foi o primeiro LP gravado por Mauro Diniz, Pedrinho da Flor, Elaine Machado, Jovelina Pérola Negra e Zeca Pagodinho.

Jovelina Pérola Negra ganha homenagem de Mauro Diniz em festa no Rio
Fotos: Divulgação

“Conheci a Jovelina nas rodas de samba no final da década de 1970, início dos anos 1980. A gente tinha um pagode em Oswaldo Cruz chamado Pagode da Beira do Rio e ela não saia de lá. Quando foi em 84/85, o Milton Manhães, que frequentava muito o lugar, convidou a mim, Jovelina, Zeca, Pedrinho e Elaine para fazer um disco. Naquela época, chamava “pau de sebo”, vários cantores num disco só. Ele me chamou para fazer os arranjos, cantar, tocar e ainda teve umas 5 composições minhas neste álbum. Depois que a gente fez o ‘Raça Brasileira’, cada um gravou um disco. Fui o último a fazer, porque eu ficava mais nos bastidores, como arranjador e músico.”, conta Mauro, que no primeiro LP da Jovelina, teve a sua composição O Dia Se Zangou gravada pela amiga e foi o responsável pelos arranjos das 12 faixas.

Segundo ele, o álbum foi produzido com muita dedicação por ele e Milton Manhães: “Depois deste disco, ela começou a acender no mercado, comprou um apartamento em Jacarepaguá e eu ia lá para tirar tom com ela. Sempre estava presente nos trabalhos dela.”, acrescenta Mauro Diniz.

Durante o evento, Cassiana Pérola Negra, representando a mãe, Pedrinho da Flor, Elaine Machado e o anfitrião vão lembrar do disco Raça Brasileira através de histórias e das canções Feirinha da Pavuna, Pomba-Rolou, Pingueira e a faixa que dá título a obra.

Além destes sambas, fazem parte do repertório Amigos Chegados, Banho da Felicidade, Razões da Calma (Calango no Morro), Pingueira, O Bem, Meu Lugar, Catatau, Luz do Repente, Boogie Woogie da Favela, Caviar, Dona Esponja, Menor Abandonado, Você Quer Voltar / Boca Sem Dente, O Dia Se Zangou, Maria Tristeza, Menina Você Bebeu, Samba Guerreiro, Parabéns Pra Você, Pagode da Dona Ivone, Paparico, Caçamba, Bagaço da Laranja, Sonho Juvenil, Sorriso Aberto e O Show Tem Que Continuar.

Matéria produzida por The Music Journal Brazil

Luísa Sonza confirma novo contrato com a Sony Music

Luísa Sonza confirma novo contrato com a Sony Music

Megan Thee Stallion: novo álbum está próximo de ser lançado

Megan Thee Stallion: novo álbum está próximo de ser lançado