Lana Del Rey: baterista será investigado por crime de xenofobia

Lana Del Rey: baterista será investigado por crime de xenofobia
Fotos: Divulgação | Universal Music

Will Whitney, baterista da cantora norte-americana Lana Del Rey, será investigado por crime de xenofobia após desfilar insultos e xingamentos contra o Brasil e sua população. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

A DECRADI – Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância – iniciará uma investigação para constatar que músico cometeu crime de xenofobia após seus comentários nas redes sociais.

Lana Del Rey: baterista será investigado por crime de xenofobia
Fotos: Divulgação | Universal Music

Tudo começou quando Will Whitney revelou em sua rede social que teve o celular roubado no rio de Janeiro. Na ocasião, ele aproveitou o ensejo para desfilar preconceito contra o Brasil.

“Acabei de ter meu iPhone roubado da minha mão por um merda em uma motocicleta. Foda-se este país inteiro. Eles não merecem música ao vivo. Mal posso esperar para ir para casa”, escreveu Whitney, utilizando ainda frases como “Foda-se o Brasil” e “Lixos Humanos”.

De acordo com o Ministério Público Federal, o crime de xenofobia está previsto no artigo 20 da Lei 7.716/89 e quem praticá-lo está sujeito à reclusão de 1 a 3 anos e multa, podendo ter a pena aumentada para reclusão de 2 a 5 anos e multo, se o crime for cometido em redes sociais.

Matéria produzida por The Music Journal Brazil

Manu Gavassi se emociona ao ser entrevistado pelo pai no João Rock

Manu Gavassi se emociona ao ser entrevistado pelo pai no João Rock

Como trilha de "Barbie", Karol G lança o reggaeton de "Watati"

Como trilha de “Barbie”, Karol G lança o reggaeton de “Watati”