in

Live Nation lucrou US$ 10 bilhões com entretenimento em 2018

Live Nation lucrou US$ 10 bilhões com entretenimento em 2018

A Live Nation divulgou o seu relatório financeiro no dia 28 de fevereiro, revelando uma receita recorde de US$ 10 bilhões (cerca de R$ 38,2 bilhões). As informações são da Billboard.




O resultado financeiro da gigante dos shows ao vivo se deve ao seu maior crescimento ano-após-ano com a sua divisão Ticketmaster: o GTV (acrônimo para “valor bruto de transação”) apresentou um aumento de 14% em relação a 2017. No ano seguinte, a empresa obteve seu GTV mais lucrativo, totalizando US$ 5 bilhões.

“Continuamos a ver o tremendo poder dos eventos ao vivo, com uma forte demanda do consumidor e uma oferta robusta de artistas novos e estabelecidos, indo de clubes a estádios”, disse Michael Rapino, CEO da Live Nation. “Live é verdadeiramente uma forma de entretenimento única. Não pode ser duplicado e cria memórias de vida que os fãs desejam mais do que nunca nesta economia de experiência”.

Outro fator importante é a boa performance da Ticketmaster: a empresa gerenciou mais de 400 mil eventos, vendendo quase 500 milhões de ingressos em 28 países, com 10 milhões de novos ingressos adicionados em 2019.

Para Rapino, o mercado latino-americano está no mapa do entretenimento para a Live Nation: “Em 2018 promovemos nossa expansão internacional, estabelecendo operações de venda de ingressos na Itália, aumentando nossas operações na Alemanha e estabelecendo as bases para a expansão na América Latina”, concluiu.

Matéria produzida por Marcelo de Assis

É jornalista e pesquisador musical. Cobre shows nacionais e internacionais e já entrevistou bastante gente interessante do Brasil e do mundo. Já realizou reportagens musicais na Record TV para o Domingo Espetacular e Jornal da Record. Foi vencedor do Prêmio TopBlog em 2010 e membro do Grammy Latino.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ariana Grande é a cantora mais ouvida no mundo pelo Spotify

Blue Note Records comemora 80 anos com relançamentos de clássicos em vinil

Blue Note Records comemora 80 anos com relançamentos de clássicos em vinil