Connect with us

O documentário Madonna + The Breakfast Club será exibido no Brasil através da rede de cinemas Cinemark no dia 16 de agosto, data em que Madonna completa 61 anos.

O filme conta a história real da rainha do pop, desde o momento em que chegou pela primeira vez a Nova York até a gravação de seus primeiros discos. No inicio da carreira, Madonna fez parte do grupo The Breakfast Club, que dá título ao longa-metragem.

Escrito e dirigido por Guy Guido, o documentário traz entrevistas com os ex-membros da banda, relatos exclusivos, cenas de arquivo e muita música, incluindo a primeira canção composta por Madonna. O filme mostra também reencenações de momentos importantes da vida da diva do pop, interpretada pela atriz Jamie Auld.

A pré-venda já está disponível por meio do App Cinemark, no site e nas bilheterias da Rede. As entradas têm preço regular e seguem a tabela de cada cinema. Os clientes que possuem o cartão Cinemark Mania ganham 50% de desconto na compra de um ingresso.

A produção é uma cinebiografia que aborda desde os primórdios da material girl como líder da banda The Breakfast Club até o lançamento do seu segundo álbum solo Like a Virgin pela Sire Records em 1984. Produzido e dirigido por Guy Guido, a cinebiografia mistura cenas de arquivo com reencenações de alguns dos momentos mais importantes da vida de Madonna.

Para mais informações, acesse https://www.cinemark.com.br/filme/palco-cinemark-madonna-the-breakfast-club

POP

Márcia Fellipe revisita a carreira no álbum “Retrô”

Published

on

Márcia Fellipe revisita a carreira no álbum "Retrô"
Divulgação

A cantora Márcia Fellipe, dona de uma coleção de sucessos, está de volta com o lançamento do álbum Retrô, que revisita as músicas de seu inicio de carreira. O novo projeto, que já está disponível em todas as plataformas digitais pela Universal Music, celebra os 15 anos de carreira da artista e foi gravado em outubro no La Maison Coliseum em Fortaleza.

Márcia Fellipe revisita a carreira no álbum "Retrô"

Em 21 faixas, o álbum passa por todas as fases de Márcia Fellipe, incluindo os singles que ficaram registrados em sua inconfundível e potente voz durante suas passagens pelas bandas Aviões do Forró, Furacão do Forró, Garota Safada, Forró do Muído, entre outras, que agora fazem parte da sua carreira solo.

O novo disco é retrato de uma linda caminhada, ao longo da qual Márcia Fellipe acumulou sucessos e conquistas. Seu canal no YouTube tem mais de 780 milhões de visualizações. Apenas o hit Quem Me Dera, funk em parceria com Jerry Smith, que recebeu Certificado de Platina Duplo, acumula sozinho mais de 100 milhões de streams no Spotify.

“A ideia do nosso projeto é juntar todas as músicas que nossos fãs curtem muito. Como havia muitos pedidos para os shows, eu achei bacana reunir toda essa história num DVD para a turma curtir em casa ou nos seus momentos preferidos, ao amanhecer, ao anoitecer, ao namorar, com a família ou os amigos, ouvindo as músicas que são marcantes na nossa trajetória profissional”, diz a cantora, que escolheu Fortaleza como cenário porque lá sempre foi bem acolhida pelo seu público.

Confira o conteúdo completo de Retrô:

Se quer saber
Ela não sabe
Tudo pelo seu amor
Ponto de partida
Mais que isso
Sou fiel / O drama (medley)
É meu jeito (se você sair) / Na cama só vai dá nós dois (medley)
Tá rolando zum-zum-zum / Pense o que quiser de mim (medley)
Quatro sorrisos
Se tivesse cuidado
Escravo do amor / Tentaivas em vão (medley)
Jeito safado / Sem graça e sem jeito (medley)
Agora quem não quer sou eu / Por amor (medley)
Primeiro passo / Você nunca me amou / O que é que eu vou fazer (medley)
Começo de tudo
Orgulho te faz refém
Já faz é tempo
Lábios divididos / Diga sim pra mim / Louca (medley)
Você vai ver / Volte amor (medley)
Locutor / Fui fiel (medley)
Ninguém vai separar / Faz um coração aí (medley)

Continue Reading

POP

Filho de guitarrista do Van Halen defende Billie Eilish de polêmica: “A música é para nos unir”

Wolfgang Van Halen, filho de Eddie Van Halen, defendeu a cantora por não conhecer a banda de seu pai

Published

on

Filho de guitarrista do Van Halen defende Billie Eilish de polêmica: "A música é para nos unir"
Divulgação

A cantora Billie Eilish foi defendida por Wolfgang Van Halen, filha do lendário guitarrista Eddie Van Halen por ela não conhecer a banda de seu pai, o Van Halen.

De acordo com o Music News, durante uma aparição de Eilish no Jimmy Kimmel Live! em novembro, o apresentador estava comentando sobre o incrível sucesso da cantora aos 17 anos e perguntou a ela se conhecia algumas coisas populares em 1984, ano em que Kimmel tinha os mesmos 17 anos.

Filho de guitarrista do Van Halen defende Billie Eilish de polêmica: "A música é para nos unir"

Quando ele pediu para ela “nomear um Van Halen”, Billie Eilish ficou confusa antes de responder: “Quem?”. Sua resposta provocou reações dos fãs da banda, que foram para as redes sociais para criticá-la.

Contudo, na última segunda-feira (2), Wolfgang Van Halen, filho de Eddie Van Halen foi ao twitter para defendê-la: “Se você nunca ouviu falar de @billieeilish, vâ vê-la. Ela é legal. Se você nunca ouviu falar de @Vanhalen, vá vê-los. Eles também são legais. A música deve nos unir, não nos dividir. Ouça o que você quer e não envergonhe os outros por não saber o que você gosta”, disparou.

Enquanto isso, Billie Eilish segue em franca ascensão em sua meteórica carreira, com três indicações ao Apple Music Awards.

Billie Eilish se apresentará no Brasil em 2020 nas cidades de São Paulo e Rio.

Continue Reading

POP

Taylor Swift: documentário “Miss Americana” estreará em 2020 pela Netflix

A premiere do novo longa-metragem da cantora será no Sundance Film Festival

Published

on

Taylor Swift: documentário "Miss Americana" estreará em 2020 pela Netflix
Divulgação

A cantora Taylor Swift estreará seu documentário Miss Americana, uma produção original da Netflix, no Sundance Film Festival em 2020. As informações são do Variety.

Taylor Swift: documentário "Miss Americana" estreará em 2020 pela Netflix

Miss Americana foi dirigido por Emmy Lana Wilson, vencedora do Emmy, e é descrito como “um olhar cru e emocionalmente revelador de uma das artistas mais emblemáticas de nosso tempo durante um período de transformação de sua vida, enquanto ela aprende a abraçar seu papel, não apenas como compositora e intérprete, mas como uma mulher aproveitando todo o poder de sua voz”.

O nome do documentário, uma referência imediata ao single Miss Americana & The Heartbreak Prince do badalado álbum Lover, será apresentado pela primeira vez no Sundance no dia 23 de janeiro em Utah (EUA).

Continue Reading

As Mais Lidas