Connect with us

Um dos maiores nomes da música brasileira, responsável por gerações de músicos que se formaram na Universidade de Brasília, o músico, compositor e maestro premiado Claudio Santoro (1919-1989) é tema do documentário Santoro – O Homem e Sua Música que chega no dia 8 de março nos cinemas.




Pouco conhecido fora do ambiente da música erudita, Santoro foi autor de mais de 600 peças musicais de diferentes estilos, frutos de sua versatilidade para compor, desde singelos prelúdios para piano até complexas peças sinfônicas e eletroacústicas.

John Howard Szerman, que assina a direção do documentário, assumiu a tarefa de perfilar e trazer para o público a história de Santoro no longa-metragem que também roteirizou e produziu.

Howard não se restringe ao perfil musical. Ele investiga outros aspectos da trajetória do personagem.

“Cada entrevista que fizemos para o filme despertava novos insights sobre o Claudio e sua obra, mas foi por meio das interpretações musicais que vimos a sua importância para a música erudita mundial”, conta Szerman.

Santoro – O Homem e Sua Música, indicado para concorrer no 48º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro em 2015, reúne depoimentos de familiares, amigos e especialistas que trazem à tona a história do inicio ao fim do artista.

A direção musical ficou a cargo de Alessandro Santoro, filho do maestro e que é pianista e cravista. São trechos de quatro sinfonias e
diversas peças musicais interpretadas especialmente para o filme pelas orquestras: Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB), Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro (OSTNCS), Filarmônica de Minas Gerais, Filarmônica Amazonas (OAF), Camerata do Brasil, Camerata Aberta, além de músicos em diversas formações.

Em 50 anos de carreira, a obra de Santoro foi estudada e analisada em mais de uma centena de publicações, entre livros, ensaios e teses. Suas composições foram gravadas por diferentes artistas, num acervo que reúne mais de 130 CD’s e LP’s. Também foi parceiro do poeta Vinicius de Moraes em canções como 13 Poemas de Amor e a Música da Alma.

Confira o trailer:

É jornalista e pesquisador musical. Cobre shows nacionais e internacionais e já entrevistou bastante gente interessante do Brasil e do mundo. Foi vencedor do Prêmio TopBlog Brasil em 2010 na categoria "Música"e foi membro do Grammy Latino.

CLASSICA

Ellen Reid lança “prism”, ópera vencedora do Prêmio Pulitzer

Published

on

Ellen Reid lança "prism", ópera vencedora do Prêmio Pulitzer
Divulgação

A compositora e artista Ellen Reid apresenta o lançamento de seu trabalho vencedor do Prêmio Pulitzer, prism, lançado no último dia 23 de agosto pela Universal Music via Decca Gold. Com um libreto escrito por Roxie Perkins, a destemida e desafiadora ópera aborda o tema da agressão sexual e da recuperação e foi encomendada e produzida pela Beth Morrison Projects, em associação com Trinity Church Wall Street.

Ellen Reid lança "prism", ópera vencedora do Prêmio Pulitzer

prism teve sua estreia em novembro de 2018, recebendo elogios e aclamação universal em apresentações esgotadas nas costas leste e oeste dos Estados Unidos, como parte do Prototype Festival, de Nova York, e da série da LA Opera Off Grand. Abordando o assunto que está atualmente no centro e no foco dos meios de comunicação, o trabalho de Reid usa vocais assombrosos e instrumentos sonoramente ousados para trazer à tona as lutas psicológicas do abuso sexual e emocional.

Abordando o assunto profundamente pessoal da ópera, Reid diz que “prism é sobre os muros que construímos para nos proteger de nossas próprias trevas, as distâncias que percorremos para não olhar para a nossa história e a enorme coragem necessária para escolher viver depois de uma grande perda, em vez de se desligar do mundo.”

Reid é a mais recente vencedora do Prêmio Pulitzer em música, após a vitória de Kendrick Lamar, em 2018, com o álbum DAMN. Ela também é a mais nova contratada da Decca Gold, o novo selo clássico dos EUA, cuja lista inclui Anthony Roth Costanzo, Teddy Abrams e a Filarmônica de Nova York.

“Estou louca para trabalhar com a equipe fantástica da Decca Gold e da Universal Music Group! À medida que continuo aprimorando minha arte, me sinto energizada pela expertise e amplitude do público e aguardo ansiosa grandes projetos que estão por vir,” diz Ellen Reid, entusiasmada.

Graham Parker, Presidente da Universal Music Classics EUA, acrescenta: “Ellen é uma artista e compositora destemida, que amplia os horizontes com suas obras musicais. Ela está na vanguarda da música clássica contemporânea e me sinto emocionado por ver um talento tão incrível como o dela se juntar à nossa crescente família da Decca Gold.”

Talentosa compositora e artista, as obras inovadoras e impressionantes de Reid abrangem sound design, trilhas sonoras, além de composições para coral e ópera. No período de um ano, ela se tornou a primeira compositora a estrear obras nas quatro principais instituições musicais de Los Angeles – a Filarmônica de Los Angeles, a Ópera de Los Angeles, a Orquestra de Câmara de Los Angeles e o Los Angeles Master Chorale.

Ouça o álbum:

Continue Reading

CLASSICA

Plácido Domingo será investigado pela Ópera de Los Angeles por assédio

Published

on

Plácido Domingo será investigado pela Ópera de Los Angeles por assédio
Divulgação

A Ópera de Los Angeles informou nesta terça-feira (20) que abrirá imediatamente uma “investigação completa e independente” sobre as acusações de assédio sexual contra o tenor Plácido Domingo, reporta a Billboard.

A companhia, em um comunicado oficial, afirmou que contratou Debra Wong Yang do escritório de advocacia da Gibson, Dunn & Crutcher para liderar a investigação. A publicação diz que a Ópera de Los Angeles não se manifestou quando questionada da forma que serão realizadas as investigações.

As acusações contra Plácido Domingo seguem uma reportagem da Associated Press realizada na última semana detalhando várias acusações contra a estrela da ópera de 78 anos.

A Billboard também reporta que, três das nove mulheres que acusaram o tenor de assédio e abuso de poder disseram que os encontros aconteceram enquanto trabalhavam com Placido Domingo na organização da ópera. Outras entrevistadas disseram que o comportamento do tenor era um “segredo aberto” na indústria e que ele perseguia as mulheres mais jovens com impunidade.

O tenor considerou as acusações como “profundamente perturbadoras e, como apresentadas, imprecisas”, dizendo à AP que os encontros eram consensuais.

Placido Domingo atuou como consultor artístico da Ópera de Los Angeles entre 1984 e 2000 e diretor artístico entre 2000 e 2003, até se tornar diretor geral em 2003.

Continue Reading

CLASSICA

Família Lima retorna com o álbum “Música de Domingo I”

Published

on

Divulgação

O grupo Família Lima retorna com o lançamento do álbum Música de Domingo I em todas as plataformas digitais pela Universal Music.

Família Lima retorna com o álbum "Música de Domingo I"

Formado por Amon Lima (violino), Moisés Lima (baixo), Lucas Lima (voz, viola, guitarra, programações), Allen Lima (piano e teclados) e José Carlos Lima (violino), o grupo apresentou seu último álbum Natal em Casa,em 2016.

Formada em 1994, a Família Lima conta com 9 discos e 2 DVDs lançados, além de vender mais de 1 milhão de cópias e se apresentou nas mais importantes casas de shows do Brasil, além de ter feito shows em mais de 13 países, entre eles EUA, Áustria, França, Espanha, Alemanha e Vaticano, onde se apresentou na Piazza San Pietro para o Papa João Paulo II para um público de 500 mil pessoas.

Confira:

https://open.spotify.com/album/237CeEjwTK0uU45JIQezND

Continue Reading

As Mais Lidas