Connect with us
Marília Mendonça bate recorde mundial com live no YouTube Marília Mendonça bate recorde mundial com live no YouTube

SERTANEJO

Marília Mendonça bate recorde mundial com live no YouTube

Divulgação

Published

on

Em iniciativa inédita, a live da Marília Mendonça em parceria com a Stone, para fomentar o pequeno negócio no país, bateu recorde de audiência na última quinta-feira, dia 8 de abril. O show na casa da cantora, com playback, atingiu a marca de 3,2 milhões de pessoas assistindo ao conteúdo ao vivo no YouTube, registrando o novo recorde mundial para esse tipo de transmissão.

Além de apoiar os negócios de pequenos empreendedores com compartilhamento de dicas e ferramentas para esses comércios locais, Marília também arrecadou mais de 73 mil toneladas em doações.

Marília Mendonça bate recorde mundial com live no YouTube

A transmissão, que durou pouco mais de três horas, resultou em 200 toneladas de alimentos doados para o Mesa Brasil, instituição principal que a cantora divulgou durante o show. Além disso, foram contabilizadas 73 mil toneladas de demais doações que a cantora conseguiu durante a live e que serão distribuídas para outras regiões.

Alessandra Giner, diretora de marketing da Stone, reforça a importância da ação para o país. “Além de arrecadar toneladas de doações para quem mais precisa, a Marília Mendonça incentivou o comércio local durante o período de lockdown, divulgando as diversas ferramentas que a Stone oferece para que os empreendedores não parem de vender nesse momento. Nosso objetivo é trazer esperança em um momento de crise”, afirma.

Entre as ferramentas oferecidas para o pequeno empreendedor, há opções para realizar cobrança e pagamento via WhatsApp e redes sociais, fazer a gestão das redes sociais da loja, vouchers para restaurantes que estão com as portas fechadas e gestão de loja virtual.

A ação dá continuidade ao movimento Compre local, cuide de um pequeno negócio, no qual a Stone já anunciou R$ 30 milhões em iniciativas, como isenção de mensalidade e redução de taxas, além de R$ 100 milhões em microcrédito para os donos de negócios mais atingidos com a crise do coronavírus.

As Mais Lidas