in

Paul McCartney sobre Yoko Ono: “Nos sentíamos ameaçados”

A presença de Yoko Ono nas sessões de gravação dos Beatles causava incômodo. É o que afirma Paul McCartney. Não é de hoje que a viúva de John Lennon é acusada de ser o pivô da separação dos fab four apesar de ser algo historicamente minimizado pelos integrantes da banda. No entanto, Macca revelou outros detalhes em uma recente entrevista a Rolling Stone.

Não era comum a presença de garotas no estúdio, como explica McCartney: “Muitas bandas não podiam controlar isso (a entrada de pessoas no estúdio). Nós controlávamos mas não incrivelmente bem, porquê estávamos muito ocupados. Não éramos sexistas, mas as garotas não iam ao estúdio. Elas tendiam a nos  deixar ali (no estúdio)

“Nos sentíamos ameaçados. (Ela ficava) sentada nos amplificadores“, disse. “Quando John trouxe Yoko, ela não ficava na sala de controle ou ficava do lado. Ela ficava no meio de nós quatro”, explicou.

Matéria produzida por Marcelo de Assis

É jornalista e pesquisador musical. Cobre shows nacionais e internacionais e já entrevistou bastante gente interessante do Brasil e do mundo. Já realizou reportagens musicais na Record TV para o Domingo Espetacular e Jornal da Record. Foi vencedor do Prêmio TopBlog em 2010 e membro do Grammy Latino.

Phil Collins se apresentará no US Open

Adele foca sua carreira nos EUA

Adele foca sua carreira nos EUA