Connect with us
Michael Jackson: lucros ocorridos após morte do artista diminuem Michael Jackson: lucros ocorridos após morte do artista diminuem

MERCADO

Michael Jackson: lucros obtidos após morte do artista diminuem

Divulgação

Published

on

A Forbes fez uma análise interessante sobre os ganhos que os representantes legais do espólio fonográfico e editorial de Michael Jackson obtiveram desde a morte do cantor em 2009. Houve uma diminuição drástica nos valores, mas que, segundo a publicação, não foram resultado do impacto das recentes alegações de abuso contra o artista como são relatadas no documentário Deixando Neverland. As questões são mais mercantis que morais.

Michael Jackson: lucros ocorridos após morte do artista diminuem

Nos últimos anos, a obra de Michael Jackson rentabilizou US$ 400 milhões, elevando seu total pós-morte para US$ 2,4 bilhões. Contudo, de acordo com a publicação, a arrecadação em 2019 foi drasticamente reduzida para US$ 60 milhões.

A Forbes explica que em 2018, os ativos de Michael Jackson resultaram em quase US$ 300 milhões depois da venda da participação do cantor na editora EMI Music Publishing. Soma-se a isto, um novo contrato de gravação com a Sony Music Entertainment e valores recebidos para que um especial de Halloween fosse realizado na emissora CBS.

E não para por aí: os totais de streaming da obra fonográfica de Michael Jackson nos EUA subiram de 1,8 bilhão para 2,1 bilhões, um aumento significativo de 17%.

Ou seja, todos os ganhos de Michael Jackson que resultavam a cada ano em US$ 100 milhões, com celebrações póstumas e lançamentos especiais após a sua morte foram concluídos.

“Michael Jackson talvez tenha sofrido um pouco demais na mão dos críticos, mas provavelmente recebeu uma quantidade igual de apoio dos fãs”, observa David Bakula, vice-presidente sênior de Insight e Analytics da Nielsen Music. “Ele continuará a crescer porque o streaming continua a crescer e porque ele tem algumas músicas pop incrivelmente populares”, concluiu.

MERCADO

Ministério Público do Rio está de olho no Lollapalooza, reporta site

Published

on

Ministério Público do Rio está de olho no Lollapalooza, reporta site
Divulgação | T4F

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) instaurou nesta terça-feira (13) um inquérito civil para apurar uma denúncia recebida de que a empresa Tickets For Fun, responsável pela venda de ingressos para o Lollapalooza Brasil, estaria negando o reembolso do valor pago pelos consumidores. As informações são do portal UOL.

Ministério Público do Rio está de olho no Lollapalooza, reporta site

Foto: Divulgação | T4F

O Lollapalooza Brasil 2020 aconteceria em São Paulo no mês de abril. Mas com a atual pandemia do coronavírus e, sucessivamente, com as medidas de distanciamento social para conter o avanço do vírus, levaram a organização do festival a remarcar o evento no Autódromo de Interlagos entre os dias 4 e 6 de dezembro.

A publicação também reporta que a reclamação recebida pelo MPRJ é pela Tickets For Fun se negar a devolver os valores pagos nos ingressos. Além disso, a empresa em questão não promove outra forma de acordo com o consumidor.

A Tickets for Fun tem um prazo de 30 dias para se manifestar sobre o inquérito instaurado no MPRJ.

Continue Reading

MERCADO

União Brasileira de Compositores lança curso gratuito de direitos autorais 

Programa “Copyright e os Negócios das Indústrias Criativas” já está em pré-inscrição e terá início no próximo dia 20 de julho

Published

on

União Brasileira de Compositores lança curso gratuito de direitos autorais 
Divulgação | Instagram

A União Brasileira de Compositores (UBC) anunciou nesta terça-feira (13) que lançará uma segunda versão do curso Copyright e os Negócios das Indústria, que estreia no próximo dia 20 de julho.

União Brasileira de Compositores lança curso gratuito de direitos autorais 

Foto: Divulgação | Instagram

Gratuito e totalmente online, o conteúdo é voltado para quem busca se aprofundar no funcionamento da relações comerciais da música, do audiovisual, do mundo editorial, das artes visuais e de diversos outros setores das indústrias criativas.

Elaborado originalmente em inglês pela Confederação das Sociedades de Autores e Compositores (CISAC), tem gráficos, vídeos, quizes e outros materiais interativos, além das lições, e está publicado na plataforma de educação à distância FutureLearn.

Além da UBC, a SPA (Sociedade Portuguesa de Autores) apoia a versão em português. As pré-inscrições na estão abertas no site: http://www.futurelearn.com/courses/economics-of-copyright-pt/2.

Continue Reading

MERCADO

Alexa e as novas interpretações para celebrar o rock 

Published

on

Alexa e as novas interpretações para celebrar o rock 
Amazon

A Amazon do Brasil divulgou nesta terça-feira (13) que o dispositivo Alexa agora traz uma série de interações sobre o tema, como dicas de guitarras, curiosidades sobre o último álbum do Iron Maiden, lembra o aniversário do álbum histórico Back in Black do AC/DC ou tocar listas de músicas no Amazon Music, Spotify, Apple Music ou Deezer.

Alexa e as novas interpretações para celebrar o rock 

Foto: Amazon

Foi o festival Live Aid, que aconteceu em Londres e na Filadélfia simultaneamente, além de ter sido transmitido ao vivo para aproximadamente 2 bilhões de pessoas, que inspirou a comemoração do 13 de julho como Dia Mundial do Rock. Nesta data, em 1985, uma multidão de pessoas cantou junto com os representantes do gênero mais importantes da época, como Queen, Led Zeppelin, Paul McCartney, Phill Collins, U2 e David Bowie, entre outros, para combater a fome na África.

Este ano também se comemora o 40º aniversário do lançamento de Back in Black, icônico álbum da banda australiana AC/DC. A obra trouxe clássicos como Shoot to Thrill, You Shook Me All Night Long, além da música título, e com mais de 50 milhões de cópias entregues, é um dos álbuns de rock mais vendidos da história.

Alexa traz interações especiais relacionadas à data e ao rock:

• “Alexa, hoje é dia de rock”
• “Alexa, por que é dia de rock?”
• “Alexa, você gosta de rock?”
• “Alexa, qual sua banda de rock favorita?”
• “Alexa, conta uma curiosidade sobre o Rock?”
• “Alexa, dicas de Guitarra”
• “Alexa, me fale sobre o rock”
• “Alexa, qual o último álbum do Iron Maiden?”
• “Alexa, quem é Jimi Hendrix?”
• “Alexa, quais são os gêneros do rock?”
• “Alexa, toca Raul”*
• “Alexa, toca a playlist clássicos do rock nacional no Amazon Music”*
• “Alexa, toca rock anos 60″*
• “Alexa, toca as melhores do rock”*
• “Alexa, toca músicas famosas de rock”*

* Algumas das interações exigem assinaturas de serviços de música que podem ser cobrados à parte, informou a Amazon.

Continue Reading

As Mais Lidas