Michael Nesmith, dos Monkees, morre aos 78 anos

Michael Nesmith, dos Monkees, morre aos 78 anos
Foto: Reprodução | YouTube

Michael Nesmith, cantor, compositor e guitarrista do The Monkees, faleceu nesta sexta-feira (10) de causas naturais aos 78 anos. A informação foi confirmada pela família do artista nas redes sociais.

Michael Nesmith, dos Monkees, morre aos 78 anos
Foto: Reprodução | YouTube

“Com Amor Infinito, anunciamos que Michael Nesmith faleceu esta manhã em sua casa, cercado pela família, pacificamente e de causas naturais”, compartilhou sua família em um comunicado. “Pedimos que respeitem nossa privacidade neste momento e agradecemos o amor e a luz que todos vocês têm mostrado a ele e a nós”.

Nesmith, nascido em Houston, no Texas (EUA), fez um teste para entrar nos Monkees em 1965, quando os produtores Rob Rafelson e Bert Schneider procuravam realizar um show sobre um grupo fictício de pop. A missão do grupo era fornecer os vocais e atuar no show. Contudo, Michael Nesmith apresentou algumas canções compostas por ele e isso permitiu que ele tivesse mais notoriedade nos créditos como compositor no Monkees do que qualquer integrante da banda.

“Éramos crianças com nosso próprio gosto musical e éramos mais felizes tocando músicas de que gostávamos – e / ou escrevíamos – do que músicas que nos eram entregues”, disse Nesmith em uma entrevista à Rolling Stone em 2012. “Foi feito para um melhor desempenho. Foi mais divertido. Que isso se tornou um pomo de discórdia parecia estranho para mim, e acho que até certo ponto para cada um de nós – tipo de “qual é o problema – por que você não nos deixa tocar as músicas que estamos cantando?”.

O primeiro grande sucesso dos Monkees foi I’m a Believer, um clássico composto pelo cantor Neil Diamond, e que projetou a banda para o estrelato após uma apresentação na emissora norte-americana NBC em 1966. Em seguida, veio a canção Last Train to Clarksville, que também passou a ser veículada nas rádios.

“Os Monkees são um dos maiores enigmas do pop”, escreveu Bob Stanley no jornal The Daily Telegraph. “Eles são vistos como a primeira boy band fabricada, mas todos escreveram canções. Eles eram os Quatro Prefab, vistos como uma cópia de um grupo existente, mas isso estava apenas em seus roteiros de TV. Eles foram acusados ??de arruinar a inocência do pop, mas suas melhores canções estão no cerne do cânone dos anos 60 ”.

Nesmith deixou os Monkees em 1969, quando iniciou seu grupo, o First National Band, com quem gravou dois álbuns em um novo contrato com a RCA Records em 1970: Magnetic South e Loose Salute.

Apesar de um certo ostracismo em uma parte dos anos 1970, Nesmith conseguiu emplacar o single Rio graças a um video promocional e a faixa alcançou um grande sucesso no Reino Unido. Isso pavimentou o caminho para que o cantor criasse um programa de TV em 1980 intitulado PopClips que, mais tarde, seria vendida para o grupo Time Warner-Amex que viu naquele formato, o embrião do que é conhecido hoje como MTV.

“(Eu percebi que) o rádio está para os discos assim como a televisão está para o vídeo”, disse à Rolling Stone. “Então foi tipo,‘ Claro! ’E assim nasceu a MTV. Eu simplesmente peguei essa ideia e montei alguns programas e enviei para a Warner Bros. e assim por diante. A próxima coisa que você sabe, lá estava”, concluiu.

Matéria produzida por Marcelo de Assis

É jornalista e pesquisador musical. Cobre shows nacionais e internacionais e já entrevistou bastante gente interessante do Brasil e do mundo. Já realizou reportagens musicais na Record TV para o Domingo Espetacular e Jornal da Record. Foi vencedor do Prêmio TopBlog em 2010 e membro do Grammy Latino.

Henrique & Diego conversam em podcast sobre "Contato Bloqueado"

Henrique & Diego conversam em podcast sobre “Contato Bloqueado”

Zilu Godoi fala de traição e revela detalhes do fim do casamento com Zezé Di Camargo

Zilu Godoi fala de traição e revela detalhes do fim do casamento com Zezé Di Camargo