Música clássica: Martin Kohlstedt lança o novo álbum "Flur" | The Music Journal Brazil | MTV
Connect with us
Música clássica: Martin Kohlstedt lança o novo álbum "Flur" Música clássica: Martin Kohlstedt lança o novo álbum "Flur"

CLASSICA

Música clássica: Martin Kohlstedt lança o novo álbum “Flur”

Warner Classics | Parlophone Records

Published

on

Há uma dicotomia real para o compositor alemão Martin Kohlstedt, que pode ser sentida por meio da ambivalência da música dele. De um lado, há um Martin muito racional, um produtor pragmático que controlou todos os elementos de seus lançamentos.

Música clássica: Martin Kohlstedt lança o novo álbum "Flur"

Foto: Warner Classics | Parlophone Records

Um músico que compõe modularmente, como se estivesse programando ou codificando suas sensibilidades. Por outro lado, temos o lado direito do cérebro de Martin. Dedos que percorrem o piano livremente com criatividade infantil, uma autenticidade que muitas vezes transparece na expressão de Martin quando – olhos fechados, boca aberta – ele toca ao vivo.

Essa dicotomia também é transmitida nas direções opostas que sua música pode tomar – às vezes indo para dentro ou para trás, como se Martin estivesse se voltando profundamente para si mesmo em busca de alguns fragmentos remanescentes de sua infância, e às vezes se expande para fora em um movimento de longo alcance através de novas formas de expressão, novas ferramentas, que lhe permitem alcançar novos patamares.

Música clássica: Martin Kohlstedt lança o novo álbum "Flur"

Foto: Warner Classics | Parlophone Records

Em algum lugar no meio dessas forças opostas, está Martin – não confortável, mas bastante desconfortável – em um cabo-de-guerra incansável, controlando o poder das tensões e dúvidas.

Os últimos lançamentos de Martin inegavelmente cedem ao lado mais racional e expansivo do músico. STRÖME viu o compositor trabalhar com o Gewandhaus Chor de Leipzig, com 50 pessoas, em uma experiência ambiciosa que combinava canto, piano e eletrônica. Imediatamente depois, ele lançou Recurrents, convidando músicos renomados para retrabalhar as faixas do STRÖME.

Se colaboração e inovação eram seus princípios orientadores naquela época, a primavera de 2020 mudou as coisas rapidamente quando Martin, e muitos de nós, enfrentou o isolamento e a introspecção causados por uma pandemia global. “Eu estava fazendo tanto no mundo exterior, tinha tanto discurso, grandes shows, um coral … era importante falar sozinho de novo. O lockdown foi muito pessoal, me forçou a pesquisar e encontrar algo ”, diz Martin.

Confinado em seu apartamento em Weimar com nada além de seu piano, Martin começou a trabalhar em Flur, um álbum solo para piano composto e gravado na intimidade de sua casa e que já está disponível nas plataformas digitais pela Warner Music, via Parlophone Records e Erato.

O objetivo de Martin com Flur é levantar os limites restritivos de convicções racionais, certeza e confiança, e abrir espaço para a ambiguidade: “Para mim, é muito importante ter dúvidas, não tendo total certeza do que você quer dizer. Um dia você sabe disso, e no próximo você não sabe mais”, diz o pianista. “É sobre os contrastes – o que está no meio é o mais importante”.

Ouça o álbum Flur:

 

As Mais Lidas