Connect with us
MV Bill alcança 100 milhões de views no YouTube e lança o clipe "Bocejo" MV Bill alcança 100 milhões de views no YouTube e lança o clipe "Bocejo"

HIP-HOP

MV Bill alcança 100 milhões de views no YouTube e lança o clipe “Bocejo”

Divulgação | Instagram

Published

on

O rapper MV Bill comemora a marca de 100 milhões de visualizações em seu canal no YouTube, com o lançamento de videoclipe do single Bocejo. O roteiro do registro audiovisual retrata a indiferença de um mundo prestes a desabar, em que as pessoas parecem estar em transe. A faixa, que é uma colaboração do cantor com DJ Caíque e parte integrante do álbum Voando Baixo, já está disponível nas plataformas digitais.

MV Bill alcança 100 milhões de views no YouTube e lança o clipe "Bocejo"

Foto: Divulgação | Instagram

No clipe, o personagem Alex, interpretado pelo próprio rapper, acorda no trabalho tarde da noite, depois de fazer hora-extra e pegar no sono. Ele sai com pressa, passando pelo centro da cidade vazio. Todos que encontra pelo caminho são ignoram o seu problema. Alex por sua vez é indiferente a isso, seguindo sem notar o que o mundo e as pessoas se tornaram. Porém, tudo muda após Alex intervir em uma briga de rua, rompendo sua inércia e saindo do transe que ele mesmo já começava a entrar.

O trabalho foi filmado em duas diárias no Rio de Janeiro, com equipe reduzida se revezando na figuração. Os discos de vinil que aparecem em cenas de flashback são todos da coleção pessoal do MV Bill. Algumas das referências do clipe foram a série Black Mirror e os filmes Constantine e Roman J. Israel.

Durante a cena do flashback é possível ver na televisão cenas do videoclipe Nóiz Mermo, do MV Bill, também produzido pelo Útero Filmes, revelando que se trata de uma série policial inserida no universo representado em Bocejo.

Além das técnicas habituais de fotografia e montagem, Bocejo recorreu à técnica de Matte Painting em cenas pintadas digitalmente compostos com a filmagem feita no set, permitindo a criação de mundos fantásticos. Dessa forma foi possível criar a atmosfera de apocalipse para a parte de “sombra”, e também os cenários plácidos após a passagem para a “luz”.

Confira:

As Mais Lidas