Connect with us

A Orquestra Experimental de Repertório (OER) realiza dois concertos no Theatro Municipal de São Paulo em abril. As apresentações fazem parte da série Grande Sinfonias composta por sete concertos de importantes obras sinfônicas de diferentes períodos, de compositores brasileiros e estrangeiros.




Além disso, a Camerata da OER (pequeno grupo de músicos que executam música de câmara) se apresenta na Sala do Conservatório, na Praça das Artes, localizada no centro da capital paulistana.

No dia 8, na Sala de Espetáculos do Theatro Municipal sob a regência do maestro convidado Lutero Rodrigues, a OER executa, além de Werther, de Alexandre Levy, uma das mais impressionantes obras do período romântico brasileiro: a Sinfonia op. 43 de Henrique Oswald.

Oswald, nascido no Rio de janeiro, foi um dos mais importantes compositores brasileiros do final do século XIX e do começo do século XX.

O regente assistente Thiago Tavares vai à Sala do Conservatório em 14 de abril para comandar a presentação da Camerata de OER que terá, no programa, Valsa Triste de Kuolema, op. 44 nº 1 e Pelléas et Mélisande, op. 46, de Jan Sibelius,Idílio de Siegfried, WWV 103, de Richard Wagner.

No dia 29 de abril, de volta ao Theatro Municipal, com o maestro titular Jamil Maluf à frente da OER, o destaque do concerto será a apresentação da Sinfonia nº 9, em mi bemol maior, Op. 70, de Dmitri Shostakovich. Ela foi composta em 1945 e originalmente destinada à celebração da vitória russa sobre a Alemanha nazista na Segunda Guerra Mundial.

Com objetivos de formar profissionais de orquestra da mais alta qualidade, a OER foi criada em 1990 a partir de um projeto do maestro Jamil Maluf e oficializada pela Lei 11.227 de 1992. Com suas montagens de óperas, balés e gravações para TV, a OER recebeu o Prêmio Carlos Gomes, como destaque da música erudita.

Orquestra Experimental de Repertório

Série Grandes Sinfonias – II
Concerto para Violão
HEITOR VILLA-LOBOS
Sinfonia op.43
HENRIQUE OSWALD
Ulisses Coutinho Amaral – revisão crítica da sinfonia
Fabio Zanon – solista (violão)
Lutero Rodrigues – regente
Domingo, 8/4, 12h.
Theatro Municipal de São Paulo – Sala de Espetáculos

Camerata da Orquestra Experimental de Repertório
Valsa Triste de “Kuolema”, op. 44 nº 1
JAN SIBELIUS
Pelléas et Mélisande, op. 46
JAN SIBELIUS
Idílio de Siegfried, WWV 103
RICHARD WAGNER
Thiago Tavares – regente
Sábado, 14/4, 17h.
Praça das Artes – Sala do Conservatório

Série Grandes Sinfonias – III
Sinfonia nº 9 , op.70, em mi bemol maior Sinfonia nº 9 , op.70, em mi bemol maior
DMITRI SHOSTAKOVICH
Concerto para Piano n.2, op.18, em dó menor
SERGEI RACHMANINOFF
Cristian Budu – piano
Jamil Maluf – regente
Domingo, 29/4, 12h.
Theatro Municipal de São Paulo – Sala de Espetáculos

Theatro Municipal de São Paulo – Sala de Espetáculos
Praça Ramos de Azevedo, s/nº – São Paulo, SP

Sala do Conservatório – Praça das Artes
Av. São João, 281 – Centro

Ingressos: R$ 10 a R$ 30

Vendas na bilheteria do Theatro Municipal de São Paulo ou pelo site www.theatromunicipal.org.br.

Horário da Bilheteria: De segunda a sexta-feira, das 10h às 19h e sábados e domingos, das 10h às 17h.

É jornalista e pesquisador musical. Cobre shows nacionais e internacionais e já entrevistou bastante gente interessante do Brasil e do mundo. Foi vencedor do Prêmio TopBlog Brasil em 2010 na categoria "Música"e foi membro do Grammy Latino.

CLASSICA

Ellen Reid lança “prism”, ópera vencedora do Prêmio Pulitzer

Published

on

Ellen Reid lança "prism", ópera vencedora do Prêmio Pulitzer
Divulgação

A compositora e artista Ellen Reid apresenta o lançamento de seu trabalho vencedor do Prêmio Pulitzer, prism, lançado no último dia 23 de agosto pela Universal Music via Decca Gold. Com um libreto escrito por Roxie Perkins, a destemida e desafiadora ópera aborda o tema da agressão sexual e da recuperação e foi encomendada e produzida pela Beth Morrison Projects, em associação com Trinity Church Wall Street.

Ellen Reid lança "prism", ópera vencedora do Prêmio Pulitzer

prism teve sua estreia em novembro de 2018, recebendo elogios e aclamação universal em apresentações esgotadas nas costas leste e oeste dos Estados Unidos, como parte do Prototype Festival, de Nova York, e da série da LA Opera Off Grand. Abordando o assunto que está atualmente no centro e no foco dos meios de comunicação, o trabalho de Reid usa vocais assombrosos e instrumentos sonoramente ousados para trazer à tona as lutas psicológicas do abuso sexual e emocional.

Abordando o assunto profundamente pessoal da ópera, Reid diz que “prism é sobre os muros que construímos para nos proteger de nossas próprias trevas, as distâncias que percorremos para não olhar para a nossa história e a enorme coragem necessária para escolher viver depois de uma grande perda, em vez de se desligar do mundo.”

Reid é a mais recente vencedora do Prêmio Pulitzer em música, após a vitória de Kendrick Lamar, em 2018, com o álbum DAMN. Ela também é a mais nova contratada da Decca Gold, o novo selo clássico dos EUA, cuja lista inclui Anthony Roth Costanzo, Teddy Abrams e a Filarmônica de Nova York.

“Estou louca para trabalhar com a equipe fantástica da Decca Gold e da Universal Music Group! À medida que continuo aprimorando minha arte, me sinto energizada pela expertise e amplitude do público e aguardo ansiosa grandes projetos que estão por vir,” diz Ellen Reid, entusiasmada.

Graham Parker, Presidente da Universal Music Classics EUA, acrescenta: “Ellen é uma artista e compositora destemida, que amplia os horizontes com suas obras musicais. Ela está na vanguarda da música clássica contemporânea e me sinto emocionado por ver um talento tão incrível como o dela se juntar à nossa crescente família da Decca Gold.”

Talentosa compositora e artista, as obras inovadoras e impressionantes de Reid abrangem sound design, trilhas sonoras, além de composições para coral e ópera. No período de um ano, ela se tornou a primeira compositora a estrear obras nas quatro principais instituições musicais de Los Angeles – a Filarmônica de Los Angeles, a Ópera de Los Angeles, a Orquestra de Câmara de Los Angeles e o Los Angeles Master Chorale.

Ouça o álbum:

Continue Reading

CLASSICA

Plácido Domingo será investigado pela Ópera de Los Angeles por assédio

Published

on

Plácido Domingo será investigado pela Ópera de Los Angeles por assédio
Divulgação

A Ópera de Los Angeles informou nesta terça-feira (20) que abrirá imediatamente uma “investigação completa e independente” sobre as acusações de assédio sexual contra o tenor Plácido Domingo, reporta a Billboard.

A companhia, em um comunicado oficial, afirmou que contratou Debra Wong Yang do escritório de advocacia da Gibson, Dunn & Crutcher para liderar a investigação. A publicação diz que a Ópera de Los Angeles não se manifestou quando questionada da forma que serão realizadas as investigações.

As acusações contra Plácido Domingo seguem uma reportagem da Associated Press realizada na última semana detalhando várias acusações contra a estrela da ópera de 78 anos.

A Billboard também reporta que, três das nove mulheres que acusaram o tenor de assédio e abuso de poder disseram que os encontros aconteceram enquanto trabalhavam com Placido Domingo na organização da ópera. Outras entrevistadas disseram que o comportamento do tenor era um “segredo aberto” na indústria e que ele perseguia as mulheres mais jovens com impunidade.

O tenor considerou as acusações como “profundamente perturbadoras e, como apresentadas, imprecisas”, dizendo à AP que os encontros eram consensuais.

Placido Domingo atuou como consultor artístico da Ópera de Los Angeles entre 1984 e 2000 e diretor artístico entre 2000 e 2003, até se tornar diretor geral em 2003.

Continue Reading

CLASSICA

Família Lima retorna com o álbum “Música de Domingo I”

Published

on

Divulgação

O grupo Família Lima retorna com o lançamento do álbum Música de Domingo I em todas as plataformas digitais pela Universal Music.

Família Lima retorna com o álbum "Música de Domingo I"

Formado por Amon Lima (violino), Moisés Lima (baixo), Lucas Lima (voz, viola, guitarra, programações), Allen Lima (piano e teclados) e José Carlos Lima (violino), o grupo apresentou seu último álbum Natal em Casa,em 2016.

Formada em 1994, a Família Lima conta com 9 discos e 2 DVDs lançados, além de vender mais de 1 milhão de cópias e se apresentou nas mais importantes casas de shows do Brasil, além de ter feito shows em mais de 13 países, entre eles EUA, Áustria, França, Espanha, Alemanha e Vaticano, onde se apresentou na Piazza San Pietro para o Papa João Paulo II para um público de 500 mil pessoas.

Confira:

https://open.spotify.com/album/237CeEjwTK0uU45JIQezND

Continue Reading

As Mais Lidas