Connect with us

Paul McCartney ainda se esforça para lembrar dos clássicos que compôs durante os anos dourados dos Beatles. Em uma entrevista ao britânico Daily Mirror, o lendário cantor e compositor de 77 anos falou sobre o seu extenso catálogo que abrange uma brilhante carreira de seis décadas.

“Eu tenho que reaprender tudo”, afirma McCartney. “Escrevi muito, você não pode reter tudo. Nós entramos no ensaio e eu estou (tipo) “Ah sim, é assim que acontece”.

McCartney foi questionado pela publicação britânica se ele acredita que suas músicas são “muito boas”. O dono de clássicos como Hey Jude e Let It Be foi enfático: “Eu acredito, eu realmente acredito. Em algumas das velhas canções você pode dizer: “Oh, isso é inteligente, eu não teria feito isso”.

Recordando de sua época nos Beatles, ele reflete: “É emocionante pensar que isso ainda funciona. Nós éramos um pequeno grupo de rock and roll de Liverpool, apenas seguimos adiante”.

No encerramento de sua atual turnê Freshen Up no Dodger Stadium, Paul McCartney convidou o seu amigo de longa data, Ringo Starr.

Os Beatles são considerados a maior banda de todos os tempos e a mais influente na evolução da música pop. O grupo foi formado em Liverpool no ano de 1960. Estima-se que 800 milhões de cópias de seus álbuns já foram vendidas em todo o mundo, além de serem os artistas que mais venderam discos nos EUA com 178 milhões de unidades.

Além de receberem 7 Grammys, 1 Oscar e 15 prêmios Ivor Novello, eles foram imortalizados pelo Hall da Fama do Rock em 1988.

É jornalista e pesquisador musical. Cobre shows nacionais e internacionais e já entrevistou bastante gente interessante do Brasil e do mundo. Foi vencedor do Prêmio TopBlog Brasil em 2010 na categoria "Música"e foi membro do Grammy Latino.

As Mais Lidas