Coberturas

Paul McCartney realiza show memorável para 48 mil pessoas em São Paulo

By  | 

Em sua primeira apresentação no Brasil para a nova turnê Freshen Up, o ex-Beatle Paul McCartney, acompanhado no palco por Paul “Wix” Wickens (teclados), Abe Laboriel Jr. (bateria), Rusty Anderson (guitarra) e Brian Ray (guitarra), foi ao encontro de 48 mil pessoas que lotaram todas as dependências do Allianz Parque em São Paulo e assistiram a mais um grande concerto do lendário músico britânico com um repertório que disse muito sobre Beatles e sua consagrada carreira-solo, mas também falou sobre Wings, sobre os seus recentes trabalhos e ainda houve espaço até para falar do Quarrymen, banda que antecederia toda a explosão beatlemaníaca em todo o mundo em 3 horas de duração.

A platéia formada por fãs de longa data de McCartney, dava sinais de renovação com um grande número de jovens ávidos pela obra do artista. Contudo, os gritos foram uníssonos quando o cantor subiu ao palco, sendo ovacionado por toda a arena: algo consoante com as apresentações de Macca realizadas no Brasil.

O cartão de visitas do repertório foi o clássico A Hard Day´s Night de 1964, passando por Save Us do álbum New de 2013 até All My Loving, outro grande sucesso dos Fab Four de 1963. Neste inicio de show, Paul McCartney cumprimentou a plateia presente em pleno português: “Boa noite, paulistas!”.

A partir deste ponto, um grande show de rock tomava forma com um setlist renovado para esta turnê. McCartney revisitou grandes momentos de sua antiga banda Wings com Letting Go, Let Me Roll It, Let ´Em In, Band On The Run e Live and Let Die, ao mesmo passo que explorou as novas canções de seu mais recene trabalho Egypt Station com Who Cares, Fuh You e Back In Brazil que levou os fãs ao delírio após o anúncio: “Esta é a minha homenagem ao Brasil”.

O público presente no Allianz Parque entoava côros a todo o momento, resultado de uma conexão natural com o artista que entregava um espetáculo que todos desejavam ver. Não faltou nada. McCartney se comunicou com a plateia várias vezes durante o show e até o excelente baterista Abe Laboriel Jr. roubou a cena com certo humor e simplicidade ao encenar algumas danças durante a execução de Dance Tonight: foi muito aplaudido.

McCartney realizou duas belas homenagens aos seus ex-companheiros de Beatles: a John Lennon com Here Today e George Harrison com Something. Ele encerraria a primeira parte do show com a atemporal Let It Be e Hey Jude, esta última contou com o protagonismo da plateia que ergueu placas com “Na Na” no momento do famoso refrão, surpreendendo o cantor, que apontava para elas. O espetáculo visual na arena era incrível, com os fãs utilizando a luz de seus aparelhos celulares, formando uma espécie de notável constelação. “Vocês são a melhor platéia do mundo!”, disse o ex-Beatle.

A parte final do show foi eletrizante com as canções Hi, Hi, Hi, Sgt. Pepper´s Lonely Hearts Club Band e Helter Skelter, mas McCartney tem no repertório uma pérola como Golden Slumbers / Carry That Weight / The End, para encerrar em grande estilo mais um show que se tornou histórico, por excelência.

Mas nesta quarta-feira tem mais!

Confira o repertório de Paul McCartney em seu primeiro show no Allianz Parque em 2019:

A Hard Day’s Night
Save Us
All My Loving
Letting Go
Who Cares
Got to Get You Into My Life
Come On to Me
Let Me Roll It
I’ve Got a Feeling
Let ‘Em In
My Valentine
Nineteen Hundred and Eighty-Five
Maybe I’m Amazed
I’ve Just Seen a Face
In Spite of All the Danger
From Me to You
Dance Tonight
Love Me Do
Blackbird
Here Today
Queenie Eye
Lady Madonna
Eleanor Rigby
Back in Brazil
Fuh You
Being for the Benefit of Mr. Kite!
Something
Ob-La-Di, Ob-La-Da
Band on the Run
Back in the U.S.S.R.
Let It Be
Live and Let Die
Hey Jude

Encore

Hi, Hi, Hi
Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band (Reprise)
Helter Skelter
Golden Slumbers / Carry That Weight / The End

É jornalista e pesquisador musical. Cobre shows nacionais e internacionais e já entrevistou bastante gente interessante do Brasil e do mundo. Foi vencedor do Prêmio TopBlog Brasil em 2010 na categoria "Música"e foi membro do Grammy Latino.