in

Pedro Blum resgata a sonoridade dos anos 1960 em “Quem Sorri Sou Eu”

Pedro Blum resgata a sonoridade dos anos 1960 em "Quem Sorri Sou Eu"
Foto: Lá Comunicação

O cantor e compositor Pedro Blum lança nesta sexta-feira (18) a inédita Quem Sorri Sou Eu, que resgata a sonoridade pop e rock dos anos 1960, mesclando com o indie rock. O single, que também conta com solos de saxofone assinados pelo músico catarinense Braion Johnny, já está disponível nas plataformas digitais.

Pedro Blum resgata a sonoridade dos anos 1960 em "Quem Sorri Sou Eu"
Foto: Lá Comunicação

Quem Sorri Sou Eu traz uma narrativa bem diferente da faixa antecessora Eu Odeio Te Amar, que abordou o sentimento de um amor tóxico e de alguém que não conseguia superar o término. “O último lançamento foi muito ‘na bad’ e essa música é como se fosse a volta por cima, dizendo: ‘terminou mas quem sorri sou eu’. É uma parada caricata, inclusive, uma música solta, descolada e engraçada”, comenta Pedro Blum.

A faixa é assinada pelo cantor, que também cuidou de sua produção, uma conquista sob a ótica do artista: “Essa é uma conquista muito importante pra mim, pois sempre quis trabalhar como produtor”, diz.

Ouça:

Matéria produzida por The Music Journal Brazil

Britney Spears: novo documentário da artista chega ao Brasil ela Sky Play e Directv GO

Britney Spears: novo documentário da artista chega ao Brasil pela Sky Play e Directv GO

Queridinha do TikTok, Giulia on Fire lança a faixa "Profecia Não Cumprida"

Queridinha do TikTok, Giulia on Fire lança a faixa “Profecia Não Cumprida”