Connect with us

O ator Rami Malek, que interpretou o cantor Freddie Mercury na cinebiografia Bohemian Rhapsody foi indicado ao Globo de Ouro 2019. O filme que retrata a trajetória da lendária anda britânica Queen concorrerá nas categorias Melhor Filme de Drama e Melhor Ator.




Estarão concorrendo com Bohemian Rhapsody, as produções de BlacKkKlansman, A Star Is Born (estrelado por Lady Gaga) e If Beale Street Could Talk. Malek concorrerá com Bradley Cooper (A Star Is Born), Willem Dafoe (At Eternity´s Gate) Lucas Hedges (A Boy Erased) e John David Washington (BlacKkKlansman).

Rami Malek recebeu várias críticas positivas da imprensa especializada pela sua interpretação do cantor Freddie Mercury e tem grandes chances de concorrer ao Oscar.

Bohemian Rhapsody arrecadou mais de US$ 500 milhões em todo o mundo e agora é a cinebiografia que mais vendeu ingressos em toda a história.

É jornalista e pesquisador musical. Cobre shows nacionais e internacionais e já entrevistou bastante gente interessante do Brasil e do mundo. Foi vencedor do Prêmio TopBlog Brasil em 2010 na categoria "Música"e foi membro do Grammy Latino.

Freddie Mercury

Brian May sobre filme de Freddie Mercury: “Esta é a nossa única oportunidade”

Published

on

Brian May sobre filme de Freddie Mercury: "Esta é a nossa única oportunidade"
Divulgação

Brian May, lendário guitarrista do Queen, admitiu em uma entrevista a TeamRock de que Bohemiam Rhapsody, o filme que retratará a vida do saudoso Freddie Mercury em seus 6 últimos anos com a banda, que esta será a única oportunidade deste projeto dar certo.

O projeto ganhou um novo diretor: Dexter Fletcher, que trabalhará com Rami Malek a todo vapor para que o filme chegue aos cinemas em 25 de dezembro de 2018. Ele foi escolhido no inicio deste mês.

“Finalmente estamos vendo isso se concretizar, embora eu não possa dizer muito sobre isso”, disse o guitarrista.“São oito anos em que estamos trabalhando para sair do chão. Roger (Taylor) e eu – até certo ponto contra a nossa vontade – ficamos pendurados por todo esse tempo. Mas finalmente chegamos a um lugar onde temos o diretor certo e o roteiro certo e nos sentimos bem”, analisou.

May ainda ressaltou que a ideia é mostrar aos fãs como Mercury era muito mais que um músico e cantor espetacular: “Essa é uma perspectiva que queremos manter. Ele era um membro da família em segundo lugar, conosco como um grupo. Era uma coisa muito forte e gostaríamos que fosse representado”.

Outro ponto importante que Brian May destacou na entrevista, é a abordagem de Bohemian Rhapsody no que se refere ao mostrar o lado humano de Mercury: “Nós não queremos apresentá-lo como uma espécie de pessoa irreal. Ele tinha, como todos nós do grupo, suas grandes virtudes e outras nem tanto. E em certo sentido, há uma espécie de qualidade de super-herói para ele. Penso que se entendêssemos bem, as pessoas irão apreciar tudo novamente, o quão execelente Freddie foi”, concluiu.

Bohemian Rhapsody será o retrato da vida de Freddie Mercury, desde sua apresentação icônica no Live Aid em 13 de julho de 1985 (onde o cenário ficou impecável e fidedigno) até os seus últimos dias.

Continue Reading

As Mais Lidas