in

Stones: quando as drogas quase paralisaram álbum de 1972 

Stones: quando as drogas quase paralisaram álbum de 1972
Foto: Reprodução | Instagram | @rollingstones

Exile On Main St. é um dos álbuns mais cultuados da discografia dos Rolling Stones. O disco chegou ao mercado depois de quase dois anos de sessões de gravações, que aconteceram entre 1970 e 1972 – ano em que foi lançado no mercado.

Porém, era notório o fato de que a lendária banda britânica teria usado várias substâncias ilícitas durante a concepção do álbum e, agora, alguns músicos de apoio que trabalharam em Exile resolveram abrir a “caixa de pandora” sobre aquela época.

Martin Fry, um músico que trabalhou na banda pop ABC disse ao The Guardian que o icônico álbum triplo – que completa 50 anos nesta quinta-feira (12) – considera o disco “questionador” e “paranoico” nascido em uma época em que “as pessoas usavam muitas drogas”.

“É o meu álbum favorito dos Stones, um disco tão bizarro e funky com tanta diversidade, de ‘Tumbling Dice’ ao quase gospel de ‘I Just Want to See His Face'”, observa. “Há uma magia despreocupada aliviada por seu status como a maior banda de rock do mundo. Não é particularmente comercial, mas é elegante e bonito. As letras de Mick Jagger são fantásticas”, elogia.

Stones: quando as drogas quase paralisaram álbum de 1972
Foto: Reprodução | Instagram | @rollingstones

Fry continua: “Não é um recorde de bons tempos. É questionador e paranóico. Parece que eles passaram por um caleidoscópio. Naquele período, obviamente, as pessoas usavam muitas drogas, e algumas simplesmente apareciam e esqueciam que usavam. Ainda estou tentando desvendá-lo.”

Valérie Jones, uma cantora de 40 anos, indicada ao Grammy Awards, acredita que o contexto de Exile On Main St ainda é relevante nos tempos atuais quando se refere ao abuso de drogas nos EUA.

Nos relatos, os músicos de estúdio chegaram a esquecer as músicas em estúdio pelo consumo deliberado de drogas na época.

“A música é sobre Brian Jones, mas também sobre vício em drogas. Para mim, 50 anos depois, fala da atual crise de opiáceos nos Estados Unidos e lança uma luz para eles.”, disse.

Exile On Main St foi lançado originalmente em 12 de maio de 1972 pela própria gravadora dos Rolling Stones, depois que banda encerrou seu contrato com a lendária Decca Records. O disco é listado nos 500 grandes álbuns de todos os tempos pela Rolling Stone compilados em 2003 e 2012.

Matéria produzida por Marcelo de Assis

É jornalista e pesquisador musical. Cobre shows nacionais e internacionais e já entrevistou bastante gente interessante do Brasil e do mundo. Já realizou reportagens musicais na Record TV para o Domingo Espetacular e Jornal da Record. Foi vencedor do Prêmio TopBlog em 2010 e membro do Grammy Latino.

Metade do novo álbum de Dua Lipa já está pronto

Metade do novo álbum de Dua Lipa já está pronto 

Anitta sobre carreira internacional: "Não queria me tornar uma piada"

Anitta sobre carreira internacional: “Não queria me tornar uma piada”