Connect with us

Rock and Roll Circus, o lendário concerto dos Rolling Stones de 1968, foi restaurado em tecnologia 4K Dolby Vision e será lançado pela ABKCO Films e ABKCO Music & Records em 7 de junho. Este será o primeiro lançamento do histórico registro audiovisual em Blu-ray, assim como DVD e download digital. Uma das novidades é a inclusão de um versão inédita de Revolution dos Beatles que contou com John Lennon, Eric Clapton e Keith Richards.

Filmado em dois dias em dezembro de 1968, Rock and Roll Circus contou com a formação clássica dos Stones com Brian Jones. Eles foram acompanhados no vídeo de grandes nomes como The Who, Jethro Tull, Taj Mahal, Marianne Faithfull, Yoko Ono, além do supergrupo The Dirty Mac, composto por John Lennon, Keith Richards, Mitch Mitchell do Jimi Hendrix Experience e Eric Clapton. Recentemente foi lançada uma versão deste material com Parachute Woman.

A edição deluxe limitada de Rock and Roll Circus é formada por um pacote multi-formato com a trilha sonora oficial do filme em Blu-ray, DVD, 2CD e um livro de 44 páginas com belíssima encadernação, incluindo o ensaio original de 1969 da revista Rolling Stone assinado por David Dalton e fotografias de Michael Randolf.

A trilha sonora passou por uma nova mixagem e restauração em tecnologia HD por 192k 24 bit e foi expandida para 28 faixas. O material bônus conta com a música do saudoso pianista americano Julius Katchen, introduzida na edição de áudio de Brian Jones, além de gravações inéditas da Dirty Mac com Revolution e Warmup Jam. O material em áudio estará disponível em vinil triplo pela primeira vez e será lançado em CD e em todos os formatos digitais.

Rock and Roll Circus, originalmente concebido como um especial da BBC e filmado no norte de Londres pelo diretor Michael Lindsay-Hogg e pelo diretor de fotografia Tony Richmond, usou um pano de fundo do Felliniesque Circus para uma única performance ao vivo.

Os Stones performaram seis músicas no especial: Jumpin´Jack Flash, Parachute Woman, No Expectations, You Can´t Always Get What You Want, Sympathy for the Devil e Salt of the Earth – todas pela primeira vez – para uma platéia formada por um fã-clube, vencedores de concurso e amigos.

“Foi uma filmagem incrível, eu acho, 36 horas ou algo assim”, disse Keith Richards. “Eu não lembrava de tudo até o final … mas foi divertido … nós passamos por dois públicos… foi ótimo!”, concluiu.

Rock and Roll Circus também conta com registros de depoimentos realizados por Mick Jagger, Keith Richards, Tony Richmond, Michael Lindsay-Hogg, Yoko Ono e Marianne Faithfull, bem como uma entrevista com Pete Townshend do The Who.

Confira o conteúdo completo de Rock and Roll Circus dos Rolling Stones:

The Rolling Stones Rock and Roll Circus (Filme em 4K)

Song For Jeffrey – Jethro Tull
A Quick One While He’s Away – The Who
Ain’t That A Lot Of Love – Taj Mahal
Something Better – Marianne Faithfull
Yer Blues – The Dirty Mac
Whole Lotta Yoko – Yoko Ono & Ivry Gitlis, and The Dirty Mac
Jumpin’ Jack Flash – The Rolling Stones
Parachute Woman – The Rolling Stones
No Expectations – The Rolling Stones
You Can’t Always Get What You Want – The Rolling Stones
Sympathy for the Devil – The Rolling Stones
Salt Of The Earth – The Rolling Stones

Extras

Widescreen Feature, Aspect Ratio: 16:9 (65 min)
Pete Townshend Interview, Aspect Ratio: 4×3 (18 min)
The Dirty Mac:
‘Yer Blues’ Tk2 Quad Split, Aspect Ratio: 4×3 (5:43)
Taj Mahal:
-Checkin’ Up On My Baby, Aspect Ratio: 4×3 (5:37)
-Leaving Trunk, Aspect Ratio: 4×3 (6:20)
-Corinna, Aspect Ratio: 4×3 (3:49)
Julius Katchen:
-de Falla: Ritual Fire Dance, Aspect Ratio: 4×3 (6:30)
-Mozart: Sonata In C Major-1st Movement, Aspect Ratio: 4×3 (2:27)
Mick & The Tiger/ Luna & The Tiger, Ratio: 4×3 (1:35)
Bill Wyman & The Clowns, Aspect Ratio: 4×3 (2:00)
Lennon, Jagger, & Yoko backstage, Aspect Ratio: 4×3 (45sec)

Comentários do filme (trilhas):

Life Under The Big Top (Artists) Featuring: Mick Jagger, Ian Anderson, Taj Mahal, Yoko Ono, Bill Wyman, Keith Richards (65 min)
Framing The Show (Director & Cinematographer) Featuring: Michael Lindsay Hogg, Tony Richmond (65 min)
Musings (artists, writer, fan who was there) Featuring: Marianne Faithfull, David Dalton, David Stark (50 min)

The Rolling Stones Rock and Roll Circus Expanded Audio Edition

1. Mick Jagger’s Introduction Of Rock And Roll Circus – Mick Jagger
2. Entry Of The Gladiators – Circus Band
3. Mick Jagger’s Introduction Of Jethro Tull – Mick Jagger
4. Song For Jeffrey – Jethro Tull
5. Keith Richards’ Introduction Of The Who – Keith Richards
6. A Quick One While He’s Away – The Who
7. Over The Waves – Circus Band
8. Ain’t That A Lot Of Love – Taj Mahal
9. Charlie Watts’ Introduction Of Marianne Faithfull – Charlie Watts
10. Something Better – Marianne Faithfull
11. Mick Jagger’s and John Lennon’s Introduction Of The Dirty Mac
12. Yer Blues – The Dirty Mac
13. Whole Lotta Yoko – Yoko Ono & Ivry Gitlis with The Dirty Mac
14. John Lennon’s Introduction Of The Rolling Stones + Jumpin’ Jack Flash – The Rolling Stones
15. Parachute Woman – The Rolling Stones
16. No Expectations – The Rolling Stones
17. You Can’t Always Get What You Want – The Rolling Stones
18. Sympathy for the Devil – The Rolling Stones
19. Salt Of The Earth – The Rolling Stones

Faixas bônus

20. Checkin’ Up On My Baby – Taj Mahal
21. Leaving Trunk – Taj Mahal
22. Corinna – Taj Mahal
23. Revolution (rehearsal) – The Dirty Mac
24. Warmup Jam – The Dirty Mac
25. Yer Blues (take 2) – The Dirty Mac
26. Brian Jones’ Introduction of Julius Katchen – Brian Jones
27. de Falla: Ritual Fire Dance – Julius Katchen
28. Mozart: Sonata In C Major- 1st Movement – Julius Katchen

ROCK

MZNE discute relacionamentos amorosos em novo single “Closer”

Faixa já está disponível em todas as plataformas digitais

Published

on

MZNE discute relacionamentos amorosos em novo clipe "Closer"
Divulgação

A banda MZNE, liderada pela vocalista Rafaelli Mazzone, lançou nesta semana o single Closer, que já está disponível em todas as plataformas digitais e com lançamento exclusivo pelo TMJ.

MZNE discute relacionamentos amorosos em novo clipe "Closer"

Closer foi baseado em fatos reais, observados pela cantora, com pessoas próximas que estavam passando por uma fase turbulenta em seus relacionamentos: “Closer foi baseada em fatos reais. Algumas pessoas próximas estavam tendo relacionamentos amorosos conturbados e eu via o quanto isso as machucava, apesar de não entender realmente o que elas sentiam naquele momento. Sou uma pessoa muito observadora, sensível e curiosa. Sempre usei essas três coisas, que considero qualidades, para aprender, evoluir e criar”, explicou Rafaelli Mazzone. “Sempre usei essas três coisas, que considero qualidades, para aprender, evoluir e criar. Vi as pessoas que eu mais gosto perderem tudo por algo imaturo, raso e tóxico”, observa.

 

 

 

“Sou uma pessoa muito observadora, sensível e curiosa. Sempre usei essas três coisas, que considero qualidades, para aprender, evoluir e criar” – Rafaelli Mazzone

 

 

 

Multi-instrumentista, Rafaelli Mazzone, notável por sua vocalização suave, teve contato com a música desde muito cedo, aos 6 anos, quando aprendeu a tocar piano e, em dois anos, já tocava violão e baixo. Na adolescência, seu contato foi com a percussão e bateria, aos 14 anos.

MZNE discute relacionamentos amorosos em novo clipe "Closer"

A faixa, que foi produzida por Danilo Pupin, ganhará um videoclipe em breve, assinado Marcio Guastelli. Mazzone explicou a concepção do registro audiovisual: “Tivemos várias ideias, criamos diversos roteiros e aos poucos fomos moldando isso, selecionando os lugares e por fim convidando o modelo Cesar Marchi pra fazer parte desse projeto. Tive também o apoio e participação da minha família e alguns amigos, foi tudo feito com muito carinho e empenho, um momento muito especial para mim”.

O MZNE segue a cartilha do rock, com referências imediatas de bandas que modernizaram o rock como The KIllers, The White Stripes, Muse e Arctic Monkeys, mas sempre preservando sua assinatura artística.

Após a quarentena da pandemia de coronavírus, o MZNE volta ao estúdio para finalizar algumas faixas e lançar um novo EP até o final de 2020.

Ouça o single Closer:

Continue Reading

ROCK

David Bowie: “ChangesNowBowie” resgata obra do artista nos anos 1990

Published

on

David Bowie: "ChangesNowBowie" resgata obra do artista nos anos 1990
Divulgação

A Parlophone Records, do grupo Warner Music, anunciou o lançamento de ChangesNowBowie, que contará com nove músicas gravadas em 1996 no Looking Glass Studios em Nova York e será lançado em todas as plataformas digitais no dia 17 de abril.

David Bowie: "ChangesNowBowie" resgata obra do artista nos anos 1990

Este trabalho também contará com as versões em vinil e CD que chegarão ao mercado internacional.

ChangesNowBowie revisita a obra de Bowie nos anos 1990 e sessões de gravação que antecederam o álbum Earthling de 1997. Clássicos como Lady Stardust e uma versão especial de White Light/White Heat também estarão disponíveis no álbum.

A capa do álbum é assinada pelo fotógrafo Albert Watson, de seu trabalho em 1996.

David Bowie: "ChangesNowBowie" resgata obra do artista nos anos 1990

Continue Reading

ROCK

Oasis: possibilidade de retorno é analisada por empresa de pesquisas

Betfair analisou a probabilidade de Liam e Noel Gallagher retornarem aos palcos em 2020, 2021 e 2022

Published

on

Oasis: possibilidade de retorno é analisada por empresa de pesquisas
Divulgação

O mundo da música vibrou com uma notícia envolvendo uma das maiores bandas de rock do mundo. O Oasis, liderado pelos irmãos Liam e Noel Gallagher, dono dos hits Wonderwall e Don’t Look Back In Anger, pode voltar. Após um comentário de Liam no Twitter sobre o assunto, a empresa Betfair, especialista em pesquisas esportivas, analisou as probabilidades desse reencontro acontecer em 2020, 2021 e 2022.

Oasis: possibilidade de retorno é analisada por empresa de pesquisas

A maior probabilidade é de que o reencontro da banda ocorra em 2020: 33% de chances. Já para 2021, as chances diminuem para 20%. E para 2022, o índice é ainda menor, com probabilidade de 11% de Noel e Liam se reunirem.

Após uma carreira de recordes e sucessos mundiais, os irmãos Gallagher se desentenderam e isso culminou com o fim da banda. Agora, em 2020, Liam demonstrou interesse em retornar aos palcos ao lado do irmão.

Em seu perfil no Twitter, Liam afirmou que, após a crise mundial do coronavírus, o Oasis deveria se reunir.

“Depois que tudo isso acabar, precisamos reunir o Oasis para um show beneficente. Vamos, Noel, depois podemos voltar para nossas incríveis carreiras solo. Vamos lá, você sabe”, postou.

Continue Reading

As Mais Lidas