Connect with us
Selo Nova Dose estreia no mercado com apoio da Chilli Beans e lança artistas autorais Selo Nova Dose estreia no mercado com apoio da Chilli Beans e lança artistas autorais

MERCADO

Selo Nova Dose estreia no mercado com apoio da Chilli Beans e lança artistas autorais

Seadi e Milkee são os primeiros selecionados para participar do projeto que pretende apoiar diversas outras estrelas da música

Divulgação

Published

on

Como uma nova opção para apresentar artistas autorais que buscam ter espaço no mercado sem a necessidade de investimentos milionários, surge o selo Nova Dose, que conta com o apoio da marca Chilli Beans neste empreendimento.

O projeto nasceu da vontade da Chilli Beans em apoiar artistas e da experiência de Fernanda Dearo como empresária consagrada no ramo musical. A iniciativa engloba todos os planos de uma carreira artística como marketing digital, agenciamento, parcerias e produção, sintetizando um trabalho em 360º.

Selo Nova Dose estreia no mercado com apoio da Chilli Beans e lança artistas autorais

Seadi e Milkee são os primeiros artistas independentes selecionados para o Nova Dose. Nos próximos meses, os recursos serão destinados à carreira dos dois artistas, mas o projeto visa apoiar outros artistas que tenham uma trajetória na música, uma estrela única.

Seadi, se apresenta como uma nova opção para os fãs de pop nacional, com pegada good vibes e Milkee com seu estilo único e marcante de conecta o pop ao trap.

O lançamento do Nova Dose será realizado para convidados em uma festa no espaço Flagship da Chilli Beans com apoio de outras marcas como Roots to Go, Frutap, Santo Mel, Sparkling. O local, fica na badalada Oscar Freire em São Paulo.

MERCADO

Tencent procura investidores para celebrar compra da Universal Music, reporta publicação

Gigante chinesa já conversa com potenciais co-investidores para realizar a oferta de compra de 10%
à Vivendi

Published

on

Tencent procura investidores para celebrar compra da Universal Music, reporta publicação
Divulgação

A gigante de tecnologia chinesa Tencent está se aproximando de várias empresas para iniciar a oferta de compra referente a 10% da Universal Music Group que é parte da francesa Vivendi. As informações são da Bloomberg e do Digital Music News.

Tencent procura investidores para celebrar compra da Universal Music, reporta publicação

Para isso, a Tencent mantém diálogo com a Hillhouse Capital e um fundo soberano em Cingapura chamado GIC Pte. Se a empresa chinesa formar algum consórcio, espera-se que a compra seja celebrada nos próximos meses.

Ainda de acordo com a publicação, o preço de 3 bilhões de euros referente aos 10% da participação na UMG, a Tencent ainda planeja aumentar um terço por meio de financiamento por dívida, sendo o restante proveniente de investimentos em ações.

A Tencent poderá adquirir até 20% da Universal Music Group, já que a empresa possui uma opção de compra de um ano da Vivendi por 10% adicionais da UMG.

A Digital Music News também informou que as notícias sobre uma possível aquisição da Tencent sobre a UMG, colaboraram para que os preços das ações da empresa chinesa subissem 2,1% na bolsa de Hong Kong.

Continue Reading

MERCADO

Michael Jackson: lucros obtidos após morte do artista diminuem

Published

on

Michael Jackson: lucros ocorridos após morte do artista diminuem
Divulgação

A Forbes fez uma análise interessante sobre os ganhos que os representantes legais do espólio fonográfico e editorial de Michael Jackson obtiveram desde a morte do cantor em 2009. Houve uma diminuição drástica nos valores, mas que, segundo a publicação, não foram resultado do impacto das recentes alegações de abuso contra o artista como são relatadas no documentário Deixando Neverland. As questões são mais mercantis que morais.

Michael Jackson: lucros ocorridos após morte do artista diminuem

Nos últimos anos, a obra de Michael Jackson rentabilizou US$ 400 milhões, elevando seu total pós-morte para US$ 2,4 bilhões. Contudo, de acordo com a publicação, a arrecadação em 2019 foi drasticamente reduzida para US$ 60 milhões.

A Forbes explica que em 2018, os ativos de Michael Jackson resultaram em quase US$ 300 milhões depois da venda da participação do cantor na editora EMI Music Publishing. Soma-se a isto, um novo contrato de gravação com a Sony Music Entertainment e valores recebidos para que um especial de Halloween fosse realizado na emissora CBS.

E não para por aí: os totais de streaming da obra fonográfica de Michael Jackson nos EUA subiram de 1,8 bilhão para 2,1 bilhões, um aumento significativo de 17%.

Ou seja, todos os ganhos de Michael Jackson que resultavam a cada ano em US$ 100 milhões, com celebrações póstumas e lançamentos especiais após a sua morte foram concluídos.

“Michael Jackson talvez tenha sofrido um pouco demais na mão dos críticos, mas provavelmente recebeu uma quantidade igual de apoio dos fãs”, observa David Bakula, vice-presidente sênior de Insight e Analytics da Nielsen Music. “Ele continuará a crescer porque o streaming continua a crescer e porque ele tem algumas músicas pop incrivelmente populares”, concluiu.

Continue Reading

MERCADO

Amazon Music oferece streaming gratuito de música

Published

on

Amazon Music oferece streaming gratuito de música
Divulgação

A Amazon anunciou nesta segunda-feira (18) uma versão gratuita de seu serviço de streaming pela internet, chamado de Amazon Music. Para este serviço, haverá exibição de anúncios. As informações são da Forbes.

Amazon Music oferece streaming gratuito de música

A Amazon já havia disponibilizado um serviço gratuito de streaming em setembro com para as pessoas que utilizam o dispositivo Echo.

A publicação também reporta que as ações da Amazon tiveram um crescimento de 0,75% enquanto que seu maior concorrente, o Spotify, caiu cerca de 5%.

Continue Reading

As Mais Lidas