in

Skank revisita “O Samba Poconé” em seu terceiro EP

Skank revisita "O Samba Poconé" em seu terceiro EP

Como parte integrante da tríade que compoe Os Três Primeiros, gravado ao vivo no Circo Voador no Rio de Janeiro, o Skank lançou nesta sexta-feira (28) o seu terceiro EP O Samba Poconé pela Sony Music.




Lançado originalmente em julho de 1996 sob o selo Chaos, O Samba Poconé teve grande performance comercial com a venda de 1,8 milhão de cópias certificando-o com Disco de Platina Triplo pela Pró-Música Brasil, além de single emplacado no álbum oficial da Copa do Mundo da FIFA 1998 (É Uma Partida de Futebol) e uma bem sucedida turnê que passou por 16 países.

“Foi quando chegamos a um ponto em que percebemos: ‘Bom, maior que isso simplesmente não dá para ficar’”, diz Samuel Rosa.

Além de É Uma Partida de Futebol, o álbum trouxe outras pérolas do Skank como Garota Nacional, Tão Seu, Eu Disse a Ela, Zé Trindade, Sem Terra, Os Exilados e Poconé, todas presentes no EP 3.

O Samba Poconé cria conexão com a Espanha, com a arte dos catalães José Robles, de seus pôsteres para os filmes da Atlântida e Manu Chao, que participa de três músicas, Zé Trindade, Los Pretos e Sem Terra – as duas últimas com temática direcionada ao engajamento social e a primeira com envolvimento romântico com o ideal “atlântido” de ter produzido 55 filmes no Brasil entre 1941 e 1962.

Ouça o EP O Samba Poconé ao vivo:

Matéria produzida por Marcelo de Assis

É jornalista e pesquisador musical. Cobre shows nacionais e internacionais e já entrevistou bastante gente interessante do Brasil e do mundo. Já realizou reportagens musicais na Record TV para o Domingo Espetacular e Jornal da Record. Foi vencedor do Prêmio TopBlog em 2010 e membro do Grammy Latino.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Phil Collins lança a coletânea colaborativa “Plays Well With Others”

Michael Bublé anuncia novo álbum "Love" em novembro

Michael Bublé anuncia novo álbum “Love” em novembro