Connect with us
Spotify alcança 113 milhões de usuários pagos em todo o mundo Spotify alcança 113 milhões de usuários pagos em todo o mundo

MERCADO

Spotify alcança 113 milhões de usuários pagos em todo o mundo

“O crescimento líquido de assinantes excedeu nossas expectativas”, disse a empresa

Mohammed Elshamy - Getty Images

Published

on

A plataforma de streaming Spotify divulgou na última segunda-feira (28), um balanço que comprova que sua base de usuários premium aumentou para 113 milhões e 248 milhões de usuários mensais ativos até o final de setembro. É um crescimento significativo dessas assinaturas, observando que em junho, a empresa contava com 108 milhões de usuários premium e 232 milhões de usuários mensais.

Spotify alcança 113 milhões de usuários pagos em todo o mundo

Divulgação

De acordo com a Billboard, os números de usuários no terceiro trimestre de 2019 superaram as expectativas de Wall Street: “O crescimento líquido de assinantes excedeu nossas expectativas e foi liderado por um forte desempenho no Plano Familiar e Plano para Estudantes”, informou o Spotify. “O total de usuários ativos mensais cresceu 30%, superando o alto nível de nossas diretrizes. As regiões em desenvolvimento continuam a serem um impulsionador significativo desse desempenho”.

Ainda de acordo com a publicação, a empresa liderada pelo CEO Daniel Ek, alcançou um lucro operacional de US$ 59,9 milhões no terceiro trimestre, comparado a uma perda operacional de 6 milhões de euros neste mesmo período em 2018. A receita trimestral aumentou 28%, para US$ 1,92 bilhão, enquanto que as despesas operacionais aumentaram 11%.

A empresa também comparou sua performance com os seus concorrentes diretos, Apple e Amazon: “Continuamos nos sentindo muito bem com nossa posição competitiva no mercado”, disse o comunicado oficial do Spotify. “Em relação à Apple, os dados disponíveis ao público mostram que estamos adicionando aproximadamente o dobro de assinantes por mês do que eles. Além disso, acreditamos que nosso envolvimento mensal é aproximadamente duas vezes maior e nossa rotatividade é metade da taxa. Em outras partes, nossas estimativas sugerem que continuemos a adicionar mais usuários em uma base absoluta do que a Amazon. Nossos dados também sugerem que a base de usuários da Amazon inclina-se significativamente mais para o suporte a anúncios que Premium, e esse envolvimento médio em nossa plataforma é aproximadamente três vezes (deles).”,concluiu.

MERCADO

Tencent procura investidores para celebrar compra da Universal Music, reporta publicação

Gigante chinesa já conversa com potenciais co-investidores para realizar a oferta de compra de 10%
à Vivendi

Published

on

Tencent procura investidores para celebrar compra da Universal Music, reporta publicação
Divulgação

A gigante de tecnologia chinesa Tencent está se aproximando de várias empresas para iniciar a oferta de compra referente a 10% da Universal Music Group que é parte da francesa Vivendi. As informações são da Bloomberg e do Digital Music News.

Tencent procura investidores para celebrar compra da Universal Music, reporta publicação

Para isso, a Tencent mantém diálogo com a Hillhouse Capital e um fundo soberano em Cingapura chamado GIC Pte. Se a empresa chinesa formar algum consórcio, espera-se que a compra seja celebrada nos próximos meses.

Ainda de acordo com a publicação, o preço de 3 bilhões de euros referente aos 10% da participação na UMG, a Tencent ainda planeja aumentar um terço por meio de financiamento por dívida, sendo o restante proveniente de investimentos em ações.

A Tencent poderá adquirir até 20% da Universal Music Group, já que a empresa possui uma opção de compra de um ano da Vivendi por 10% adicionais da UMG.

A Digital Music News também informou que as notícias sobre uma possível aquisição da Tencent sobre a UMG, colaboraram para que os preços das ações da empresa chinesa subissem 2,1% na bolsa de Hong Kong.

Continue Reading

MERCADO

Michael Jackson: lucros obtidos após morte do artista diminuem

Published

on

Michael Jackson: lucros ocorridos após morte do artista diminuem
Divulgação

A Forbes fez uma análise interessante sobre os ganhos que os representantes legais do espólio fonográfico e editorial de Michael Jackson obtiveram desde a morte do cantor em 2009. Houve uma diminuição drástica nos valores, mas que, segundo a publicação, não foram resultado do impacto das recentes alegações de abuso contra o artista como são relatadas no documentário Deixando Neverland. As questões são mais mercantis que morais.

Michael Jackson: lucros ocorridos após morte do artista diminuem

Nos últimos anos, a obra de Michael Jackson rentabilizou US$ 400 milhões, elevando seu total pós-morte para US$ 2,4 bilhões. Contudo, de acordo com a publicação, a arrecadação em 2019 foi drasticamente reduzida para US$ 60 milhões.

A Forbes explica que em 2018, os ativos de Michael Jackson resultaram em quase US$ 300 milhões depois da venda da participação do cantor na editora EMI Music Publishing. Soma-se a isto, um novo contrato de gravação com a Sony Music Entertainment e valores recebidos para que um especial de Halloween fosse realizado na emissora CBS.

E não para por aí: os totais de streaming da obra fonográfica de Michael Jackson nos EUA subiram de 1,8 bilhão para 2,1 bilhões, um aumento significativo de 17%.

Ou seja, todos os ganhos de Michael Jackson que resultavam a cada ano em US$ 100 milhões, com celebrações póstumas e lançamentos especiais após a sua morte foram concluídos.

“Michael Jackson talvez tenha sofrido um pouco demais na mão dos críticos, mas provavelmente recebeu uma quantidade igual de apoio dos fãs”, observa David Bakula, vice-presidente sênior de Insight e Analytics da Nielsen Music. “Ele continuará a crescer porque o streaming continua a crescer e porque ele tem algumas músicas pop incrivelmente populares”, concluiu.

Continue Reading

MERCADO

Amazon Music oferece streaming gratuito de música

Published

on

Amazon Music oferece streaming gratuito de música
Divulgação

A Amazon anunciou nesta segunda-feira (18) uma versão gratuita de seu serviço de streaming pela internet, chamado de Amazon Music. Para este serviço, haverá exibição de anúncios. As informações são da Forbes.

Amazon Music oferece streaming gratuito de música

A Amazon já havia disponibilizado um serviço gratuito de streaming em setembro com para as pessoas que utilizam o dispositivo Echo.

A publicação também reporta que as ações da Amazon tiveram um crescimento de 0,75% enquanto que seu maior concorrente, o Spotify, caiu cerca de 5%.

Continue Reading

As Mais Lidas