Connect with us

Valeu a pena esperar por tantos anos para ver uma das maiores bandas do Rock. O The Who subiu ao palco do São Paulo Trip na noite desta quinta-feira (21) no Allianz Parque para entrar para história dos grandes shows internacionais já ocorridos no Brasil. Os 30 mil fãs na arena palmeirense não apenas foram testemunhas oculares de um grande espetáculo repleto de clássicos eternizados pelo rock mas, certamente, voltaram para as suas casas certos de que também entraram para história como a primeira plateia da lendária banda britânica na América do Sul.

Mais de meio século de espera se encerrou quando Pete Townshend iniciou o primeiro acorde de I Can’t Explain de 1965 e deu-se inicio a uma sequência eletrizante com The Seeker (1971), Who Are You (1978), The Kids Are Alright (1965), I Can See for Miles (1967) até alcançar um dos grandes êxitos do The Who com My Generation (1965).

Roger Daltrey pouco se comunicou com a plateia, mas distribuía sorrisos o tempo todo. Até a primeira metade do show, ele se movimentava de uma ponta a outra do palco para saudar os fãs que gritavam o nome da banda a todo instante. Já Pete Townshend foi o que mais se comunicou com a platéia e, visivelmente emocionado, fez questão de frisar por vezes: “Este é o nosso primeiro show na América do Sul. É incrível! Obrigado”.

Um dos pontos altos do show foram as canções que perteceram à duas óperas-rock do The Who: Tommy de 1969 e Quadrophenia de 1973. Os fãs entraram em êxtase quando a banda executou os clássicos Love, Reign O’er Me, Pinball Wizard, See Me, Feel Me, Baba O’Riley Won’t Get Fooled Again, enquanto que nos telões ocorriam as projeções com registros da banda nos anos 60 e 70.

Os fãs cantaram entoaram côros com a banda nos clássicos Behind Blue EyesYou Better You Bet 

Na platéia era comum ver pais e filhos abraçados e emocionados em presenciarem o show. O reporter aqui relata seguramente que ouviu, por várias vezes, a frase: “Não acredito que estou aqui!”

Zak Starkey, filho de Ringo Starr e atual baterista do The Who, foi um show a parte, mostrando uma energia ininterrupta, principalmente na performance de Amazing Journey. O gigantesco aplauso que recebeu dos fãs quando apresentado por Pete Townsend só atesta seu notável talento.

Impossível não recordar os saudosos Keith Moon e John Entwistle em cada uma das canções onde seus legados permanecem vivos em  cada clássico que eles contribuíram.

O The Who encerrou seu primeiro show no Brasil com 5:55 e Substitute até que Townsend, já se sentindo a vontade com os fãs que não queriam deixar a arena, tomou a liberdade de encerrar o show histórico com uma recomendação: “Vão pra casa!”

Confira o setlist:

I Can’t Explain  
The Seeker 
Who Are You  
The Kids Are Alright  
I Can See for Miles  
My Generation  (com Cry If You Want)
Bargain  
Behind Blue Eyes  
Join Together 
You Better You Bet 
I’m One  
The Rock
Love, Reign O’er Me  
Eminence Front 
Amazing Journey 
Sparks  
Pinball Wizard  
See Me, Feel Me  
Baba O’Riley  
Won’t Get Fooled Again  

BIS

5:15 
Substitute  

É jornalista e pesquisador musical. Cobre shows nacionais e internacionais e já entrevistou bastante gente interessante do Brasil e do mundo. Foi vencedor do Prêmio TopBlog Brasil em 2010 na categoria "Música"e foi membro do Grammy Latino.

Coberturas

Bryan Adams faz show impecável e empolga fãs em São Paulo

O célebre cantor canadense de 59 anos esbanjou vitalidade e cantou grandes sucessos de sua carreira

Published

on

Bryan Adams faz show impecável e empolga fãs em São Paulo
Stephan Solo

O tempo não passou para Bryan Adams. O célebre cantor e compositor canadense realizou um show impecável em São Paulo na noite desta sexta-feira (18) para um Allianz Parque Hall lotado, que vibrou a todo instante com os grandes sucessos do artista e as novas músicas que compõe o seu novo álbum Shine A Light e que batiza o nome de sua atual turnê.

Bryan Adams faz show impecável e empolga fãs em São Paulo

Adams, hoje com 59 anos, sendo quase 45 deles dedicado à música, subiu ao palco da arena palmeirense com a mesma energia de seus primeiros anos no mainstream com The Last Night On Earth, faixa de seu novo trabalho e que é apresentada pela primeira vez ao vivo. Mas o cantor não esperou muito para rever seus grandes sucessos e imprimiu uma série de hits com Somebody, Can´T Stop This Thing We Started e Run To You. A recepção calorosa do público brasileiro foi tão contagiante que era notável a satisfação de Bryan Adams no palco: “Estamos muito felizes de estarmos em São Paulo”.

Então vieram os primeiros acordes para o clássico Heaven do multi-platinado Reckless de 1985. O cantor abriu espaço para que a plateia presente iniciasse a canção – um espetáculo a parte – com os fãs coreografando movimentos com os braços de posse de seus celulares com as luzes acessas. Criou-se um cenário visual personificando uma constelação na arena, não bastasse o romantismo que a canção, por natureza, sugeria.

Bryan Adams colocou todo mundo para dançar em You Belong To Me, avisando a todos que haviam duas câmeras que iriam captar os fãs mais engajados com o ato. Logo, o enorme telão situado atrás da banda passou a mostrar algumas pessoas nas dependências da arena se divertindo. O cantor aprovou: “Parabéns aos bons dançarinos!”. Aplausos e risos em seguida.

Bryan Adams faz show impecável e empolga fãs em São Paulo

O show, que contou com 2 horas de duração, teve outros grandes sucessos como Back To You, 18 til I Die e Summer of ´69, além de outras pérolas românticas como (Everything I Do) I Do It For You (sucesso composto por Adams, Robert John “Mutt” Lange e o saudoso Michael Kamen em 1991) e Please Forgive Me.

Também teve espaço para I Fought The Law dos Crickets, mas o romantismo sempre foi uma tônica na carreira de Bryan Adams, que encerrou sua apresentação em São Paulo com Straight From The Heart e All For Love, deixando claro que a sua última frase da noite é uma afirmação de que ele não esquecerá dessa noite tão cedo: “Vocês são maravilhosos”.

Confira o setlist do show de Bryan Adams em São Paulo:

The Last Night on Earth (primeira vez ao vivo)
Somebody
Can’t Stop This Thing We Started
Run to You
Shine a Light
Heaven
Go Down Rockin’
It’s Only Love
Cloud #9
You Belong to Me
Have You Ever Really Loved a Woman?
Here I Am (acústico)
When You’re Gone (acústico)
(Everything I Do) I Do It for You
Back to You
The Only Thing That Looks Good on Me Is You
Cuts Like a Knife
18 til I Die
Please Forgive Me
Summer of ’69

Encore:

I Could Get Used to This
I Fought the Law (cover da banda The Crickets)
Straight From the Heart (acústico)
Shine a Light (acústico)
All for Love

previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

Continue Reading

Coberturas

Ludmilla realiza seu primeiro show nos EUA

Published

on

Ludmilla realiza seu primeiro show nos EUA
Renata Meirelles

Em sua segunda turnê pelos Estados Unidos, a cantora Ludmilla fez seu primeiro show nesta quinta-feira (10) no The Palace, na cidade de Orlando. No palco, a artista interpretou sucessos da carreira e os seus novos hits.

Ludmilla realiza seu primeiro show nos EUA

As próximas apresentações acontecem no 11, no Fort Lauderdale (Xtreme Action Park), no dia 12 em Newark (Estacionamento da Lit21) e no dia 13 na cidade de Boston (Ocean Side).

Recentemente, Ludmilla cantou, pela primeira vez, para uma multidão no Rock In Rio, um dos principais festival de música no mundo, ao lado da Orquestra Funk. O show terminou com a cantora sendo aclamada pelo público.

Confira as fotos da apresentação de Ludmilla nos EUA:

Ludmilla se apresenta nos EUA - Renata Meirelles
Ludmilla realiza seu primeiro show nos EUA - Renata Meirelles
Ludmilla realiza seu primeiro show nos EUA - Renata Meirelles
Ludmilla realiza seu primeiro show nos EUA - Renata Meirelles
previous arrownext arrow
Slider

Continue Reading

Coberturas

Erikka transforma palco em bar e dá show em gravação de DVD

Published

on

Erikka transforma palco em bar e dá show em gravação de DVD
Divulgação

Nessa terça-feira (1) a cantora e compositora Erikka gravou o primeiro DVD da carreira, Show Bar. Com uma grandiosa estrutura montada no Hangar Studios em São Paulo, a ruiva deu início a uma importante fase da carreira e marca sua retomada ao mercado musical após a explosão nacional do hit Cara de Rica.

Sob direção de Tiago Silva, da TS Music, a cantora apresentou um show dançante e com coreografias especiais. No cenário, os telões de LED reproduziram um bar todo iluminado e o centro do palco vazado permitia que a ruiva e seu balé transitassem de uma passarela a outra e dançassem no balcão, em que dois barmans preparavam drinques.

“Por eu ter feito musicais já, eu trouxe um pouco dessa experiência para o palco nesta gravação de DVD”, conta Erikka.

Erikka transforma palco em bar e dá show em gravação de DVD

Com cinco trocas de roupa, sob styling de Jessica Arnhold, a cantora esbanjou estilo em figurinos mais conceituais deixando em evidência o belo corpo em bodies e shorts curtos. Em um deles surgiu belíssima com um body branco com pedrarias, vestindo também uma capa e chapéu para cantar Engenheira, uma das músicas românticas que leva sua assinatura.

Sob os cuidados da Kay Entretenimento, dos empresários Violeta Kay e Alexandre Muniz, a cantora e compositora inaugura com uma fase bem mais sertaneja que vem já desde Cara de Rica, mas que, com a produção musical de Neto Schaefer, fica mais evidente.

No repertório, oito músicas com temáticas de relacionamento, seja românticos, casuais ou de término. São elas: Sentimento Cadê Você, Alma Gêmea de Cachaça, Referência, Engenheira, Não Presta, Não Presto, Zero Defeitos, Te Beijo Sem Dó e Iludida Diferente.

O lançamento de Show Bar está previsto ainda para este mês de outubro.

Continue Reading

As Mais Lidas