Connect with us
Trompetista Lucienne Renaudin-Vary lança o novo álbum "Mademoiselle in New York" Trompetista Lucienne Renaudin-Vary lança o novo álbum "Mademoiselle in New York"

JAZZ SOUL R&B

Trompetista Lucienne Renaudin-Vary lança o novo álbum “Mademoiselle in New York”

Divulgação | Warner Music Brasil

Published

on

A trompetista francesa Lucienne Renaudin-Vary faz uma travessia musical transatlântica no segundo álbum da carreira, Mademoiselle in New York, já disponível pela Warner Classics, em todas as plataformas digitais. O projeto foi antecipado em agosto pelas faixas: Se Tu Vois Ma Mère e Pavane Pour une Infante Défunte, de Ravel.

Embora traga mais compositores norte-americanos, liderados por Bernstein e Gershwin, Mademoiselle in New York também chega com faixas dos franceses Maurice Ravel e Charles Aznavour. No setlist, foram incluídos ainda um número do alemão Kurt Weill e até uma melodia de Dvořak, tcheco responsável pela composição da sinfonia New World e que, posteriormente, se tornou diretor do Conservatório Nacional de Música em Nova York.

Trompetista Lucienne Renaudin-Vary lança o novo álbum "Mademoiselle in New York"

O intercâmbio cultural do projeto fica claro em Si Tu Vois Ma Mère. Coração do álbum, a faixa original é de Sidney Bechet. Nascido em Nova Orleans (EUA), o artista passou vários anos em Paris, tendo morrido lá, em 1959, e para sua obra, transpôs todos esses anos na cidade luz. Woody Allen, o arquetípico nova-iorquino, incluiu a faixa no conhecido longa Meia-Noite em Paris, sucesso de 2011.

Si Tu Vois Ma Mère é a sétima faixa do álbum e, juntamente com Pavane Pour une Infante Défunte, de Ravel, puderam ser degustadas antecipadamente, em todas as plataformas digitais, aquecendo o público para hoje, dia da estreia completa do projeto.

“O trompete é a minha voz”, diz Lucienne Renaudin Vary, de 20 anos. Ganhadora do prêmio Revelação de 2016 oferecido pela prestigiosa premiação Victoires de La Musique Classique, a artista fez história ao se tornar a primeira trompetista a conquistar vagas simultâneas como estudante de música clássica e jazz no prestigiado Conservatório Nacional de Paris.

“Eu me sinto mais em casa quando estou tocando do que se eu tivesse que cantar – ou até mesmo falar”, comenta Lucienne Renaudin-Vary. “Os trompetistas e os cantores respiram da mesma maneira. Eu passo muito tempo ouvindo os cantores: sou fascinada por sua espontaneidade, expressividade, fraseado e a relação entre música e palavras. E essas coisas realmente inspiram o meu modo de tocar”.

Sobre o álbum de estreia The Voice of the Trumpet lançado em 2017, a Gramophone disse: “Seu tom amanteigado é maravilhoso, aplicando um filtro esfumaçado para alguns dos números mais jazzísticos”.

Ouça o álbum:

JAZZ SOUL R&B

Bruce Hornsby: confira o clipe ao vivo de “Fortunate Son” com clássico de Pink Floyd

Published

on

Bruce Hornsby: confira o clipe ao vivo de "Fortunate Son" com clássico de Pink Floyd
Reprodução | YouTube | VEVO

O cantor e pianista norte-americano Bruce Hornsby realizou uma apresentação em 2004 em Nova York no Town Hall com a sua banda, os The Noisemakers. Naquela época, o show deu origem ao DVD Bruce Hornsby and The Noisemakers: Three Nights on the Town lançado pela Sony Music via Columbia Records que contou com vários sucessos do artista, principalmente de sua fase pop como Mandolin Rain, The Way It Is e The Valley Road.

Bruce Hornsby: confira o clipe ao vivo de "Fortunate Son" com clássico de Pink Floyd

Contudo, um dos momentos marcantes deste registro audiovisual é quando ele canta Fortunate Son, faixa integrante de seu sexto álbum de estúdio Spirit Trail de 1998, e cria uma conexão notável com o clássico Confortably Numb do Pink Floyd.

Hornsby, vencedor do Grammy em 1986, tem apresentado esta versão em vários de seus shows de suas turnês e seus fãs reagem com muita euforia quando à imprime em suas apresentações.

A Vevo, em conjunto ao canal oficial de Bruce Hornsby, disponibilizou em 30 de julho deste ano, a versão ao vivo de Fortunate Son contida no DVD Three Nights on the Town, mas parece que não foi percebida por aqui. Ainda que tenham passado quase três meses que esteja disponível no YouTube, nunca é tarde para conferir esse grande momento do show de Hornsby em 2004:

Confira:

Continue Reading

JAZZ SOUL R&B

Alma Thomas lança novo single e clipe de “Quem Sou Eu”

Published

on

Alma Thomas lança novo single e clipe de "Quem Sou Eu"
Divulgação

A cantora Alma Thomas lança nesta sexta-feira (11) o novo single Quem Sou Eu que também ganhou um videoclipe. A faixa já está disponível em todas as plataformas digitais pela Universal Music.

Alma Thomas lança novo single e clipe de "Quem Sou Eu"

O single faz parte do projeto Nossa Voz, apresentado pela T.S. Vox Music, selo musical de novos talentos, produzido por Umberto Tavares e Jefferson Jr. e que traz grandes destaques de reality shows musicais brasileiros em interpretações intimistas e emocionantes de canções alternativas escritas pela dupla de produtores.

O projeto vem como um respiro para os amantes do que tem de melhor para oferecer a música popular brasileira. As composições escolhidas expõem uma face mais complexa e poética de Umberto e Jefferson, apaixonados pela música popular brasileira, que buscaram uma válvula de escape criativo ao mercado pop contemporâneo.

As canções vão de melodias suaves a letras densas e emotivas, passeando entre gêneros do soul ao samba. Para cantá-las, foram selecionados criteriosamente os grandes destaques de reality shows musicais que fossem capazes de imprimir nas produções as particularidades de cada composição.

Alma Thomas é uma voz fixa na cena de jazz no Rio. A cantora, compositora e arranjadora nova iorquina é radicada no Rio de Janeiro desde 2004. Dona de uma voz limpa, flexível e marcante, conduz uma carreira consistente onde promove sua mistura rítmica multicultural, que já garantiu a inclusão de canções suas em filmes como Se Eu Fosse Você e De Pernas Pro Ar, além das novelas Passione e Pega Pega. Participou também do reality show The Voice Brasil, onde se destacou não só por sua voz única, mas também por ser a única participante estrangeira no programa.

Sua vivência nos palcos inclui de trabalhos com UFRJAZZ e Gilson Peranzzetta, na Sala Cecília Meireles, a projetos com grandes nomes da música brasileira, como Daniel, Ana Carolina, Alceu Valença, Roberto Menescal e Ed Motta. Com seu grupo, já se apresentou em mais de 25 festivais de jazz no Brasil e, recentemente, atingiu mais de 3 milhões de streams no Spotify.

“Alma Thomas é uma americana que decidiu vir pro Brasil e fazer desse país sua casa – é o inverso do que as pessoas costumam fazer”, diz Umberto Tavares. “Com tanta gente querendo ir embora, ela fez questão de vir pra cá e nos agraciar com sua voz. E canta lindamente Quem Sou Eu”.

Confira:

Continue Reading

JAZZ SOUL R&B

Norah Jones se une a Mavis Staples no single “I´ll Be Gone”

Published

on

Norah Jones se une a Mavis Staples no single "I´ll Be Gone"
Divulgação

A cantora e compositora norte-americana Norah Jones lança nesta sexta-feira (4) a canção I´ll Be Gone em parceria com a cantora americana de blues e gospel Mavis Staples. A faixa já está disponível em todas as plataformas digitais pela Universal Music via Blue Note Records e Capitol Records.

Norah Jones se une a Mavis Staples no single "I´ll Be Gone"

Mavis Staples, um dos grandes nomes da música e que também é atriz e ativista dos direitos civis, faz parte do Rock and Roll Hall of Fame desde 1999 e do Blues Hall of Fame desde 2017. No último dia 17, a cantora apresentou, com exclusividade na Amazon Music, sua versão do clássico de Dolly Parton, The Grass Is Blue, com o grupo Puss N Boots.

Norah Jones tem apresentações confirmadas no Brasil em São Paulo (8 e 9 de dezembro), Curitiba (11 e 12 de novembro) e Rio de Janeiro (13 de dezembro).

Ouça:

Continue Reading

As Mais Lidas