ROCK

U2 e o repertório no Brasil da “The Joshua Tree Tour”

By  | 

Enquanto a expectativa pelos shows do U2 no Brasil crescem a cada dia, nada como analisarmos o possível repertório que a célebre banda irlandesa desfilará por aqui em suas apresentações da The Joshua Tree Tour.

Pra inicio de conversa, temos que levar em consideração que, apesar dos outros grandes shows que Bono, Adam, Larry e The Edge fizeram no país anteriormente, não recebemos a bem sucedida turnê original de 1987 que ocorreu entre os meses de abril e dezembro na América do NorteEuropa. Agora chegou a nossa vez e o repertório não poderia ser tão especial. Explico:

Nos últimos shows que o U2 realizou nos EUA e Canadá, o setlist tem sido idêntico com uma primeira parte puramente clássica da banda com canções dos álbuns War e The Unforgettable Fire e uma abertura com o hit The Whole of the Moon do Waterboys de 1985. Uma noite começando com Sunday Bloody Sunday, New Year’s Day, Bad e Pride (In The Name Of Love) já é um belo aquecimento!

A segunda parte é a temática do show, completamente dedicada ao álbum que consolidou o U2 para o mundo. É claro que a banda, em outras de suas visitas ao Brasil, jamais deixou de fora os três grandes singles deste trabalho como Where The Streets Have No Name, I Still Haven’t Found What I’m Looking For e With Or Without You – é impossível deixar de fora esses três sucessos atemporais – mas o valor de um grande álbum não é a equação de canções que brilham nas rádios.

Com o meticuloso cuidado de seguir a ordem original do álbum, o U2 compôs outras pérolas que são adoradas pelos seu fãs: Running To Stand Still, Mothers of The Disappeared, Red Hill Mining Town e Bullet The Blue Sky nunca poderiam passar desapercebidas em decorrência de serem grandes composições. Isso explica, não somente o verdadeiro valor que The Joshua Tree signifique para a carreira da banda, mas que seu forte apelo, tanto musical quanto cultural, ainda resiste ao tempo, haja visto os shows da atual turnê completamente lotados.

A parte final fica reservada para outros grandes hits como Beautiful Day, Elevation e Vertigo mas será bem emocionante quando a canção Miss Saravejo, do projeto Passengers, idealizado por Bono, The Edge e o produtor Brian Eno em 1995 ecoar no estádio com a reprodução original da voz do saudoso tenor italiano Luciano Pavarotti (1935-2007) ou quando certamente  os fãs cantarem, em uníssono, a belíssima One.

O U2 fará história aqui, outra vez!

É jornalista e pesquisador musical. Cobre shows nacionais e internacionais e já entrevistou bastante gente interessante do Brasil e do mundo. Foi vencedor do Prêmio TopBlog Brasil em 2010 na categoria "Música"e foi membro do Grammy Latino.