Connect with us

A Universal Music Brasil anunciou o nome de Cláudio Vargas para assumir a direção comercial da gravadora. Com grande experiência em gestão empresarial, ele reportará ao novo presidente da major Paulo Lima e sua base será no escritório da empresa em São Paulo. Vargas também ficará a frente do departamento de vendas e todos os negócios da Universal Music no país.

Claudio Vargas foi responsável pelo desenvolvimento do departamento digital da Sony Music Brasil onde atuou por 9 anos em diferentes posições, entre elas vendas, marketing e novos negócios. Em anos anteriores, Vargas também fez parte do marketing da NET e como COO da Endeavor Brasil. É engenheiro de produção formado pela Escola Politécnica da USP e MBA pela Columbia University em Nova York.

“Antes de mais nada gostaria de agradecer ao Paulo Lima pela confiança – o Paulo é um dos maiores empreendedores da música no Brasil e um excelente gestor. Estou extremamente empolgado com o desafio de assumir a Diretoria Comercial da Universal Music Brasil e, com minha experiência e dedicação, espero ajudar a empresa a chegar ainda mais longe. A Universal Music tem um casting de artistas talentosíssimos, um catálogo espetacular e um maravilhoso time de executivos. Portanto, é uma honra juntar-me a esta organização e participar desta grande história em um momento  tão significativo de transformação e crescimento da indústria da música”, comentou Cláudio Vargas.

O presidente da companhia, Paulo Lima elogiou a trajetória de Claudio Vargas: “Claudio Vargas fez parte do início da história da música digital no Brasil e possui uma larga experiência em todos os setores da indústria. Um profissional criativo e focado sempre em qualidade e resultado que vem agregar e completar o nosso time para juntos escalarmos e modernizarmos a indústria fonográfica em nosso país. Estamos todos muito contentes com a sua chegada na Universal Music Brasil”, concluiu.

A Universal Music é líder mundial no mercado de música, com selos próprios ou licenciados em 60 territórios, onde destacam-se com grande notoriedade na história da indústria musical: A&M Records, Capitol, Decca, Island Records, Motown Records, Polydor, Verve entre outros.

É jornalista e pesquisador musical. Cobre shows nacionais e internacionais e já entrevistou bastante gente interessante do Brasil e do mundo. Foi vencedor do Prêmio TopBlog Brasil em 2010 na categoria "Música"e foi membro do Grammy Latino.

Continue Reading
Advertisement

MERCADO

Coronavírus: conheça as três músicas mais ouvidas durante a pandemia

Published

on

Coronavírus: conheça as três músicas mais ouvidas durante a pandemia
Divulgação | Warner Music Brasil | Elektra Records

Um estudo da Universidade Politécnica de Valência na Espanha mostra que a lista de acessos no Spotify cresceu 18% durante os piores meses da atual pandemia do coronavírus, gerando 8% a mais de tráfego na plataforma.

Coronavírus: conheça as três músicas mais ouvidas durante a pandemia

Foto: Divulgação | Warner Music | Elektra Records

Observando esse cenário, a instituição espanhola identificou que os sucessos Dance Monkey da cantora australiana Tones and I, Blinding Lights de The Weeknd e The Box de Roddy Ricch, foram as músicas mais ouvidas durante a pandemia.

Isso significa que, independentemente de as gravadoras terem lançado material novo ou não, os ouvintes mudaram suas preferências com mais frequência durante a quarentena.

A Politécnica de Valência analisou a pesquisa que reportou 474 músicas na lista das 200 melhores do Spotify no primeiro trimestre, enquanto que, neste mesmo período, o aumento no número de hits foi de 557 – um aumento de 18%.

“Parece que tudo aconteceu muito rápido durante esses meses do COVID-19 e nossas preferências mudaram no mesmo ritmo. Essa turbulência também foi vista na música”, explica Alberto Conejero, pesquisador do Instituo Universitário de Matemática Pura e Aplicada (IUMPA) da Universidade Politécnica de Valência. “Talvez esse tipo de estudo seja uma maneira de detectar a turbulência interna à qual a sociedade está sujeita”, disse.

Este estudo abrangeu os meses de janeiro a abril de 2020.

Continue Reading

MERCADO

Ministério Público do Rio está de olho no Lollapalooza, reporta site

Published

on

Ministério Público do Rio está de olho no Lollapalooza, reporta site
Divulgação | T4F

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) instaurou nesta terça-feira (13) um inquérito civil para apurar uma denúncia recebida de que a empresa Tickets For Fun, responsável pela venda de ingressos para o Lollapalooza Brasil, estaria negando o reembolso do valor pago pelos consumidores. As informações são do portal UOL.

Ministério Público do Rio está de olho no Lollapalooza, reporta site

Foto: Divulgação | T4F

O Lollapalooza Brasil 2020 aconteceria em São Paulo no mês de abril. Mas com a atual pandemia do coronavírus e, sucessivamente, com as medidas de distanciamento social para conter o avanço do vírus, levaram a organização do festival a remarcar o evento no Autódromo de Interlagos entre os dias 4 e 6 de dezembro.

A publicação também reporta que a reclamação recebida pelo MPRJ é pela Tickets For Fun se negar a devolver os valores pagos nos ingressos. Além disso, a empresa em questão não promove outra forma de acordo com o consumidor.

A Tickets for Fun tem um prazo de 30 dias para se manifestar sobre o inquérito instaurado no MPRJ.

Continue Reading

MERCADO

União Brasileira de Compositores lança curso gratuito de direitos autorais 

Programa “Copyright e os Negócios das Indústrias Criativas” já está em pré-inscrição e terá início no próximo dia 20 de julho

Published

on

União Brasileira de Compositores lança curso gratuito de direitos autorais 
Divulgação | Instagram

A União Brasileira de Compositores (UBC) anunciou nesta terça-feira (13) que lançará uma segunda versão do curso Copyright e os Negócios das Indústria, que estreia no próximo dia 20 de julho.

União Brasileira de Compositores lança curso gratuito de direitos autorais 

Foto: Divulgação | Instagram

Gratuito e totalmente online, o conteúdo é voltado para quem busca se aprofundar no funcionamento da relações comerciais da música, do audiovisual, do mundo editorial, das artes visuais e de diversos outros setores das indústrias criativas.

Elaborado originalmente em inglês pela Confederação das Sociedades de Autores e Compositores (CISAC), tem gráficos, vídeos, quizes e outros materiais interativos, além das lições, e está publicado na plataforma de educação à distância FutureLearn.

Além da UBC, a SPA (Sociedade Portuguesa de Autores) apoia a versão em português. As pré-inscrições na estão abertas no site: http://www.futurelearn.com/courses/economics-of-copyright-pt/2.

Continue Reading

As Mais Lidas