Connect with us
Venda da Universal Music pela Vivendi: um bom negócio? Venda da Universal Music pela Vivendi: um bom negócio?

MERCADO

Venda da Universal Music pela Vivendi: um bom negócio?

Divulgação

Published

on

No último 6 de agosto, o conglomerado francês Vivendi anunciou que estaria em negociações preliminares com a gigante tecnológica chinesa Tencent para vender 10% da Universal Music Group. O valor avaliado seria de US$ 33 bilhões. Em uma observação realizada pela Billboard, o montante financeiro seria o resultado do crescimento da indústria musical em decorrência do bom desempenho das plataformas digitais como o Spotify e Apple Music, aumentando o valor da música depois de anos difíceis de combate à pirataria.

Ainda de acordo com a publicação, Sir Lucian Grainge, presidente da UMG enviou um memorando para toda a sua equipe visualizando novos horizontes de negócios para a empresa no futuro: “As possibilidades de acelerar e ampliar nossa estratégia são emocionantes”, escreveu o executivo.

Em tese, concretizar uma parceria comercial na China seria parte da estratégia da UMG, considerando que os produtos da Tencent, que incluem streaming de música a jogos, poderiam contar com o catálogo da gravadora – tornando a parceria muito interessante do ponto de vista comercial. O direcionamento de seu espólio fonográfico a este grande mercado asiático é, supostamente, visto com bons olhos.

Outro ponto importante, é total acionário restante: a Tencent, inicialmente, deve adquirir 10% da UMG com opção à uma segunda aquisição de 10%. A Billboard explica que os outros 30% e 40% da gravadora estariam disponíveis para outros acionistas interessados.

No dia do anúncio em agosto, David Marcus da Evermore Global Advisors deixou claro que, após a venda para a Tencent, a UMG buscaria outro acionista no mercado. A publicação explica que a “A Vivendi também poderia encontrar um licitante de private equity (modalidade de fundo de investimento que consiste na compra de ações de mpresas que possua bom faturamento e estejam em grande ascensão no mercado) para aguardar a cisão da UMG e a subsequente oferta pública de ações”.

Com os novos acordos celebrados, o novo cenário poderia ser um indicador de um referência da forma como o mercado musical deverá visualizar e compreender o seu futuro.

É jornalista e pesquisador musical. Cobre shows nacionais e internacionais e já entrevistou bastante gente interessante do Brasil e do mundo. Foi vencedor do Prêmio TopBlog Brasil em 2010 na categoria "Música"e foi membro do Grammy Latino.

MERCADO

Billboard elege Republic Records como a “Gravadora do Ano” de 2019

Esta é a quarta vez que o selo, uma divisão da Universal Music Group, é homenageada pela lendária revista

Published

on

Billboard elege Republic Records como a "Gravadora do Ano" de 2019
Divulgação

A Billboard elegeu a gravadora Republic Records como a Gravadora do Ano de 2019. O anúncio foi realizado na última quarta-feira (15) durante um evento em Nova York (EUA).

Billboard elege Republic Records como a "Gravadora do Ano" de 2019

“A Republic é a principal gravadora da Billboard Hot 100 pelo sexto ano consecutivo e pela sétima vez nesta década”, disse Silvio Pietroluongo, vice-presidente sênior de charts e dados de desenvolvimento da Billboard.

Alguns dos artistas que compõe o cast da Republic Records, são: Post Malone, Ariana Grande, Drake, Florence + Machine, Gotye, Great Van Fleet, Jessie J, Lil Wayne, Lorde, Nicki Minaj, Pearl Jam, The Weeknd, entre outros.

A Republic Records é uma divisão da Universal Music Group.

Continue Reading

MERCADO

Karol G conquista Certificação de Ouro no Brasil com o single “Tusa” 

Published

on

Karol G conquista Certificação de Ouro no Brasil com o single "Tusa" 
Divulgação

A cantora colombiana Karol G, vencedora do Grammy Latino de 2018 como Melhor Artista Revelação, acaba de receber o Certificado de Ouro no Brasil pelo single Tusa, que traz a colaboração de Nicki Minaj. As infoformações são da Universal Music.

Karol G conquista Certificação de Ouro no Brasil com o single "Tusa" 

A cantora figura no Top 10 de artistas globais no YouTube e Tusa está na segunda posição dos vídeos globais mais vistos da plataforma, superando 302 milhões de views.

Karol G é a artista feminina latina número 1 no mundo e uma das mais importantes representantes da música urbana.

No último dia 11, Karol apresentou a canção no programa The Tonight Show With Jimmy Fallon, uma das maiores audiências da TV norte-americana.

Assista agora:

Continue Reading

MERCADO

Brasil foi o sexto país que mais falou sobre K-Pop no Twitter em 2019

Música pop coreana foi assunto de 6,1 bilhões de Tweets no mundo no ano passado

Published

on

Brasil foi o sexto país que mais falou sobre K-Pop no Twitter em 2019
Divulgação

Com fãs espalhados por todas as partes do mundo, o K-pop (música pop coreana) segue mostrando sua força no Twitter. Em 2019, foram registrados globalmente, 6,1 bilhões de tweets sobre o assunto, o que representa um crescimento de 15% em relação a 2018.

Brasil foi o sexto país que mais falou sobre K-Pop no Twitter em 2019

Os brasileiros deram uma contribuição importante para essa conversa: o Brasil foi o sexto que mais Tweetou sobre K-pop em 2019, atrás apenas de países asiáticos e dos Estados Unidos.

Grupo BTS teve o tweet mais o retweetado do ano em 2019

Os milhares de fãs do BTS ajudaram os meninos coreanos a quebrar mais um recorde. Um tweet publicado pelo perfil do grupo, em que o membro Jungkook dança ao som da música Bad Guy, de Billie Eilish, tornou-se o mais retweetado em todo o mundo no ano de 2019.

O BTS também foi o grupo de k-pop mais mencionado no Twitter no ano passado, a frente do EXO e GOT7.

Confira abaixo o ranking dos países que mais falaram sobre K-Pop no Twitter em 2019:

1) Tailândia
2) Coreia do Sul
3) Indonésia
4) Estados Unidos
5) Filipinas
6) Brasil
7) Malásia
8) Japão
9) México
10) Argentina

Continue Reading

As Mais Lidas